sicnot

Perfil

País

GNR deteve 6.350 pessoas durante operação "verão seguro 2016"

A GNR deteve 6.350 pessoas durante a operação "verão seguro 2016", tendo a criminalidade diminuído 8% durante os meses de verão em relação ao mesmo período de 2015, indicou esta sexta-feira a corporação.

Num comunicado de balanço da operação "verão seguro 2016", que se realizou entre 01 de junho e 15 de setembro, a Guarda Nacional Republicana refere que as ações de patrulhamento realizadas pelos 1.122 militares contribuíram para a redução de 8% da criminalidade em relação ao mesmo período de 2015.

Segundo a GNR, foram detidas 6.350 pessoas em flagrante delito, sendo a maioria por condução sob efeito do álcool (3.320) e sem habilitação legal (1.241), seguido de tráfico de droga (579), furto (275) e posse de arma proibida (198).

A GNR registou ainda, durante os meses de verão, quatro detenções por homicídio.

No âmbito da operação "verão seguro 2016", a força de segurança apreendeu 770 armas, 504 das quais de fogo, 15.692 munições de diversos calibres e 2,4 toneladas de drogas, o equivalente a 8,4 milhões de doses, sendo a maioria haxixe e liamba.

Em relação à fiscalização rodoviária, a GNR registou, entre 1 de junho e 15 de setembro, uma diminuição de cerca de 11% do número de crimes rodoviários.

Também no âmbito das contraordenações, os militares da corporação registaram um decréscimo das infrações, sobretudo de excesso de velocidade e não utilização dos sistemas de retenção.

De acordo com a GNR, 43.520 condutores foram multados por excesso de velocidade, 7.887 por falta de cinto de segurança, 9.381 por excesso de álcool, 6.639 por uso do telemóvel ao volante e 6.376 por falta de inspeção.

Durante o verão, a GNR vigiou ainda 1.713 habitações no âmbito do programa "chave direta", que permitiu garantir a segurança das casas durante as férias, através da realização de ações de patrulhamento junto das habitações.

O reforço de patrulhamento realizou-se sobretudo nos locais de maior fluxo de pessoas e nos principais eixos rodoviários durante o verão.

Lusa

  • IPSS no Seixal alvo de processo e auditoria financeira
    1:47

    País

    A Segurança Social está fazer mais uma inspeção total a uma IPSS, agora na Associação Unitária de Reformados, Pensionistas e Idosos do Seixal. A fiscalização já recolheu documentação e está agora a passar a pente fino as contas, os serviços e todos os procedimentos da Instituição.

    Investigação SIC - Hoje no Jornal da Noite

    SIC

  • "Vai custar muito a voltarmos à realidade"
    2:22
  • Quando o frio até as pestanas congela

    Mundo

    Os termómetros desceram até aos - 67º Celsius em Yakutia, 5.300 quilómetros a Este de Moscovo, na Rússia. Nesta região, os estudantes estão habituados a manter as rotinas, mesmo quando as valores chegam aos - 40º Celsius, mas esta terça-feira as autoridades encerraram escolas e aconselharam a população a ficar em casa, longe do frio que até as pestanas congela.

    SIC

  • Quase 600 pedidos de nulidade de casamentos católicos em três anos
    1:38

    País

    Entre 2015 e 2017, 575 casais portugueses pediram a anulação do casamento católico. O ano passado o número de pedidos duplicou em relação a 2015. Desde esse ano, e por decisão do Papa Francisco, que os pedidos de nulidade do casamento pela Igreja são mais simples, mais baratos e mais rápidos.

  • "É preciso namorar bem para que o namoro dê certo"
    2:31

    País

    Rui Rio diz que a decisão sobre o futuro da liderança da bancada parlamentar do PSD só será tomada depois de falar com Pedro Passos Coelho e com Hugo Soares. Em entrevista à RTP, a primeira depois de vencer as diretas, o Rui Rio lembrou esta terça-feira que Passos Coelho ainda é líder do partido.

  • Deputado dorme no Parlamento britânico
    0:58