sicnot

Perfil

País

"Os Verdes" exigem encerramento da central nuclear espanhola de Almaraz

O partido ecologista "Os Verdes" (PEV) exigiu esta sexta-feira o encerramento da central nuclear espanhola de Almaraz depois da revelação feita sobre o uso de peças produzidas numa fábrica com irregularidades nos dossiês de controlo de qualidade.

"Os Verdes exigem o encerramento desta central nuclear [Almaraz] face a todos os elementos de insegurança que já se conhecia, acrescendo agora esta revelação do Conselho de Segurança Nuclear de Espanha", referem os ambientalistas, em comunicado enviado à agência Lusa.

O Conselho de Segurança Nuclear (CSN) espanhol revelou, num comunicado divulgado na quinta-feira, que a central nuclear de Almaraz, junto à fronteira portuguesa, usa peças produzidas numa fábrica com irregularidades nos dossiês de controlo de qualidade, mas garantiu que não constituem motivo para as retirar de funcionamento.

As peças provenientes da forja com irregularidades foram usadas para fabricar os geradores de vapor 2 e 3 da unidade 1 e o gerador de vapor 3 da unidade 2 da central nuclear de Almaraz, bem como os geradores de vapor 1 e 2 da unidade 1 e o gerador de vapor 1 da unidade 2 da central nuclear de Ascó. Também está em causa o rebordo da tampa do reator da unidade 2 de Almaraz.

O PEV reafirma que a central nuclear espanhola de Almaraz, situada a escassos 100 quilómetros da fronteira portuguesa, junto ao Tejo, "constitui um perigo iminente para as populações, para o território e para os recursos naturais tão fundamentais como é o rio Tejo".

"Os portugueses devem mobilizar-se com os espanhóis no sentido de exigirem aquilo que é fundamental: O encerramento da central nuclear de Almaraz", concluem.

Lusa

  • 950 militares cercam a Rocinha, no Rio de Janeiro
    2:36
  • Terra volta a termer no México

    Mundo

    Um sismo de magnitude 6,2, na escala de Richter, foi registado às 05h30, hora local, 23h30, em Lisboa. Até ao momento não há registo de vítimas ou danos materiais.

  • Franceses em protesto contra reformas de Macron
    1:04

    Mundo

    O Presidente francês volta hoje a ser alvo de manifestações contra a reforma laboral. Os protestos foram organizados por Jean Luc Melenchon, o candidato da extrema-esquerda que concorreu contra Macron.

  • Tony Carreira em Paris com sala cheia
    2:36

    Cultura

    O cantor Tony Carreira actuou ontem em Paris e teve sala cheia a aplaudir os temas que o tornaram conhecido há quase 30 anos. As recentes acusações de plágio não parecem afectar a popularidade do artista, que vai continuar em tournée. A Sic acompanhou o artista neste concerto.