sicnot

Perfil

País

O tempo para hoje

O tempo para hoje

O Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA) prevê para hoje no continente céu pouco nublado ou limpo, aumentando temporariamente de nebulosidade por nuvens médias e altas. No litoral da região centro, céu muito nublado e com neblina ou nevoeiro até meio da manhã.

Na costa Sul do Algarve, o céu estará limpo, aumentando de nebulosidade, em especial por nuvens altas, a partir do final da manhã.

A previsão aponta também para vento fraco, soprando temporariamente moderado, de noroeste no litoral oeste durante a tarde e de nordeste nas terras altas até meio da manhã e para o final do dia.

Na Madeira prevê-se períodos de céu muito nublado, possibilidade de ocorrência de aguaceiros fracos nas vertentes norte e vento fraco a moderado de nordeste.

Nos Açores prevê-se períodos de céu muito nublado com abertas, possibilidade de aguaceiros fracos e vento leste bonançoso, enfraquecendo.

Quanto às temperaturas, em Lisboa vão variar entre 17 e 31 graus Celsius, no Porto entre 13 e 26, em Vila Real entre 12 e 26, em Viseu entre 13 e 27, em Bragança entre 09 e 25, na Guarda entre 11 e 23, em Coimbra entre 13 e 30, Castelo Branco entre 16 e 29, em Santarém entre 13 e 33, em Évora entre 15 e 32, em Beja entre 16 e 32, em Faro entre 19 e 27, no Funchal entre 20 e 25, em Ponta Delgada entre 19 e 25, na Horta entre 19 e 24 e em Santa Cruz das Flores entre 18 e 22.

  • Polícias ameaçam com protestos no arranque do campeonato
    1:24

    País

    Os agentes da PSP ameaçam boicotar a presença nos jogos do campeonato da Primeira e Segunda ligas que começam em 15 dias. Os agentes colocam em causa o atual modelo de policiamento no futebol, que faz com que muitos dos profissionais da PSP trabalhem sem remuneração em dia de folga.

  • 700 milhões para armamento e equipamento militar
    1:16

    País

    Portugal vai investir nos próximos anos 700 milhões de euros em armas e equipamento militar. Segundo a imprensa de hoje, o objetivo é colocar algumas áreas das Forças Armadas a um nível similar ao dos outros aliados da NATO. É o maior volume de programas de aquisição dos últimos anos e parte das verbas vão beneficiar a indústria portuguesa que fabrica aviões, navios-patrulha, rádios e sistemas de comando e controlo.

  • Princesa Diana morreu há 20 anos. Filhos falam pela 1ª vez da intimidade
    1:15