sicnot

Perfil

País

Conhecido acórdão de 34 arguídos acusados de fraude fiscal, incluindo um inspetor da PJ

Um inspetor da Polícia Judiciária e outros 33 arguidos, incluindo quatro empresas, acusados de associação criminosa e de uma fraude fiscal de 6,6 milhões de euros em negócios de ouro, devem conhecer hoje o acórdão do Tribunal de Almada.

O processo foi distribuído à Instância Central Criminal de Almada, mas, por questões de logística, o julgamento, que teve início em janeiro deste ano, decorreu nas instalações do Tribunal do Seixal.

Nas alegações finais, o Ministério Público pediu a condenação dos principais arguidos, onde se incluem um inspetor da PJ e um antigo presidente da Associação de Comerciantes de Ourivesaria e Relojoaria do Sul, pela prática dos crimes de associação criminosa, corrupção e branqueamento de capitais.

De acordo com a acusação proferida pelo Ministério Público, oito dos arguidos, em data não determinada, "decidiram constituir um grupo destinado à aquisição, em larga escala, de objetos em ouro no mercado nacional que posteriormente seriam fundidos, transformados em barras e vendidos no mercado internacional".

O despacho de acusação referia, também, que o grupo adquiria peças em ouro através de lojas próprias e de fornecedores espalhados pela zona da Grande Lisboa e Alentejo, sem proceder à respetiva declaração fiscal e à comunicação, obrigatória, à Polícia Judiciária.

O Ministério Público defendia, ainda, que os objetos recolhidos pelo grupo eram depois fundidos e transformados em barras de ouro, que eram vendidas na Bélgica.

Os dados recolhidos durante a investigação efetuada pela Polícia Judiciária de Setúbal, que demorou cerca de um ano e só foi concluída em março de 2015, permitiu apurar que a organização terá vendido mais 1.600 quilogramas de barras de ouro na Bélgica, o que representa mais de 61,9 milhões de euros, pelo que o valor da fraude fiscal está calculado em 6,6 milhões de euros.

A leitura do acórdão está marcada para as 09:30, no Tribunal do Seixal.

Lusa

  • "Sempre nos disseram que bastava o Aves ganhar para estar na Liga Europa"
    0:34

    Desporto

    O Presidente da SAD do Desportivo das Aves garante que não houve esquecimento ou atraso na inscrição do clube na Liga Europa. Luiz Andrade afirma que sempre lhe disseram que bastava vencer a Taça de Portugal para marcar presença na competição e que ainda não sabe se o clube pode ou não jogar a fase de grupos da competição europeia.

  • "Fui violada por Harvey Weinstein aqui em Cannes"
    1:02

    Cultura

    A cerimónia de encerramento do Festival de Cinema de Cannes ficou ainda marcada pelo discurso de Asia Argento. A atriz italiana que acusou Harvey Weinstein de a ter violado justamente numa das edições do festival de Cannes, e que há mais abusadores à solta.

  • As primeiras imagens das quatro crias da lince Malva
    0:20
  • Exército sírio declara Damasco "totalmente segura"

    Mundo

    O exército sírio proclamou esta segunda-feira a capital Damasco e também os arredores, como locais "totalmente seguros". O anúncio foi feito em clima de festa, depois de os militares terem reconquistado os bairros do sul da cidade, até agora nas mãos do Daesh.