sicnot

Perfil

País

Encontrado segundo corpo de naufrágio nos Açores

Google Maps

​O corpo do único tripulante que se encontrava desaparecido na sequência de um naufrágio da embarcação onde seguia em São Jorge, nos Açores, foi encontrado hoje às 08:10 locais (mais uma hora em Lisboa).

"O corpo foi encontrado muito perto do local onde foi recuperado o primeiro corpo, na zona da baixa da Ribeirinha, na costa norte da ilha do Pico, por meios que se deslocavam para o local para retomar as buscas", informou à agência Lusa o capitão do porto da Horta, Rafael da Silva.

Na segunda-feira ao final do dia tinha sido encontrado o primeiro desaparecido do naufrágio.

O corpo foi avistado por um membro da Autoridade Marítima que fazia buscas apeadas ao longo da costa, tendo sido em simultâneo visto por populares que se encontravam no local, informou na ocasião Rafael da Silva.

O alerta para o naufrágio foi dado no domingo às 20:00 locais.

A embarcação de recreio virou a seis milhas do porto da Calheta, em São Jorge, quando fazia a travessia entre as ilhas do Pico e São Jorge, do grupo central do arquipélago.

Do mar foram resgatados três tripulantes com vida.

As causas do acidente estão ainda por apurar, tendo já sido aberto um inquérito, referiu o responsável.

Lusa

  • "Vi o Bas Doost a jorrar sangue para o chão (...) revoltei-me!"
    3:28
  • "Esta semana parecia um filme de terror"
    2:24

    Desporto

    O treinador do Sporting falou pela primeira vez à imprensa desde as agressões de que foi alvo em Alcochete. Jorge Jesus disse que a última semana "parecia um filme de terror" e deixou um agradecimento especial aos adeptos e à "capacidade emocional" dos jogadores.

  • Já se pode pescar sardinha mas há limitações

    País

    A proibição da pesca da sardinha termina hoje, podendo, até 31 de julho, os pescadores capturar 4.855 toneladas, com limites diários, medidas de proteção dos juvenis e monitorização da pescaria, disse à Lusa o Ministério do Mar.

  • Nicolas Maduro vence presidenciais na Venezuela

    Mundo

    O chefe de Estado venezuelano, Nicolas Maduro, foi declarado vencedor das eleições presidenciais de domingo pela autoridade eleitoral, com perto de 70% dos votos, depois de contados quase todos os boletins.

  • "Desfiliei-me do PS mas continuo socialista"
    1:29