sicnot

Perfil

País

Ex-inspetor da PJ condenado a 5 anos de prisão por corrupção

O ex-inspetor da Polícia Judiciária João Sousa foi condenado esta terça-feira a 5 anos e 6 meses de prisão. Em causa estão os crimes de corrupção passiva, recebimento ilícito de vantagem e violação de segredo de funcionário.

O Tribunal deu como provado o envolvimento numa rede que se dedicava à venda de ouro e que escapava ao Fisco. O ex-inspetor acedia às informações da Polícia Judiciária e informava a rede das atividades da polícia. Em contrapartida, recebia dinheiro.

João Sousa estava detido preventivamente desde 2014. O julgamento decorreu no Tribunal do Seixal.

  • Ex-inspetor da PJ acusado de ajudar rede de tráfico de ouro nega todas as acusações
    1:55

    País

    O ex-inspetor da Polícia Judiciária acusado de ajudar uma rede de tráfico de ouro negou todas as acusações. João de Sousa, também conhecido pelos comentários que fez na prisão de Évora sobre José Sócrates, disse ainda que outros arguidos foram coagidos para o incriminar. Ministério Público diz que João era peça chave na associação criminosa e a toupeira dentro da Judiciária. O esquema de venda de ouro no estrangeiro terá lesado o fisco em 6,5 milhões de euros.

  • Fuga de Vale de Judeus em junho de 1975 no Perdidos e Achados
    0:36

    Perdidos e Achados

    Prisão Vale de Judeus, final de tarde de domingo, dia 29 de junho de 1975. O plano da fuga terá sido desenhado por uma vintena de homens. Serrada a presiana metálica era preciso passar, para fora do edifício, as cabeceiras dos beliches onde os presos dormiam. Ao longo de cerca de uma hora 89 detidos, agentes da PIDE/DGS, a Polícia Internacional e de Defesa do Estado português extinta depois da revolução de 1974, fogem do estabelecimento prisional.

    Segunda-feira no Jornal da Noite