sicnot

Perfil

País

Grupo de jovens suspeito de agredir e amarrar menor a árvore em Bragança

Um grupo de três jovens é suspeito de ter agredido e amarrado a uma árvore um menor, há meio ano, em Vila Flor, no distrito de Bragança, informou hoje a Polícia Judiciária (PJ).

Os suspeitos com idades entre os 19 e 21 anos estão indiciados da prática dos crimes de sequestro e ofensas à integridade física qualificados, praticados em março, sobre um menor com quem estavam desavindos, segundo um comunicado divulgado na página oficial da PJ.

De acordo com a fonte, "os suspeitos terão transportado o menor numa viatura para um local ermo numa zona florestal, onde o agrediram, ameaçaram com uma arma de paintball e, por fim, deixaram-no amarrado a uma árvore".

"Passado algum tempo, a vítima conseguiu libertar-se das amarras que o prendiam à árvore e fugiu aos agressores para procurar ajuda", pormenoriza a informação da PJ.

Os arguidos, dois sem ocupação laboral e um estudante, vão ser presentes a primeiro interrogatório judicial para aplicação das medidas de coação tidas por adequadas.

  • Advogados de Sócrates queixam-se de bullying processual e mediático
    2:13

    Operação Marquês

    Os advogados de José Sócrates queixam-se de bullying processual e mediático e garantem que o antigo primeiro-ministro nunca favoreceu Ricardo Salgado ou o Grupo Espirito Santo. Segundo o Expresso, o presidente da Escom, Helder Bataglia, terá admitido que Ricardo Salgado utilizou uma conta bancária do empresário, na Suíça, para passar 12 milhões de euros a Carlos Santos Silva, alegadamente para o amigo José Sócrates.

  • Marcelo diz que é hora de valorizar o poder local
    0:40

    País

    O Presidente da República diz que este é o momento para valorizar o poder local. Sobre a descida da Taxa Social Única, Marcelo Rebelo de Sousa recusou comentar e negou que haja crispação politica entre Governo e oposição.

  • Marine Le Pen diz que Brexit terá efeito dominó na UE
    0:39

    Brexit

    Marine Le Pen diz que o Brexit vai ter um efeito dominó na União Europeia. Durante um congresso da extrema-direita, a líder da Frente Nacional francesa afirmou que a Europa vai despertar este ano em que estão marcadas eleições em vários países, como a Alemanha e a Holanda.