sicnot

Perfil

País

Nova eleição para presidente do CES marcada para 14 de outubro

Licenciado em Direito pela Universidade de Coimbra, Correia de Campos foi ministro da Saúde entre 2001 e 2002.

(SIC/ Arquivo)

A nova eleição para o cargo de presidente do Conselho Económico e Social foi hoje agendada para 14 de outubro, devendo manter-se a indicação do nome de Correia de Campos, que em julho não obteve os votos necessários.

Segundo o porta-voz da conferência de líderes, o deputado do PSD Duarte Pacheco, a proposta com o nome terá de ser entregue até 06 de outubro, cabendo ao PS a indicação do sucessor de Luís Filipe Pereira.

Ainda de acordo com o deputado Duarte Pacheco, como não foi proposta nenhuma data para a realização da necessária audição prévia em comissão à personalidade indicada, o PS deverá voltar a indicar o antigo ministro socialista Correia de Campos para a presidência do Conselho Económico e Social (CES).

No dia anterior a falhar a eleição para o cargo de presidente do CES, a 20 de julho, Correia de Campos foi ouvido na comissão parlamentar de Trabalho e Segurança Social.

Numa eleição em que são necessários dois terços de aprovações, o antigo ministro socialista só obteve 105 votos favoráveis, entre os 221 deputados presentes na altura da votação.

Na altura, o líder parlamentar do PSD, Luís Montenegro, assegurou que apesar do chumbo do nome de Correia de Campos, os sociais-democratas mantinham o acordo com o PS, alcançado após meses de impasse. Como contrapartida ao acordo para que Correia de Campos sucedesse a Luís Filipe Pereira, o PS comprometeu-se a aceitar uma proposta do PSD quando se colocar a questão da substituição do provedor de Justiça em 2017.

Apesar dessa declaração de Luís Montenegro, o líder parlamentar do PS, Carlos César, avisou que outros acordos, como o caso do provedor de Justiça, seriam reponderados, acusando o PSD de ter inviabilizado a eleição de Correia de Campos

  • PSD diz que ainda é possível ultrapassar chumbo de Correia de Campos
    1:00

    País

    O antigo ministro socialista Correia de Campos falhou hoje a eleição para o cargo de presidente do Conselho Económico Social (CES), obtendo dos 221 deputados presentes apenas 105 votos favoráveis, quando precisava de dois terços de aprovações. O PSD diz que ainda é possível ultrapassar o chumbo. Luís Montenegro garante que o acordo com o PS se mantém válido e os sociais democratas deverão apoiar o novo nome indicado pelos socialistas, mesmo que Correia de Campos seja indicado novamente pelo PS.

  • "Sempre nos disseram que bastava o Aves ganhar para estar na Liga Europa"
    0:34

    Desporto

    O Presidente da SAD do Desportivo das Aves garante que não houve esquecimento ou atraso na inscrição do clube na Liga Europa. Luiz Andrade afirma que sempre lhe disseram que bastava vencer a Taça de Portugal para marcar presença na competição e que ainda não sabe se o clube pode ou não jogar a fase de grupos da competição europeia.

  • "Fui violada por Harvey Weinstein aqui em Cannes"
    1:02

    Cultura

    A cerimónia de encerramento do Festival de Cinema de Cannes ficou ainda marcada pelo discurso de Asia Argento. A atriz italiana que acusou Harvey Weinstein de a ter violado justamente numa das edições do festival de Cannes, e que há mais abusadores à solta.

  • As primeiras imagens das quatro crias da lince Malva
    0:20
  • Exército sírio declara Damasco "totalmente segura"

    Mundo

    O exército sírio proclamou esta segunda-feira a capital Damasco e também os arredores, como locais "totalmente seguros". O anúncio foi feito em clima de festa, depois de os militares terem reconquistado os bairros do sul da cidade, até agora nas mãos do Daesh.