sicnot

Perfil

País

Nova eleição para presidente do CES marcada para 14 de outubro

Licenciado em Direito pela Universidade de Coimbra, Correia de Campos foi ministro da Saúde entre 2001 e 2002.

(SIC/ Arquivo)

A nova eleição para o cargo de presidente do Conselho Económico e Social foi hoje agendada para 14 de outubro, devendo manter-se a indicação do nome de Correia de Campos, que em julho não obteve os votos necessários.

Segundo o porta-voz da conferência de líderes, o deputado do PSD Duarte Pacheco, a proposta com o nome terá de ser entregue até 06 de outubro, cabendo ao PS a indicação do sucessor de Luís Filipe Pereira.

Ainda de acordo com o deputado Duarte Pacheco, como não foi proposta nenhuma data para a realização da necessária audição prévia em comissão à personalidade indicada, o PS deverá voltar a indicar o antigo ministro socialista Correia de Campos para a presidência do Conselho Económico e Social (CES).

No dia anterior a falhar a eleição para o cargo de presidente do CES, a 20 de julho, Correia de Campos foi ouvido na comissão parlamentar de Trabalho e Segurança Social.

Numa eleição em que são necessários dois terços de aprovações, o antigo ministro socialista só obteve 105 votos favoráveis, entre os 221 deputados presentes na altura da votação.

Na altura, o líder parlamentar do PSD, Luís Montenegro, assegurou que apesar do chumbo do nome de Correia de Campos, os sociais-democratas mantinham o acordo com o PS, alcançado após meses de impasse. Como contrapartida ao acordo para que Correia de Campos sucedesse a Luís Filipe Pereira, o PS comprometeu-se a aceitar uma proposta do PSD quando se colocar a questão da substituição do provedor de Justiça em 2017.

Apesar dessa declaração de Luís Montenegro, o líder parlamentar do PS, Carlos César, avisou que outros acordos, como o caso do provedor de Justiça, seriam reponderados, acusando o PSD de ter inviabilizado a eleição de Correia de Campos

  • PSD diz que ainda é possível ultrapassar chumbo de Correia de Campos
    1:00

    País

    O antigo ministro socialista Correia de Campos falhou hoje a eleição para o cargo de presidente do Conselho Económico Social (CES), obtendo dos 221 deputados presentes apenas 105 votos favoráveis, quando precisava de dois terços de aprovações. O PSD diz que ainda é possível ultrapassar o chumbo. Luís Montenegro garante que o acordo com o PS se mantém válido e os sociais democratas deverão apoiar o novo nome indicado pelos socialistas, mesmo que Correia de Campos seja indicado novamente pelo PS.

  • Novas buscas no Universo Espírito Santo

    Queda do BES

    O Ministério Público voltou a fazer buscas no âmbito dos processos do Universo Espírito Santo. A SIC sabe que ontem e hoje os investigadores recolheram provas em diversos locais do continente e também na Madeira, nomeadamente em residências, empresas e entidades bancárias.

    Notícia SIC

  • Visitar a região afetada pelo fogos é uma forma de ajudar na recuperação
    3:07
  • Carvalhal do Sapo tenta recuperar a vida normal após incêndio
    2:33

    País

    As populações das aldeias de Góis tentam voltar à normalidade, ao fim de vários dias rodeadas por um grande dispositivo de operacionais. A repórter Cristina Freitas esteve hoje em Carvalhal do Sapo, onde se realizou mais um funeral de uma das vítimas do incêndio de Pedrógão Grande.

  • Falta de médicos e de ofertas de emprego preocupa habitantes da Guarda
    5:13
  • "Do ponto de vista interno a candidatura do Porto é a melhor" 
    0:50

    País

    António Costa admite que a candidatura da cidade do Porto para receber a Agência Europeia do Medicamento seria a melhor para Portugal. No entanto o primeiro-ministro diz que é preciso avaliar se a candidatura do Porto é a que tem mais hipóteses de ganhar, quando comparada com outras cidades europeias. 

  • Depois da "provocação", o acidente em cadeia
    0:43