sicnot

Perfil

País

Repórter entrevista Marcelo sem saber quem ele é

Um repórter francês do Canal+ entrevistou Marcelo Rebelo de Sousa, em Nova Iorque, sem saber que estava a falar com o Presidente da República português. O pivot em estúdio acabou por apoiar Martin Weill, desvalorizando a situação.

Martin Weill é o enviado aos Estados Unidos para cobrir a sessão da Assembleia-geral das Nações Unidas.

O repórter abordou a comitiva portuguesa para falar com Marcelo e perguntou-lhe sobre as eleições presidenciais norte-americanas. O Presidente respondeu que não comentava os "problemas dos outros países, sobretudo se se tratassem de países amigos e aliados".

Ainda em entrevista, o francês perguntou a que delegação Marcelo pertencia e que cargo detinha. Sem nunca perder o sorriso, Marcelo esclareceu o repórter, acabando por surpreendê-lo.

O pivot em estúdio acabou por apoiar Martin Weill, desvalorizando a gravidade da situação. O vídeo já está nas redes sociais.

Veja aqui a entrevista do Canal+ ao Presidente da República em Nova Iorque.

  • 10 Minutos com Ana Catarina Mendes
    10:28

    10 Minutos

    A secretária geral adjunta do PS diz que não percebe porque é que o PSD levou tanto tempo a escolher o candidato à Câmara de Lisboa. Em entrevista no 10 Minutos da SIC Noticias, Ana Catarina Mendes considerou ainda que Pedro Passos Coelho não tem estado à altura de um líder da oposição. Quanto às legislativas, entende que o PS deve concorrer sozinho às eleições.

    Entrevista na íntegra

  • Prisão preventiva para marroquino suspeito de apoiar o Daesh

    País

    O juiz do Tribunal Central de Instrução Criminal impôs esta quinta-feira prisão preventiva ao cidadão marroquino, detido na Alemanha e entregue a Portugal, suspeito de adesão e apoio ao grupo extremista Daesh e recrutamento e financiamento ao terrorismo.

  • "A isto chama-se pura hipocrisia"
    1:13

    Caso CGD

    Pedro Passos Coelho classifica a atuação do Governo na gestão da Caixa Geral de Depósitos como um "manual de cinismo político insuportável", declarações feitas pelo líder do PSD durante a reunião do Conselho Nacional em Lisboa.