sicnot

Perfil

País

Sete em cada 10 crianças portuguesas consomem quantidade insuficiente de fruta

Reuters

Sete em cada dez crianças portuguesas consomem uma quantidade insuficiente de fruta, ficando abaixo das três porções diárias recomendadas pela Organização Mundial da Saúde (OMS), revelam dados da Associação Portuguesa Contra a Obesidade Infantil (APCOI).

Os dados da APCOI abrangem uma amostra de 18 mil crianças em idade escolar, entre os dois e os doze anos.

É nos Açores que está a maior percentagem de crianças com consumo de fruta abaixo das recomendações (83,6%), seguindo-se a Madeira (79,9%), o Alentejo (77,4%), o Centro e Norte, ambos com 74,2%, e o Algarve, com 73,6%.

Lisboa e Vale do Tejo foi a região com menor percentagem de crianças que ingere menos fruta do que o recomendado, ainda assim com um valor de 72,4%.

Em comunicado hoje divulgado, a Associação Contra a Obesidade Infantil recorda que o consumo de fruta abaixo das três porções provoca carências nutricionais com efeitos negativos: diminui os níveis de energia, de concentração e aprendizagem, reduz as defesas do organismo e torna as crianças mais suscetíveis à obesidade ou à diabetes.

Desde 2011 que a Associação tem uma iniciativa, em conjunto com escolas, que pretende combater a má nutrição.

O projeto "Heróis da Fruta -- Lanche Escolar Saudável" pretende ser um modelo pedagógico "chave na mão" que qualquer escola pode adotar de modo simples e gratuito, segundo os organizadores.

Depois de inscritas, as escolas podem ter acesso a materiais pedagógicos de forma gratuita. Durante 12 semanas, as crianças ganham diariamente "Estrelas" no "Quadro de Mérito" afixado na sala de aula, como recompensa pela ingestão de fruta. Nas semanas seguintes, a motivação é reforçada com uma competição nacional que utiliza a música como veículo para levar as lições do projeto até casa, para envolver os encarregados de educação.

Os resultados do estudo da APCOI mostram que uma em cada quatro crianças que integram o projeto aumentou o seu consumo diário de fruta em 12 semanas.

As inscrições das escolas para o atual ano letivo decorrem até dia 14 de outubro e o projeto pode aplicar-se em todos os jardins-de-infância e escolas de 1.º ciclo de todo o país.

  • Carro que atropelou adepto encontrado numa garagem na Amadora
    1:51

    Desporto

    O carro que atropelou o adepto da Fiorentina, junto ao Estádio da Luz, está nas mãos da Polícia Judiciária. O automóvel foi encontrado esta terça-feira por uma brigada da PSP na garagem de um casa da Amadora, que pertence a um elemento da claque dos No Name Boys.

  • Portugueses passam mais de oito horas por semana ao volante
    0:59

    País

    Os portugueses gastam, em média, oito horas em deslocações durante a semana. Um estudo do Observatório Europeu da Mobilidade, divulgado hoje, diz ainda que a grande maioria prefere o automóvel como meio de transporte. Entre os países europeus, Portugal é líder na utilização do carro para deslocação para o trabalho.

  • A SIC foi dar uma volta de bicicleta

    País

    Há 90 anos, cerca de 40 ciclistas partiam do Marquês de Pombal, em Lisboa, para a primeira etapa da 1.ª Volta a Portugal de Bicicleta. Hoje, um grupo de investigadores repete o percurso, até Setúbal, dando início a uma viagem que pretende incentivar o uso da bicicleta como meio de transporte no dia-a-dia. Um jornalista da SIC segue no pelotão e pode acompanhar a viagem em direto no Facebook da SIC Notícias.

    SIC

  • Angola com eleições a 23 de agosto

    Mundo

    O chefe de Estado angolano, José Eduardo dos Santos, convocou as próximas eleições gerais em Angola para 23 de agosto de 2017, informou hoje à agência Lusa a Casa Civil do Presidente da República.

  • Portugal subiu cinco lugares no Ranking da Liberdade de Imprensa
    1:42

    País

    Portugal está agora na 18 ª posição em 180 países no relatório deste ano dos Repórteres Sem Fronteiras. Esta associação revela que a imprensa portuguesa foi condenada 21 vezes por violação de liberdade de expressão e por difamação pelo Tribunal Europeu dos Direitos do Homem.