sicnot

Perfil

País

Câmara de Lisboa formaliza hoje criação de Museu Judaico em Alfama

Reuters

A Câmara de Lisboa assina hoje acordos de colaboração com a associação de turismo local e a Comunidade Israelita para a criação do futuro Museu Judaico da cidade, no Largo de São Miguel, em Alfama.

Segundo uma nota da autarquia, a cerimónia, que se inicia pelas 11:30 no local do futuro museu, vai contar com a presença do presidente da Câmara, Fernando Medina, e da vereadora da Cultura, Catarina Vaz Pinto, bem como com representantes das entidades parcerias - a Associação de Turismo de Lisboa (ATL), a Comunidade Israelita de Lisboa, a Fundação Lina e Patrick Drahi e a Associação da Rede de Judiarias de Portugal.

Em comunicado, o município frisa que "o legado cultural dos judeus portugueses, que resulta num acervo de testemunhos materiais e imateriais notáveis, constitui um importante contributo para a construção da identidade cultural portuguesa, tanto no território nacional como no mundo", devendo ser "reconhecido, estudado e preservado".

O futuro Museu Judaico de Lisboa permitirá, assim, "estudar e dar a conhecer esse legado e também a sua relação com o restante território nacional e com o mundo", ressalva a autarquia.

No final de junho, a Câmara de Lisboa (de maioria PS) aprovou, por unanimidade, um acordo tripartido para o futuro Museu Judaico da cidade, que envolve a autarquia, a ATL e a Comunidade Israelita de Lisboa.

O protocolo prevê que a ATL pague as obras e assuma a gestão do espaço, cabendo à Comunidade Israelita de Lisboa intermediar e ceder espólio relevante para a constituição do museu.

Já o município terá de constituir um direito de superfície, a favor da ATL, sobre os prédios onde será instalado o museu (por um período mínimo de 50 anos), bem como contribuir com financiamento parcial.

Na ocasião, a vereadora da Cultura, Catarina Vaz Pinto, estimou que as obras arranquem ainda este ano para que o espaço esteja em funcionamento no verão de 2017.

Também na altura, os vereadores do CDS-PP e do PCP na Câmara de Lisboa questionaram a forma de gestão do museu escolhida pela autarquia, considerando que existiam "soluções mais adequadas" do que a delegação de tal competência na ATL, como entregá-la à empresa municipal responsável pela Gestão de Equipamentos e Animação Cultural (EGEAC).

  • A rã que brilha no escuro
    2:08
  • Indonésio encontrado dentro de cobra pitão

    Mundo

    Akbar Salubiro, de 25 anos, esteve perto de 24 horas desaparecido na remota ilha indonésia de Sulawesi. Acabou por ser encontrado um dia depois, no jardim da própria casa, dentro de uma pitão de 7 metros.