sicnot

Perfil

País

Câmara de Lisboa formaliza hoje criação de Museu Judaico em Alfama

Reuters

A Câmara de Lisboa assina hoje acordos de colaboração com a associação de turismo local e a Comunidade Israelita para a criação do futuro Museu Judaico da cidade, no Largo de São Miguel, em Alfama.

Segundo uma nota da autarquia, a cerimónia, que se inicia pelas 11:30 no local do futuro museu, vai contar com a presença do presidente da Câmara, Fernando Medina, e da vereadora da Cultura, Catarina Vaz Pinto, bem como com representantes das entidades parcerias - a Associação de Turismo de Lisboa (ATL), a Comunidade Israelita de Lisboa, a Fundação Lina e Patrick Drahi e a Associação da Rede de Judiarias de Portugal.

Em comunicado, o município frisa que "o legado cultural dos judeus portugueses, que resulta num acervo de testemunhos materiais e imateriais notáveis, constitui um importante contributo para a construção da identidade cultural portuguesa, tanto no território nacional como no mundo", devendo ser "reconhecido, estudado e preservado".

O futuro Museu Judaico de Lisboa permitirá, assim, "estudar e dar a conhecer esse legado e também a sua relação com o restante território nacional e com o mundo", ressalva a autarquia.

No final de junho, a Câmara de Lisboa (de maioria PS) aprovou, por unanimidade, um acordo tripartido para o futuro Museu Judaico da cidade, que envolve a autarquia, a ATL e a Comunidade Israelita de Lisboa.

O protocolo prevê que a ATL pague as obras e assuma a gestão do espaço, cabendo à Comunidade Israelita de Lisboa intermediar e ceder espólio relevante para a constituição do museu.

Já o município terá de constituir um direito de superfície, a favor da ATL, sobre os prédios onde será instalado o museu (por um período mínimo de 50 anos), bem como contribuir com financiamento parcial.

Na ocasião, a vereadora da Cultura, Catarina Vaz Pinto, estimou que as obras arranquem ainda este ano para que o espaço esteja em funcionamento no verão de 2017.

Também na altura, os vereadores do CDS-PP e do PCP na Câmara de Lisboa questionaram a forma de gestão do museu escolhida pela autarquia, considerando que existiam "soluções mais adequadas" do que a delegação de tal competência na ATL, como entregá-la à empresa municipal responsável pela Gestão de Equipamentos e Animação Cultural (EGEAC).

  • Encontrado corpo da criança que desapareceu na praia de São Torpes
    0:55

    País

    O corpo da criança que tinha desaparecido na praia São Torpes, concelho de Sines, foi encontrado esta manhã fora de água, nas rochas, a 1,5 quilómetros do sítio onde tinha desaparecido, no passado dia 21. O alerta foi dado por um popular à Polícia Marítima, cerca das 8h00.

  • Não há aumentos salariais no Estado para o ano
    1:18

    Economia

    O ministro das Finanças confirma a alteração dos escalões de IRS em 2018. É uma das medidas prioritárias para o próximo ano, a par do descongelamento das carreiras na função pública. Numa entrevista à Antena 1, Mário Centeno admite que não vai haver aumentos salariais no Estado no próximo ano

  • Obrigada a vir dos EUA, de 3 em 3 semanas, para ver o filho
    2:00
  • Marcelo diz que Europa não deve contar com benevolência dos aliados 
    1:19

    País

    O Presidente da República concorda com Angela Merkel, que este domingo defendeu que a Europa já não pode confiar a 100% nos países aliados. Numa conferência sobre o futuro da Europa, Marcelo Rebelo de Sousa defendeu que a União Europeia tem de assumir responsabilidades e protagonismo e não pode contar com a iniciativa e a benevolência dos aliados.

  • Merkel sugere que a Europa já não pode contar com aliados como os EUA
    1:45

    Mundo

    Depois das cimeiras do G7 e da NATO,e sem nunca mencionar Donald Trump, a chanceler alemã diz que é tempo de cada país tomar conta do próprio destino. As declarações de Angela Merkel foram feitas em Munique numa ação de campanha da CDU e evidenciam incómodo em relação às posições manifestadas pelos EUA.

  • Bombeiro alvejado durante assalto em Buenos Aires
    1:07

    Mundo

    A polícia argentina está a investigar o assalto e a agressão a tiro a um bombeiro em Buenos Aires. O homem de 30 anos foi atacado por três jovens, o momento foi captado pelas câmaras de videovigilância. As imagens mostram o exato momento em que o bombeiro foi atacado pelo grupo, perto de um quiosque de alimentação automático. De acordo com as informações disponíveis, a vítima terá sido alvejada seis vezes.