sicnot

Perfil

País

Portugal vive "momento de mudança" em relação ao uso da bicicleta

O ministro do Ambiente, João Matos Fernandes, disse esta quarta-feira que Portugal está num "momento de mudança" em relação ao uso da bicicleta como transporte, em vez de ser apenas um modo lúdico, destacando o papel das autarquias.

"Começa a ser muito evidente que o espaço público está a ser desenhado nas cidades sem fazer do automóvel o rei que o foi no passado recente. Acredito, sinceramente, que este é o caminho e que poucos anos faltam para que uma mudança expressiva se dê", afirmou o ministro do Ambiente.

No âmbito da cerimónia de entrega do prémio nacional Mobilidade em Bicicleta, que decorreu em Lisboa, João Matos Fernandes lembrou que o atual Governo introduziu, de forma pioneira, a área da mobilidade urbana no Ministério do Ambiente, no sentido de "reconhecer que os problemas ambientais que se colocam essencialmente nas cidades, que têm uma forte relação com a qualidade do ar urbano, passam muito pelos transportes".

O prémio nacional Mobilidade em Bicicleta, promovido pela Federação Portuguesa de Cicloturismo e Utilizadores de Bicicleta (FPCUB), distinguiu este ano, na categoria Autarquias, as Câmaras Municipais de Cascais e de São Brás de Alportel.

"Muito pouco ou quase nada faremos se não tivermos como parceiros as autarquias, são elas quem desenham o espaço público", frisou o ministro do Ambiente, comprometendo-se como uma política "em prol do transporte coletivo e da mobilidade sustentável".

Apesar de este ano a Semana Europeia da Mobilidade ter menos câmaras a participar, o governante considerou que "cada vez mais para muitas autarquias todas as semanas são semanas da mobilidade".

"Se olharmos para aquilo que são as candidaturas que os centros urbanos principais do país fizeram aos PEDU's - Planos Estratégicos de Desenvolvimento Urbano, constatamos que a fatia de investimento que é dedicada à mobilidade suave é já uma fatia muito expressiva, ou seja, existe cada vez mais um compromisso maior entre quem gere o território, quem gere a via, quem desenha o território no conjunto do espaço público em prol da mobilidade suave", declarou o governante.

Lusa

  • Automóvel utilizado por 70,4% dos portugueses

    País

    O automóvel foi o meio de transporte utilizado por 70,4% dos 1.028 portugueses inquiridos em 2015 no âmbito de um projeto que envolveu 17 países europeus, informou esta quarta-feira a Prevenção Rodoviária Portuguesa (PRP).

  • Lisboa Ciclável juntou 1.400 pessoas para pedalar
    2:05

    País

    Cerca de 1.400 pessoas participaram no passeio Lisboa Ciclável, este domingo, promovido pela Federação Portuguesa de Cicloturismo e Utilizadores de Bicicleta, no âmbito da Semana Europeia da Mobilidade. Entre os participantes estiveram o presidente da Câmara, Fernando Medina, e a candidata à autarquia pelo CDS, Assunção Cristas.

  • Polícia de Viseu vai ter patrulhamento em bicicleta

    País

    O comandante da PSP de Viseu, Victor Rodrigues, anunciou esta terça-feira que a força policial passou a contar com um policiamento em bicicleta destinado especialmente à zona histórica da cidade de forma a garantir o normal funcionamento do tráfego.

  • Copenhaga: metade dos habitantes usa bicicleta
    3:36

    SIC Europa

    Em Copenhaga, na Dnamarca, metade da população desloca-se de bicicleta para o trabalho. Para facilitar ainda mais a mobilidade, a cidade está agora a construir uma rede de "autoestradas" para bicicletas que estão a ligar o centro aos subúrbios.

  • Elemento dos Super Dragões com medida de coação mais gravosa
    1:37

    Desporto

    Os seis arguidos da Operação Jogo Duplo, que investiga crimes de corrupção e viciação de resultados na II Liga de futebol, saíram em liberdade. A medida de coação mais gravosa é para um membro da claque Super Dragões, que terá de pagar uma caução de 5 mil euros.

  • Mais de 120 pessoas com hepatite A
    2:23

    País

    O surto de hepatite A já infetou 128 pessoas, 60 das quais estão internadas em hospitais de Lisboa e Coimbra. A Direção-Geral da saúde recomenda a vacinação apenas aos familiares dos doentes. Apesar de não haver ruptura de stocks, há farmácias que não têm vacinas.

  • Sobreviventes de Mossul relatam mutilações e execuções do Daesh
    1:32