sicnot

Perfil

País

Técnicos de diagnóstico e terapêutica marcam cinco dias de greve em outubro

O sindicato que representa os técnicos de diagnóstico e terapêutica marcou uma greve nacional de cinco dias que começa a 03 de outubro em protesto contra a desatualização da sua carreira e correspondentes perdas salariais.

Em comunicado, o Sindicato dos Técnicos Superiores de Saúde das Áreas de Diagnóstico e Terapêutica adiantam que são os únicos profissionais de saúde licenciados com carreira desatualizada há dezasseis anos, o que provoca "perdas salariais insustentáveis".

A greve prevista para entre dias 3 e 7 de outubro poderá afetar áreas como as análises clínicas, a radiologia, a fisioterapia ou a cardiopneumologia.

Entre os motivos da greve, o Sindicato destaca o facto de 50% dos profissionais que representa estarem em regime de contrato individual de trabalho, sem qualquer carreira ou instrumento regulador do trabalho.

Acresce ainda o que os sindicalistas dizem ser "a escandalosa situação" de os profissionais praticarem horários diferentes, de 35 e 40 horas semanais, sem diferenciação salarial.

Os sindicalistas têm sublinhado que a necessidade de revisão das carreiras dos profissionais de diagnóstico e terapêutica tem sido reconhecida pelos governos nos últimos 14 anos, sem que ainda se concretizasse a alteração pretendida.

O processo negocial estava quase finalizado em 2015, quando foi interrompido pelas eleições legislativas. O atual Ministério da Saúde comprometeu-se, desde a primeira hora, a dar continuidade ao processo, segundo o Sindicato.

"Contudo, volvidos dez meses sem qualquer evolução do processo negocial, por ausência de participação do Ministério das Finanças, fomos informados que a revisão das carreiras não se realizará até 2018, por razões de ordem financeira, o que consideramos um argumento ridículo dado o pequeno número de profissionais a abranger", referem os sindicalistas em comunicado.

Em causa estão cerca de 10 mil profissionais nos serviços públicos de saúde.

Lusa

  • "A nossa lei tem demasiados buracos"
    0:44

    País

    Rui Cardoso acusa a classe política de não querer resolver os problemas da corrupção em Portugal. Entrevistado na Edição da Noite da SIC Notícias o magistrado do Ministério Público considera que ainda há um longo caminho a percorrer no combate à corrupção.

  • Salah Abdeslam deixa cadeira vazia na leitura da sua sentença
    2:05

    Mundo

    O único suspeito vivo dos ataques de Paris em 2015 foi esta segunda-feira condenado a 20 anos de prisão por um tribunal belga, num processo paralelo: um tiroteio em março de 2016, em Bruxelas. Tanto Salah Abdeslam como o cúmplice não quiseram estar na leitura da sentença. O julgamento de Salah Abdeslam pelos ataques de Paris só deverá acontecer no próximo ano, em França.

  • Beyoncé e a irmã caem e o vídeo torna-se viral

    Cultura

    Beyoncé voltou este fim de semana a subir ao palco do Coachella, depois de ter atuado na primeira semana do festival que decorreu no deserto da Califórnia, nos EUA. A cantora norte-americana voltou a brilhar, mas foi o momento em que caiu no palco com a irmã, Solange, que acabou por se tornar viral.

    SIC

  • Cientistas querem sequenciar genomas de 15 milhões de espécies

    Mundo

    Um consórcio internacional de cientistas, que por enquanto não inclui portugueses, propõe-se sequenciar, catalogar e analisar os genomas (conjuntos de informação genética) de 15 milhões de espécies, uma tarefa que levará dez anos a fazer, foi divulgado esta segunda-feira.