sicnot

Perfil

País

O tempo para hoje

O tempo para hoje

O Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA) prevê para hoje nas regiões do norte e centro períodos de céu muito nublado, apresentando-se em geral muito nublado na região norte, possibilidade de ocorrência de períodos de chuva fraca ou chuvisco no Minho e Douro Litoral.

Está também previsto vento em geral fraco do quadrante oeste, soprando por vezes moderado nas terras altas e neblina ou nevoeiro matinal em alguns locais céu pouco nublado e vento em geral fraco predominando de noroeste, soprando moderado no litoral e nas terras altas, em especial durante a tarde.

Na Madeira prevê-se períodos de céu muito nublado, possibilidade de ocorrência de aguaceiros nas vertentes norte e nas terras altas da ilha e vento em geral fraco do quadrante norte.

Para os Açores a previsão aponta para períodos de céu muito nublado com boas abertas, chuva a partir do final do dia e vento sueste fraco a bonançoso.

Quanto às temperaturas, em Lisboa entre 14 e 23 graus celsius, no Porto entre 19 e 22, em Vila Real entre 10 e 22, em Viseu entre 10 e 21, em Bragança entre 10 e 24, na Guarda entre 09 e 19, em Coimbra entre 12 e 22, em Castelo Branco entre 09 e 26, em Santarém entre 13 e 25, em Évora entre 11 e 26, em Beja entre 11 e 26, em Faro entre 15 e 26, no Funchal entre 20 e 25, em Ponta Delgada entre 19 e 25, na Horta entre 18 e 24 e em Santa Cruz das Flores entre 19 e 24.

  • Acordo de concertação social assinado por todos os parceiros

    Economia

    Está assinado o acordo da Concertação Social que estipula a descida da TSU para as empresas como contrapartida do aumento do salário mínimo. Ao contrário do que é habitual, o momento não foi assinalado na sede do Conselho Económico e Social (CES), mas as assinaturas foram divulgadas no Twitter.

  • Oposição diz que défice abaixo dos 2,3% se deve ao aumento de impostos
    2:24

    Economia

    O défice de 2016 vai ficar abaixo dos 2,3%, uma garantia dada pelo primeiro-ministro durante o debate quinzenal desta terça-feira. A oposição diz que o resultado é bom para o país mas que se deve a um aumento de impostos, feito pelo Governo no ano passado, e ao trabalho do PSD e do CDS nos anos anteriores.