sicnot

Perfil

País

PM confiante que défice será inferior a 2,5%

Lusa

O primeiro-ministro manifestou-se hoje confiante que o défice deste ano, "com conforto", será inferior a 2,5%, num discurso em que afirmou que o seu Governo, "depois do tempo das urgências", entrou agora na resposta aos bloqueios estruturais. Veja aqui em direto.

Na sua intervenção na abertura do primeiro debate quinzenal da presente legislatura, na Assembleia da República, o primeiro-ministro referiu que o défice deste ano "ficará claramente abaixo dos 3% do Produto Interno Bruto".

"E que com conforto estamos confiantes será inferior a 2,5%. Prometemos uma alternativa que respeitasse o nosso programa, as posições da maioria que apoia o Governo e os compromissos internacionais do nosso país - e é isso que estamos a cumprir, contrariando todos os catastrofismos semanais de quem já mais nada tem para dar, do que esperar o falhanço do país", disse, aqui numa alusão crítica ao PSD e CDS-PP.

Após um breve balanço sobre dez meses de vida do seu executivo, António Costa referiu que o Governo "não está conformado".

"Sabemos que ainda há muito a fazer. Depois do tempo das urgências, é agora o tempo de vencer os bloqueios estruturais ao nosso desenvolvimento", disse, apontando então os pilares do Programa Nacional de Reformas.

Neste ponto, António Costa afirmou que as prioridades serão os combates às desigualdades e o reforço do Estado social, através de apostas na qualificação e conhecimento, na educação (com a generalização do pré-escolar a partir dos três anos) e no investimento na cultura e na ciência e a internacionalização das instituições de Ensino Superior.

Como prioridades, o primeiro-ministro colocou ainda a recuperação do investimento, a capitalização das empresas e a promoção da inovação na economia.

"Só essa dinâmica sustentará a trajetória de diversificação das exportações e de produção de bens e serviços com maior incorporação de valor acrescentado nacional, ganhando competitividade com valor e não empobrecimento coletivo com baixos salários. Por isso, a nossa prioridade são os programas Indústria 4.0 e Startup Portugal", disse.

A seguir, no entanto, António Costa defendeu que uma economia competitiva e sustentável só é possível se houver "uma sociedade mais coesa e igualitária".

"A política de recuperação de rendimentos será continuada, quer por via do aumento das pensões, pela atualização do salário mínimo nacional e das prestações sociais, e pela redução do nível de fiscalidade. Garantimos, assim, melhores condições de vida para as famílias portugueses, a valorização do trabalho e maior justiça social", declarou.

Entre as medidas no campo social, o primeiro-ministro voltou a salientar a intenção do Governo de avançar para a concessão da prestação única para a pessoa com deficiência e de concluir a rede de cobertura de médicos de família já no final do próximo ano.

"Reforçaremos as políticas lançadas este ano na área da saúde, retomando a reforma dos cuidados continuados integrados e paliativos, e a reforma dos cuidados de saúde primários, garantindo que 2017 é, de uma vez por todas, o ano em que todos os portugueses terão um médico de família atribuído", acrescentou.

  • Cerca de 100 mortos e dezenas de desaparecidos após sismo na Indonésia
    1:24
  • As camisolas de Natal da família real britânica

    Mundo

    O espírito natalício invadiu ontem o Museu Madame Tussauds, em Londres. Foram reveladas as novas figuras de cera da família real britânica - cada membro enverga uma camisola de espírito festivo, com cãezinhos "reais" e "gingerbreadmen" de gosto duvidoso.

  • Os dias na Terra estão a ficar mais longos

    Mundo

    Os dias estão a tornar-se mais longos, mas impercetivelmente, porque vão ser precisos 6,7 milhões de anos para aumentarem um minuto, segundo um estudo publicado quarta-feira pela Proceedings A da Royal Society britânica.

  • As novas rotas da TAP em 2017
    1:59

    Economia

    No próximo ano, a TAP vai passar a voar para o Canadá. Além de Toronto, a companhia aérea vai também abrir cinco novas rotas para a Europa e aumentar algumas frequências. Fique a conhecer quais são.

  • Com este vamos arrancar-lhe uma lagriminha!

    Mundo

    Nesta redação, não se vive só de notícias. Também gostamos de nos emocionar com o mundo virtual. Imbuídos pela quadra natalícia, decidimos partilhar este vídeo polaco consigo. O que é preciso para o emocionar? Um tema com uma mensagem simples e que nos faça lembrar que somos todos feitos de carne e osso. Um toque de humor. Um sentimento sazonal, mas nunca em excesso. Um cão [é preciso haver sempre um cão]. Um enredo e algum suspense que nos prenda ao écran. Algo que nos faça engolir em seco. Foi isto que fez um site de vendas online com um anúncio com o título: "Inglês para principiantes". Então? Atingimos o nosso objetivo? Com ou sem lágrima?

  • Leica: a marca lendária entre os fotógrafos
    5:54
    Futuro Hoje

    Futuro Hoje

    3ª FEIRA NO JORNAL DA NOITE

    A Leica, das famosas máquinas fotográficas, abriu na semana passada a primeira loja em Portugal. Grande parte da produção da marca alemã é feita em Lousado, em Vila Nova de Famalicão, há 43 anos.