sicnot

Perfil

País

Taxistas prontos para acampar à frente da Assembleia a partir de 10 de outubro

O presidente da Associação Nacional dos Transportadores Rodoviários em Automóveis Ligeiros (ANTRAL) disse esta quinta-feira que a manifestação nacional de taxistas, convocada para 10 de outubro, em Lisboa, vai ser "por tempo indeterminado, à porta da Assembleia da República".

Intitulada de "Todos a Lisboa", a próxima concentração de taxistas, para contestar a atividade de plataformas que consideram ilegais, poderá durar "um, dois, três, quatro, cinco dias, uma semana, é o tempo que for necessário", afirmou à agência Lusa o dirigente da ANTRAL, Florêncio de Almeida, acrescentando que vão "montar barracas para acampar se for necessário".

À margem de uma sessão de preparação do protesto de 10 de outubro, que decorreu em Lisboa, Florêncio de Almeida frisou que objetivo é a "paragem das plataformas que trabalham ilegalmente e que estão proibidas pelos tribunais de trabalhar em Portugal", argumentando que "se estão proibidas pelo tribunal, não podem trabalhar e o Governo tem que atuar como manda a lei e as decisões dos tribunais".

Em causa está a atividade de plataformas como a Uber e a Cabify (que permitem pedir carros de transporte de passageiros, com uma aplicação para 'smartphones' que liga quem se quer deslocar a operadores de transporte), que as organizações representativas do setor do táxi consideram funcionar de forma ilegal.

Questionado sobre se pretendem ser recebidos pelo Governo, o responsável da ANTRAL deixou bem claro que agora "só conta um compromisso escrito de que a Uber tem que parar enquanto não tiver regulamentada".

De acordo com Florêncio de Almeida, dia 10 de outubro vai ser "a maior manifestação de todos os tempos" do setor do táxi, em que são esperados "mais de seis mil" profissionais de todo o país.

"Esperamos é que seja, no seu todo, muito pacífica. Temos que mostrar provas de que somos pessoas cívicas e bem comportadas, não somos nenhuns arruaceiros", referiu o presidente da ANTRAL.

Apesar de se pretender uma manifestação pacífica, Florêncio de Almeida alertou que, "num movimento desta natureza, pode acontecer alguma coisa desagradável" e, caso ocorra, "só têm que se assacar as culpas ao Governo, que não cumpre com a Constituição da República".

O protesto de 10 de outubro está previsto começar às 07:30, na zona do Parque das Nações, seguindo em direção ao aeroporto de Lisboa, por volta das 09:00, para juntar os taxistas vindos do norte e do sul do país, descendo depois pela capital até à Assembleia da República.

A instalação das plataformas 'online', como a Uber e a Cabify, em Portugal tem sido muito contestada pelos taxistas, tal como noutros países, tendo já havido registo de situações de confronto e agressões entre os profissionais.

Lusa

  • Atirador canadiano mata combatente do Daesh a 3,5km de distância

    Mundo

    Um atirador das Forças Especiais do Canadá matou um combatente do Daesh com um tiro disparado a 3,5 quilómetros de distância, no passado mês de maio, no Iraque. O Comando de Operações Especiais canadiano garantiu à BBC que a distância do disparo, realizado com sucesso, é já considerada um recorde na história militar.

  • Revelada a verdadeira identidade de Banksy?

    Cultura

    O músico e produtor Goldie pode ter revelado a identidade do artista mais conhecido por Banksy, durante uma entrevista ao podcast do rapper Scroobius Pip. Goldie referiu Robert Del Naja de forma acidental e os fãs acreditam que a identidade do artista britânico foi finalmente desvendada.

  • "Mãe, por favor, para de dizer asneiras. Não quero que leves um tiro"
    0:51

    Mundo

    O Departamento de Investigação da Polícia do Minnesota divulgou esta sexta-feira um vídeo com imagens de um incidente que levou à morte de um afro-americano pela polícia, nos Estados Unidos da América. Em julho de 2016 um polícia atingiu mortalmente Philando Castile, de 32 anos, durante uma operação de controlo rodoviário. O homem procurava os documentos de identificação quando o polícia disparou quatro tiros. Nas imagens é possível ver o desespero da filha da companheira de Philiando Castile, minutos depois de ter visto o padrasto a morrer. O agente responsável pela morte de Castile foi absolvido pelo Tribunal na semana passada.

  • Depois da "provocação", o acidente em cadeia
    0:43

    Mundo

    Um vídeo de um acidente numa autoestrada em Santa Clarita, na Califórnia (EUA), está a tornar-se viral nas redes sociais. Nas imagens é possível ver um motociclista a dar um pontapé num carro que seguia à sua frente. Como forma de "retribuição", o carro vira na direção da mota mas bate no separador e depois numa carrinha que acabou por capotar. Segundo a imprensa norte-americana o condutor da carrinha foi levado para o hospital com ferimentos ligeiros. Já a pessoa que conduzia a mota seguiu o seu caminho.