sicnot

Perfil

País

Primeiro-ministro visita a China em outubro com Macau no percurso

JOS\303\211 COELHO

O primeiro-ministro, António Costa, efetua entre 8 e 12 de outubro uma visita de cinco dias à República Popular da China, a qual inclui também uma deslocação à Região Administrativa Especial de Macau.

Fonte diplomática disse à agência Lusa que o primeiro-ministro iniciará a sua visita em Pequim, onde terá uma série de encontros de caráter institucional e político.

A dimensão mais económica e empresarial da vista de António Costa acontecerá em Xangai, em princípio no terceiro dia de presença do líder do executivo português na República Popular da China.

Em Macau, o primeiro-ministro deverá participar num fórum empresarial e, além das matérias do intercâmbio económico, terá ainda uma agenda dedicada às questões da cooperação cultural no âmbito da lusofonia.

No passado dia 12, António Costa recebeu em São Bento o chefe do executivo da Região Administrativa Especial de Macau, Chui Sai On, reunião que teve como temas centrais a cooperação económica, a tecnológica e científica.

Segundo fonte do executivo português, durante essa reunião António Costa destacou o facto de Lisboa se preparar para receber em novembro a "Web Summit" - evento que nos próximos anos juntará na capital portuguesa as mais importantes start-ups e empresas tecnológicas mundiais.

Ainda de acordo com a mesma fonte, além dos temas da cooperação tecnológica e científica, o primeiro-ministro também destacou a importância da cooperação com a Região Administrativa Especial de Macau na economia, comércio e educação, sobretudo ao nível da difusão da língua portuguesa na Ásia.

"O primeiro-ministro acentuou igualmente a importância do papel de Macau no âmbito da plataforma entre a China e os países de expressão portuguesa", acrescentou.

Lusa

  • João Galamba deixa de ser porta-voz do PS

    País

    João Galamba vai deixar de ser porta-voz do PS e de integrar a comissão permanente do partido. A nova porta-voz dos socialistas vai ser Maria Antónia Almeida Santos, que já integrava a comissão independente, órgão de direção política do PS.

  • Mariano Rajoy não vai convocar eleições antecipadas
    1:24

    Mundo

    O governo espanhol está por um fio por causa de um processo de corrupção a envolver dirigentes do PP. O PSOE apresentou uma moção de censura e o Ciudadanos pede eleições antecipadas. O chefe do governo, Mariano Rajoy, já disse que não vai convocar eleições.