sicnot

Perfil

País

Costa diz que Governo não se conforma com redução americana nas Lajes

ANT\303\223NIO ARA\303\232JO

O secretário-geral do PS, António Costa, disse este sábado, na Praia da Vitória, nos Açores, que o Governo da República não se conforma com os efeitos provocados pela redução do efetivo militar norte-americano na base das Lajes.

"Não se conforma, nem a nossa diplomacia que se bate em Washington para que os americanos mantenham aqui presença, não se conforma o Vasco Cordeiro, que não se cansa de mobilizar no Congresso dos Estados Unidos os deputados e congressistas, em particular os luso-descendentes açorianos, para apoiar esta causa, mas não se conforma também o Governo da República", salientou.

António Costa falava num jantar comício na Praia da Vitória, na ilha Terceira, onde está instalada da base das Lajes, no âmbito da pré-campanha para as eleições legislativas regionais dos Açores, que se realizam a 16 de outubro.

O secretário-geral socialista e primeiro-ministro de Portugal disse que o Governo da República vai continuar a trabalhar em conjunto com o executivo açoriano, a autarquia da Praia da Vitória e outras instituições da ilha Terceira para "executar e concretizar" o Plano de Revitalização Económica da Ilha Terceira (PREIT), apresentado pelo Governo Regional, liderado por Vasco Cordeiro, em janeiro de 2015.

"Já estão em curso os trabalhos de certificação para o uso civil da base das Lajes, já está em curso o trabalho técnico para candidatar ao plano Junker a qualificação do Porto da Praia da Vitória e, sobretudo, hoje já estão a ser vendidos bilhetes para que a partir do próximo dia 2 de dezembro esta ilha também seja servida por companhias low cost", frisou.

Por sua vez, o líder do PS/Açores, Vasco Cordeiro, que se recandidata às próximas eleições legislativas regionais, como cabeça de lista pelo círculo eleitoral da ilha de São Miguel e pelo círculo de compensação, salientou que ao contrário do anterior Governo da República da coligação PSD/CDS-PP, o executivo de António Costa assumiu desde a primeira hora o PREIT como guia para mitigar os efeitos da redução militar norte-americana na base das Lajes.

"Aquilo que António Costa tem feito em cerca da 10 meses de Governo e que é já bem mais do aquilo que outros em cinco anos fizeram pela nossa região é também a garantia de que com uma grande vitória do Partido Socialista no próximo dia 16 de outubro teremos em António Costa um amigo e um aliado para ajudar os Açores a enfrentar os desafios do futuro", salientou.

O líder do PS/Açores destacou o potencial dos voos low cost para a dinamização do turismo na ilha Terceira, a rentabilização do Porto da Praia da Vitória, mas também o Azores Air Center, uma "estrutura ligada à oceanografia, ao clima, às ciências", que permitirá ter um "novo setor de criação de riqueza e de criação de emprego na ilha Terceira".

Sem mencionar o PSD, Vasco Cordeiro fez uma alusão ao afastamento de Mota Amaral, líder histórico dos social-democratas açorianos, da Assembleia da República, alegando que pelo contrário no PS, o seu antecessor, Carlos César, defende atualmente os Açores no parlamento nacional.

"O Partido Socialista dos Açores não recebe lições de outros partidos quanto à defesa dos Açores e dos açorianos e uma das principais provas está à vista. É que quando temos um grande açoriano que defende acerrimamente os Açores, nós levamo-lo para a Assembleia da República para aí também defender os Açores, nós não o escorraçamos do nosso partido", frisou.

Lusa

  • "Dar força à autonomia é dar força à coesão nacional"
    0:49

    País

    António Costa diz que reforçar a autonomia é uma forma de reforçar a coesão do país. Num discurso feito este sábado num comício na Ilha Terceira, nos Açores, o secretário-geral do PS elogiou a governação do arquipélago e a forma como reagiu aos anos de crise.

  • Maratona da democracia em Barcelona
    1:18

    New Articles

    Na Catalunha, milhares de pessoas alimentam o braço de ferro com Madrid. Em Barcelona decorre a maratona pela democracia decorre na Praça da Universidade. A iniciativa repete-se noutros 300 municípios da região.

  • Primeiro-ministro admite que retatório sobre Tancos possa ser "fabricado"
    2:06

    País

    O primeiro-ministro garante que o relatório divulgado pelo expresso sobre o desaparecimento de armas em Tancos não é de nenhum organismo oficial e admite até que possa ser fabricado. Costa critica ainda o líder do PSD por comentado uma notícia que não confirmou. As Forças Armadas também negaram a existência de qualquer relatório sobre Tancos que o Expresso reafirma existir e ser verdadeiro.

  • Primeiro-ministro admite que retatório sobre Tancos possa ser "fabricado"
    2:06

    País

    O primeiro-ministro garante que o relatório divulgado pelo expresso sobre o desaparecimento de armas em Tancos não é de nenhum organismo oficial e admite até que possa ser fabricado. Costa critica ainda o líder do PSD por comentado uma notícia que não confirmou. As Forças Armadas também negaram a existência de qualquer relatório sobre Tancos que o Expresso reafirma existir e ser verdadeiro.

  • Militares tentam acabar com guerra entre traficantes na Rocinha, Rio de Janeiro
    3:07

    Mundo

    As últimas horas têm sido de tensão no Rio de Janeiro depois dos tiroteios que começaram desde que uma das principais favelas da cidade foi ocupada por militares na sexta-feira. As forças federais foram acionadas para auxiliarem a polícia, que há vários dias tenta acabar com a guerra entre fações de traficantes de droga.

  • Irão lança míssil de médio alcance
    1:13

    Mundo

    Três dias depois do discurso hostil de Donald Trump nas Nações Unidas, o Irão testou um novo míssil de médio alcance que atingiu uma altura de dois mil quilómetros. Teerão diz que o teste não viola o acordo nuclear.

  • Atrás das Câmaras em Pedrógão Grande
    3:37
    Atrás das Câmaras

    Atrás das Câmaras

    DIARIAMENTE NA SIC E SIC NOTÍCIAS

    A carrinha do "Atrás das Câmaras" continua pelo país a mostrar aquilo que alguns políticos ignoram. Este sábado a equipa da SIC esteve em Pedrógão Grande, 99 dias após o incêndio que fez 64 mortos e 200 feridos.

  • Morreu Charles Bradley, uma das lendas do soul

    Cultura

    O cantor Charles Bradley morreu este sábado aos 68 anos. O músico norte-americano foi diagnosticado com cancro no ano passado. A notícia da morte foi confirmada na página oficial do cantor no Facebook.