sicnot

Perfil

País

Um morto e um ferido em tiroteio em Vila Velha de Ródão

Um homem de 31 anos de idade morreu hoje perto da barragem de Fratel, no concelho de Vila Velha de Ródão, depois de ter sido atingido por um disparo de uma arma de fogo. Outro homem de 25 anos ficou ferido.

"Há sinais de a vítima ter sido atingida por uma arma de fogo" e que tenha falecido na sequência dos ferimentos causados pelo disparo, disse à agência Lusa, fonte da GNR de Castelo Branco.

Os meios de socorro foram alertados às 02:44 de hoje para uma ocorrência num parque de estacionamento próximo da barragem do Fratel, no concelho de Vila Velha de Ródão, envolvendo dois feridos.

Um dos feridos faleceu no local, disse fonte do CDOS (Comando Distrital de Operações de Socorro) de Castelo Branco.

A outra vítima, outro homem, de 25 anos de idade, sofreu ferimentos ligeiros e foi transportado para o Hospital de Portalegre, acrescentou a mesma fonte.

Para o local foram mobilizados meios dos bombeiros de Vila Velha de Ródão (distrito de Castelo Branco) e de Nisa (Portalegre), uma viatura médica de emergência e reanimação (VMER) e duas patrulhas da GNR de Castelo Branco, além de uma equipa da Polícia Judiciária de Coimbra, que está a investigar o caso.

Lusa

  • Morreu o companheiro de Nelson Mandela

    Mundo

    Ahmed Kathrada, activista e ícone sul-africano que lutou ao lado de Mandela contra o "apartheid" morreu hoje aos 87 anos, informou a fundação de caridade Kathrada.

  • Mais de um milhão de crianças em risco de morrer à fome
    1:23
  • Vidas Suspensas: Delfim 353
    29:30
  • Esquerda contra a venda do Novo Banco
    1:51

    Economia

    O futuro do Novo Banco promete agitar a maioria de esquerda nas próximas semanas. O Bloco de Esquerda e o PCP estão contra os planos de privatização e insistem que a solução é nacionalizar o banco. O Bloco de Esquerda defende que privatizar 75% é o pior de dois mundos. Já o PCP diz que o banco deve ser integrado no setor público.

  • Identificadas 10 mil vítimas de violência em 2016
    1:32

    País

    Há cada vez mais homens e idosos a pedirem ajuda à Associação Portuguesa de Apoio à Vítima. Segundo o relatório anual da APAV conhecido esta segunda-feira, foram identificadas quase 10 mil vítimas de violência no ano passado. Cerca de 80% são mulheres casadas e com cerca de 50 anos.