sicnot

Perfil

País

Arquivado inquérito a condução de comboio Alfa por mulher estranha à CP

O Ministério Público arquivou o inquérito à alegada condução de um comboio Alfa por uma mulher que não era funcionária da CP, cujo vídeo foi divulgado em 2014 na internet, não tendo sido responsabilizados os autores.

O vídeo, divulgado em 2014, mas que terá sido filmado anos antes, mostra uma mulher estranha à empresa a conduzir um comboio Alfa, o que, segundo a CP informou na altura, é proibido.

Isto porque existem regulamentos internos que proíbem a "presença de elementos estranhos à tripulação dos comboios em cabines de condução, exceto se devidamente autorizados".

"O acesso e permanência às cabines de condução só é permitido mediante apresentação de documentação específica para o efeito. O não cumprimento destas determinações constitui infração passível de consequências disciplinares graves ou outras de contornos diferentes, que se venham a revelar adequadas aos factos apurados", precisou a CP.

Após a divulgação do vídeo, a CP anunciou que ia reportar às autoridades o vídeo, admitindo dificuldades na "confirmação da veracidade" das imagens, que terão sido gravadas através de um telemóvel, assim como na "identificação do comboio específico, data e viagem em que tal situação poderá, eventualmente, ter ocorrido".

Questionada sobre a conclusão da investigação, a CP remeteu para a informação divulgada na altura em que o vídeo foi conhecido.

"À data dos acontecimentos, não tendo sido possível, pelos seus próprios meios e através das imagens divulgadas, identificar o comboio, data e hora da viagem, a empresa apresentou queixa ao Ministério Público, no sentido de serem conduzidas averiguações para apuramento dos factos", informou a CP à Lusa.

Segundo o Ministério Público, o inquérito que correu no Departamento de Investigação e Ação Penal (DIAP) foi arquivado.

Após a polémica suscitada pela divulgação do vídeo na internet, alguns órgãos de comunicação social identificaram a mulher que conduzia o comboio como Halima Abboud, uma cidadã brasileira.

Lusa

  • " A melhoria das contas públicas não foi feita à custa dos portugueses"
    1:30

    País

    Numa espécie de balaço deste ano e meio de governação, o primeiro-ministro voltou a assinalar voltou a assinalar a redução do défice e as melhorias nas contas públicas. Num jantar com militantes em Coimbra, António Costa garantiu ainda que a "verdadeira reforça do Estado avança até ao final desta legislatura, que é a Descentralização.

  • Passos acusa Governo de "sacudir água do capote"

    País

    O líder do PSD, Pedro Passos Coelho, acusou este sábado o Governo de "sacudir a água do capote" para não assumir a responsabilidade pelo que está a ser decidido, usando uma política de comunicação que considerou ser um "embuste".

  • Quase 200 polícias solidários com agentes acusados
    2:29

    País

    Perto de 200 polícias manifestaram-se este sábado na sede da PSP em Alfragide, em solidariedade com os 18 agentes acusados no processo Cova da Moura. O Sindicato Nacional de Polícia associou-se ao protesto e diz existir um aproveitamento político do caso.

  • Polícias ameaçam com protestos no arranque do campeonato
    1:24

    País

    Os agentes da PSP ameaçam boicotar a presença nos jogos do campeonato da Primeira e Segunda ligas que começam em 15 dias. Os agentes colocam em causa o atual modelo de policiamento no futebol, que faz com que muitos dos profissionais da PSP trabalhem sem remuneração em dia de folga.

  • Norte também quer naturismo e praias de nudistas

    País

    O presidente da Turismo do Porto e Norte de Portugal defendeu hoje a criação de praias naturistas legalizadas na região, fazendo a apologia da formação de associações e negando que este seja um destino conservador.