sicnot

Perfil

País

Utentes gastaram menos 10 M€ em medicamentos entre janeiro e julho

Os utentes do Serviço Nacional de Saúde (SNS) gastaram entre janeiro e julho deste ano menos 10 milhões de euros em medicamentos face ao período homólogo, segundo o Infarmed, que associa a poupança ao maior consumo de genéricos.

Os dados esta segunda-feira divulgados pelo Infarmed, a autoridade do medicamento, relativos ao consumo de medicamentos em ambulatório indicam que nos primeiros meses do ano os utentes pouparam 10 milhões de euros com gastos em medicamentos, ainda que o número de embalagens consumidas tenha aumentado.

A redução nos custos para os utentes, de 2,5% face ao mesmo período de 2015, foi acompanhada por um aumento ligeiro do consumo de embalagens, de 0,3%, assim como da despesa do Estado na área, que cresceu 0,5%.

"Esta poupança dos utentes deve-se em grande medida ao maior consumo de medicamentos genéricos", declarou o Infarmed, numa nota publicada na sua página na Internet, acrescentando que os dados relativos ao mês de julho mostram "a quota de mercado dos genéricos continua em crescimento, fixando-se em 47,4%".

De acordo com o Infarmed, este ano foram dispensadas 91 milhões de embalagens de medicamentos nas farmácias comunitárias, "que representaram um encargo de 693,5 milhões de euros para o SNS".

"O preço médio global dos medicamentos caiu 9,2% desde 2012, sendo que o utente paga hoje menos 8,9% por cada embalagem. Já o dos genéricos está estável, apesar de ainda assim ser inferior ao preço médio das marcas em 50%", refere a mesma nota do Infarmed.

Lusa

  • Sucessivas falhas informáticas nas farmácias impedem acesso aos medicamentos

    País

    Pelo quarto dia consecutivo, as farmácias portuguesas estão com falhas no sistema informático de apoio à prescrição eletrónica. A Associação Nacional das Farmácias exigiu esta segunda-feira de manhã uma audiência urgente ao presidente dos Serviços Partilhados do ministério da Saúde, exigindo uma solução imediata para este problema. O objetivo será também pedir que seja averiguada a razão pela qual os problemas informáticos se arrastam há vários meses. Estes problemas impedem o acesso dos portugueses aos medicamentos.

  • Escritor e filólogo Frederico Lourenço distinguido com o Prémio Pessoa 2016

    Cultura

    O escritor, tradutor, professor universitário Frederico Lourenço foi distinguido com o Prémio Pessoa 2016. O anúncio foi feito hoje pelo presidente do júri, Francisco Pinto Balsemão, no Palácio de Seteais, em Sintra, sublinhando que a atividade de Frederico Lourenço tem como "traço singular" ter oferecido "à língua portuguesa as grandes obras de literatura clássica".

  • Governo garante que Portugal não desperdiçou nenhum fundo de ajuda alimentar
    1:18

    País

    O ministro da Solidariedade e Segurança Social garante que Portugal não desperdiçou nenhum fundo europeu de ajuda alimentar. Vieira da Silva respondeu, esta manhã, à notícia avançada pelo Jornal de Notícias que dava conta de que, este ano, o país teria desperdiçado 28 milhões de euros de um fundo europeu porque o programa ainda não está operacional. O ministro garante que o programa vai ser executado em 2017 e que este ano serviu para tomar medidas no sentido dessa implementação. Vieira da Silva assegura também que o montante disponível para o programa não foi desperdiçado e vai poder ser usado.

  • Sporting de Braga eliminado da Liga Europa
    2:01
  • Explosão no Cairo faz seis mortos

    Mundo

    Seis pessoas morreram hoje numa explosão junto a um posto de controlo da polícia no Cairo, indicaram os meios de comunicação social e responsáveis egípcios.