sicnot

Perfil

País

Guterres em homenagem a Maria Barroso não comenta nova candidata à ONU

SIC

O candidato a secretário-geral da Organização das Nações Unidas (ONU) António Guterres não quis hoje comentar a nova candidatura a este cargo de Kristalina Georgieva, durante uma homenagem à antiga presidente da Cruz Vermelha Portuguesa Maria Barroso.

Abordado pelos jornalistas a meio da cerimónia, que decorreu no Hospital da Cruz Vermelha, em Lisboa, o antigo primeiro-ministro e ex-Alto Comissário das Nações Unidas para os Refugiados fez sinal de que não tencionava falar nesta ocasião.

À saída, questionado diretamente sobre a candidatura de Kristalina Georgieva, António Guterres respondeu, em inglês, que não iria fazer comentários: "No comments".

António Guterres, candidato apoiado por Portugal ao cargo de secretário-geral da ONU, venceu as primeiras cinco votações secretas para este cargo realizadas entre os membros do Conselho de Segurança desta organização.

Hoje, o primeiro-ministro da Bulgária, Boiko Borissov, anunciou que o Governo búlgaro mudou a sua candidata ao cargo de secretário-geral da ONU, substituindo Irina Bokova por Kristalina Georgieva.

Numa reação a esta nova candidatura nesta fase do processo, o ministro dos Negócios Estrangeiros, Augusto Santos Silva, disse ver "com serenidade" a entrada na corrida de Kristalina Georgieva e salientou que a altura e a forma como a candidatura de Guterres foi apresentada.

"Apresentámos a candidatura do engenheiro António Guterres no fim do mês de fevereiro. Fizemo-lo a tempo, com toda a transparência e de forma a que António Guterres fosse sujeito a todas as provas e passos que o processo de seleção a secretário-geral das Nações Unidas hoje exige", afirmou Augusto Santos Silva à agência Lusa.

Maria de Jesus Barroso, fundadora do PS e mulher de Mário Soares, presidiu à Cruz Vermelha Portuguesa entre 1997 e 2003. Foi a única mulher presidente desta instituição.

Morreu a 07 de julho de 2015, com 90 anos, no Hospital da Cruz Vermelha, onde hoje foi homenageada.

Esta cerimónia de homenagem contou com a participação do chefe de Estado, Marcelo Rebelo de Sousa, e com a presença do antigo Presidente da República Mário Soares esteve presente nesta cerimónia.

Lusa

  • Explosão em restaurante no Canadá causa pelo menos 15 feridos, 3 graves
    0:56

    Mundo

    Pelo menos 15 pessoas ficaram feridas numa explosão em Mississauga, Ontário, no Canadá. Três vítimas estão em estado grave. Os feridos foram levados para vários hospitais da zona. De acordo com as autoridades, a explosão foi causada por dois homens, com cerca de 20 anos, num restaurante indiano, que fugiram do local depois do ataque. A zona foi evacuada e a polícia está a investigar o caso.

    Em atualização

  • Congresso do PS começa hoje na Batalha

    País

    O 22.º Congresso do PS começa hoje, na Batalha, distrito de Leiria, e durante o qual o secretário-geral, António Costa, deverá defender uma linha de continuidade estratégica, procurando, em simultâneo, projetar desafios estruturais que se colocam ao país.

  • Gonçalo Guedes: o menino franzino que jogava mais que os outros em Benavente
    8:47
  • Juiz impede acesso a informações bancárias e e-mails de António Mexia
    1:50

    País

    No inquérito crime que investiga a EDP, continua um braço de ferro entre o Ministério Público e o juiz de instrução. O magistrado voltou a negar o acesso a informações bancárias e a e-mails de António Mexia, que constavam dos processos da Operação Marquês e do universo Espírito Santo.

  • Universidade de Coimbra não retira Honoris Causa a Lula
    3:30
  • Estudo acaba com teorias da conspiração sobre a morte de Hitler

    Mundo

    Existem algumas versões sobre o desaparecimento do ditador nazi, Adolf Hitler. Há quem diga que viajou para um país da América do Sul, outros acreditam que está escondido na Antártida e há até quem vá mais longe e acredita que estaria na Lua. Mas, teorias da conspiração à parte, a história oficial diz que Hitler suicidou-se num bunker, em Berlim, Alemanha.

    SIC