sicnot

Perfil

País

Guterres em homenagem a Maria Barroso não comenta nova candidata à ONU

SIC

O candidato a secretário-geral da Organização das Nações Unidas (ONU) António Guterres não quis hoje comentar a nova candidatura a este cargo de Kristalina Georgieva, durante uma homenagem à antiga presidente da Cruz Vermelha Portuguesa Maria Barroso.

Abordado pelos jornalistas a meio da cerimónia, que decorreu no Hospital da Cruz Vermelha, em Lisboa, o antigo primeiro-ministro e ex-Alto Comissário das Nações Unidas para os Refugiados fez sinal de que não tencionava falar nesta ocasião.

À saída, questionado diretamente sobre a candidatura de Kristalina Georgieva, António Guterres respondeu, em inglês, que não iria fazer comentários: "No comments".

António Guterres, candidato apoiado por Portugal ao cargo de secretário-geral da ONU, venceu as primeiras cinco votações secretas para este cargo realizadas entre os membros do Conselho de Segurança desta organização.

Hoje, o primeiro-ministro da Bulgária, Boiko Borissov, anunciou que o Governo búlgaro mudou a sua candidata ao cargo de secretário-geral da ONU, substituindo Irina Bokova por Kristalina Georgieva.

Numa reação a esta nova candidatura nesta fase do processo, o ministro dos Negócios Estrangeiros, Augusto Santos Silva, disse ver "com serenidade" a entrada na corrida de Kristalina Georgieva e salientou que a altura e a forma como a candidatura de Guterres foi apresentada.

"Apresentámos a candidatura do engenheiro António Guterres no fim do mês de fevereiro. Fizemo-lo a tempo, com toda a transparência e de forma a que António Guterres fosse sujeito a todas as provas e passos que o processo de seleção a secretário-geral das Nações Unidas hoje exige", afirmou Augusto Santos Silva à agência Lusa.

Maria de Jesus Barroso, fundadora do PS e mulher de Mário Soares, presidiu à Cruz Vermelha Portuguesa entre 1997 e 2003. Foi a única mulher presidente desta instituição.

Morreu a 07 de julho de 2015, com 90 anos, no Hospital da Cruz Vermelha, onde hoje foi homenageada.

Esta cerimónia de homenagem contou com a participação do chefe de Estado, Marcelo Rebelo de Sousa, e com a presença do antigo Presidente da República Mário Soares esteve presente nesta cerimónia.

Lusa

  • Como não perder Barack e Michelle Obama nas redes sociais

    Mundo

    Sair da Casa Branca implica mais que reunir objetos físicos: é preciso guardar também os tweets, os posts e todo o conteúdo digital produzido nos últimos oito anos pelo Presidente dos EUA e pela primeira-dama. A equipa de Barack Obama já preparou tudo para que nada se perca do seu legado digital.

  • Portugueses querem contratar Obama

    Mundo

    Contratar Barack Obama. Pode parecer uma tarefa impossível, mas para a startup portuguesa Swonkie a única resposta a este desafio é "Yes We Can", mote da campanha presidencial de Obama de há nove anos.

  • Artista que criou poster de Obama quer invadir EUA com símbolos de esperança

    Mundo

    Shepard Fairey - o artista por trás do tão conhecido cartaz vermelho e azul "Hope" de Barack Obama, durante a campanha eleitoral de 2008 nos EUA - produziu uma série de novas imagens a tempo da tomada de posse de Donald Trump, na sexta-feira. Agora, o artista e a sua equipa querem manifestar uma posição política com a campanha "We The People", contra as ideias que o Presidente eleito tem defendido.