sicnot

Perfil

País

Mais de 9.500 colocados na 2.ª fase de acesso ao Ensino Superior

A 2.ª fase de concurso nacional de acesso ao ensino superior colocou 9.577 estudantes nas universidades e politécnicos públicos, 1.869 dos quais já tinham conseguido vaga na 1.ª fase, segundo dados divulgados hoje pela Direção-Geral de Ensino Superior (DGES).

"No conjunto da primeira e segunda fases já ingressaram no ensino superior público, através do concurso nacional de acesso, 45 830 novos estudantes (+1,9% que em 2015)", refere uma nota do Ministério da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior (MCTES).

Do total de colocações nesta fase, há 7.708 novos alunos. Numa comparação com o ano anterior, em 2016 a 2.ª fase do concurso nacional de acesso registou mais 6,4% de candidatos (dos 18.250 para 19.413) e mais 1,8% de colocados (de 9.410 para 9.577).

Considerando a 1.ª e a 2.ª fases, o concurso deste ano registou mais 3,7% de candidatos, e mais 1,9% de alunos colocados, que são já 45.830.

"Na 1.ª fase do concurso nacional de acesso já tinham sido colocados 42 958 estudantes dos quais se matricularam 38 122 (88,7%)", especifica a nota do MCTES.

Os resultados da 2.ª fase estão disponíveis a partir de hoje no portal da DGES (http://www.dges.mctes.pt).

Os estudantes colocados nesta fase devem matricular-se entre 29 de setembro e 03 de outubro.

A 3.ª fase do concurso, a última e que coloca um número residual de estudantes, decorre entre 06 e 10 de outubro, com as candidaturas online no portal da DGES.

Lusa

  • "Os governos são diferentes mas o povo é o mesmo"
    0:45

    Economia

    O Presidente da República atribui o resultado do défice do ano passado ao espírito de sacrifício do povo português. Num jantar em Coimbra para assinalar o Dia do Estudante, Marcelo Rebelo de Sousa considerou ainda que o valor do défice de 2016 é a prova de que com governos diferentes conseguem-se os mesmos objetivos.

  • Recuo na saúde é primeira derrota de peso para Donald Trump
    1:18

    Mundo

    O Presidente norte-americano sofreu esta sexta-feira uma derrota de peso. O líder da Câmara dos Representantes retirou a proposta do plano de saúde de Trump, que se preparava para um chumbo na câmara baixa do Congresso. Para já, mantém-se o Obamacare.

  • Pai do piloto da Germanwings defende inocência do filho

    Mundo

    O pai de Andreas Lubitz declarou esta sexta-feira que o filho não é o responsável pelo embate do avião da Germanwings contra um local montanhoso, que fez 150 mortos. O Ministério Público alemão concluiu em janeiro que o incidente em 2015 foi apenas da responsabilidade do piloto.