sicnot

Perfil

País

Homem que tentou matar mulher com motosserra condenado a 12 anos de prisão

O Tribunal da Comarca da Madeira condenou esta quinta-feira a 12 anos de prisão o homem que tentou matar uma mulher na freguesia do Campanário, na Ribeira Brava, recorrendo a uma motosserra.

"Foi das coisas mais brutais que vi até hoje", afirmou o presidente do coletivo de juízes, Filipe Câmara, durante a leitura do acórdão na Instância Central, no Funchal.

O crime aconteceu em novembro de 2015, na zona oeste da Madeira, tendo o arguido, na altura com 19 anos, agredido violentamente a tia da ex-namorada, a quem provocou ferimentos graves em diversas partes do corpo (boca, língua nariz, pescoço, mama e coxa), por responsabilizá-la pelo fim da relação.

O arguido foi julgado pela prática de um crime de homicídio qualificado na forma tentada.

A acusação sustentou que o homem "procurou a vítima, perseguiu-a, munido com uma motosserra ligada, golpeou-a, repetidamente, em várias partes do corpo, com o intuito de a matar".

"O resultado pretendido pelo arguido só não ocorreu porque uma das pessoas que estavam presentes no local lhe atirou pedras, uma das quais atingiu a motosserra e fez saltar uma das peças, encravando-a", acrescentou.

O tribunal considerou que o arguido "agiu com crueldade" e "dolo direto", porque não recuou apesar das súplicas da vítima, sendo "a sua única intenção tirar-lhe a vida".

O juiz salientou a "perigosidade acrescida" dos atos, dado o meio utilizado, uma motosserra elétrica, que tem "um efeito quase triturador" e "foi cortando, com vários golpes, prolongando o sofrimento" da mulher.

O coletivo rejeitou qualquer atenuação especial da pena pelo facto de o arguido ter na altura dos factos menos de 21 anos, sublinhando que tem antecedentes criminais e que, pela avaliação da sua personalidade, deixou "uma imagem negativa" e revelou "dificuldade na gestão interna das emoções".

Filipe Câmara apontou que para a convicção do tribunal contribuíram os depoimentos de várias testemunhas e mencionou que no dia do crime a mãe do arguido ligou para a PSP, informando que o filho se tinha deslocado para aquela localidade para matar a ex-companheira e a tia.

O presidente do coletivo mencionou ainda que a moldura penal para este tipo de crime varia entre os dois anos e quatro meses e os 16 anos e oito meses.

"Parece que todos os dias temos homicídios e homicídios na forma tentada", comentou Filipe Gouveia, justificando a sentença com as exigências de prevenção geral.

O arguido recolheu ao Estabelecimento Prisional do Funchal, onde estava detido em prisão preventiva.

Lusa

  • A proposta dos partidos para a redução da dívida
    1:55

    Economia

    O PS e o Bloco de Esquerda querem mais 45 anos para pagar as dívidas à UE e juros mais baixos. As medidas fazem parte da proposta para a redução da dívida pública. No relatório que será enviado ao Governo, não é pedido perdão da dívida como os partidos da esquerda chegaram a defender.

  • Ministros de Governos de Sócrates ouvidos pelo Ministério Público
    1:54
  • Suspeito de atropelamento mortal fala de acidente 
    2:00
  • "Têm um verdadeiro amigo na Casa Branca"

    Mundo

    O Presidente norte-americano reafirmou esta sexta-feira o apoio ao direito de porte de armas no país, sublinhando, numa convenção daquele 'lobby', que "o ataque de oito anos às liberdades consagradas no Artigo 2.º [da Constituição]" terminou.

  • A história de Macron e Brigitte Trogneux, 25 anos mais velha
    1:25

    Eleições França 2017

    A segunda volta das eleições francesas acontece já no próximo dia 7 de maio. Caso Emmanuel Macron seja eleito, o país terá como primeira-dama uma mulher 25 anos mais velha do que o Presidente. Brigitte Trogneux tem 64 anos e Macron 39, conheceram-se no liceu privado de jesuítas, em Amiens. Brigitte era a professora e Macron o aluno. Conheça a história do casal. 

  • Autoridades garantem ter evitado novo ataque terrorista em Londres
    0:59

    Mundo

    A polícia britânica garante que evitou um novo atentado em Londres. Mulher baleada faz parte das oito pessoas que foram detidas numa operação antiterrorista na capital britânica e no sul de Inglaterra. A operação realizou-se após a detenção de um homem com três facas, nas imediações do Parlamento britânico.

  • Presidente da Macedónia convocou reunião de emergência

    Mundo

    O Presidente da Macedónia, Gjorge Ivanov, convocou esta sexta-feira uma reunião de emergência com líderes políticos, após manifestantes, maioritariamente apoiantes da maioria conservadora, invadirem o Parlamento e atacarem deputados da oposição, fazendo 77 feridos.

  • Polícia espanhola divulga imagens de operação anti-jihadista

    Mundo

    A polícia espanhola divulgou esta sexta-feira novas imagens da operação anti-jihadista levada a cabo na terça-feira em Barcelona. Sabe-se agora que dois dos nove suspeitos detidos podem estar relacionados com a célula terrorista de Bruxelas, responsável pelos ataques no Aeroporto de Zaventem e no metro da capital belga.

  • Menina que nasceu com três pernas já corre

    Mundo

    Uma criança do Bangladesh que cresceu com três pernas vai regressar a casa, depois de uma viagem até à Austrália, onde foi operada para retirar o membro a mais. Como resultado de um gémeo que não se formou por completo, a criança de três anos nasceu com uma terceira perna na pélvis. Alguns meses após a cirurgia, feita em novembro, a menina já corre.