sicnot

Perfil

País

Pedófilo livra-se da cadeia com dois anos para pagar metade de indemnização

O Tribunal de Bragança condenou esta quinta-feira um ourives de Torre de Moncorvo suspeito de pedofilia, mas decidiu suspender a pena com uma condição em que a vítima vai esperar pelo menos dois anos por metade da indemnização.

O arguido, agora com 48 anos, foi condenado a quatro anos e meio de prisão e ao pagamento de uma indemnização de mais de 13 mil euros pelo crime de abuso sexual de crianças sobre uma menor de 13 anos na altura dos factos, em 2012.

O tribunal optou pela suspensão da pena por igual período "mediante a condição de o arguido pagar no prazo de dois anos metade" do valor da indemnização a que a vítima tem direito por decisão judicial.

Se dois anos após a sentença transitar em julgado não tiver pago metade da indemnização, o arguido terá de cumprir a pena de prisão a que foi condenado.

O coletivo de juízes julgou procedente a acusação do Ministério Público de que o arguido terá aliciado a menor "aproveitando-se do facto de ser conhecido do progenitor para abusar da confiança".

A sentença dá como provado que o indivíduo atraiu a menor a sua casa, onde terá abusado sexualmente dela.

Os juízes concluíram que a "menor não se apresentava preparada para iniciar a vida sexual" e que os factos, que acabaram por se tornarem públicos no meio pequeno em que viviam, "afastou os colegas dela e levou-a a isolar-se".

O arguido é uma pessoa conhecida na zona onde vive tendo já desempenhado cargos de direção no Clube de Caça e Pesca e na estrutura concelhia partidária do CDS-PP, em Torre de Moncorvo.

Divorciado e com dois filhos, o homem "não mostrou arrependimento durante o julgamento" e negou ter praticado os atos, mas os juízes entenderam que "não merece credibilidade", nem a estratégia da defesa de que o processo se resumia "a uma tentativa de a menor e os pais extorquirem dinheiro" ao acusado.

"É uma tese inverosímil para o tribunal", refere a sentença, lida hoje na sede da Comarca de Bragança.

Lusa

  • Bruno de Carvalho suspenso por mais 90 dias

    Desporto

    O presidente do Sporting, Bruno de Carvalho, foi suspenso por 90 dias na sequência de declarações proferidas numa entrevista televisiva em março, anunciou esta terça-feira o Conselho de Disciplina da Federação Portuguesa de Futebol (FPF).

  • Benfica critica castigo de Samaris e vai recorrer

    Desporto

    O Benfica reagiu esta terça-feira ao castigo de três jogos aplicado ao grego Andreas Samaris, considerando que a decisão, da qual vai recorrer, é prova de que o futebol português está "entregue à instabilidade, à incoerência e à insegurança".

  • "Álvaro" viveu seis anos de maus tratos num casamento de oito
    5:06
  • Governo disposto a ceder a algumas reivindicações dos enfermeiros
    1:58

    Economia

    Os enfermeiros ameaçam voltar à greve se o Governo não lhes der um subsídio no valor de 400 euros. Esta terça-feira o Governo esteve reunido com dois dos quatro sindicatos. O Ministério diz estar disposto a ceder a algumas reivindicações, mas o ministro da Saúde fez saber que o aumento de 400 euros é incomportável. 

  • Como fazer fotos e vídeos menos tremidos
    8:43
  • "As autárquicas deviam estar menos contaminadas pelo Orçamento"
    7:55
  • Viajar a 110 km/h agarrado ao para-brisas de um comboio

    Mundo

    Um homem de 23 anos foi detido por viajar preso a um comboio - mais concretamente ao limpa para-brisas -, que atinge velocidades perto dos 110 quilómetros por hora, numa viagem entre as estações de Leederville e Glendalough, na Austrália.

  • Rapper quer provar que a terra é plana

    Mundo

    O rapper B.o.B. lançou uma campanha na plataforma GoFundMe para enviar satélites que possam comprovar que a Terra é redonda e azul. No ano passado, o norte-americano defendeu nas redes sociais que o planeta é plano.