sicnot

Perfil

País

Esperança de vida à nascença e aos 65 anos aumentou em Portugal

© Reuters

A esperança de vida à nascença e aos 65 anos aumentou em Portugal, situando-se, respetivamente, nos 80,41 anos e nos 19,19 anos, para o total da população, segundo as Tábuas de Mortalidade 2013-2015 divulgadas pelo INE esta sexta-feira.

A esperança de vida mais elevada à nascença foi registada na região centro (80,8 anos para o total da população) e aos 65 anos no Algarve (19,66 anos), revelam os dados do INE que se reportam ao triénio 2013-2015, por comparação com o triénio 2008-2010.

Os valores da esperança de vida à nascença foram estimados em 77,36 anos para os homens e em 83,23 anos para as mulheres, o que representa um ganho de 1,19 para os homens e de 1,04 anos para as mulheres, comparativamente com os valores estimados para 2008-2010.

Segundo os dados, a esperança de vida à nascença continua a ser superior para as mulheres, mas a diferença para os homens tem vindo a diminuir, sendo agora de 5,87 anos (face a 6,02 em 2008-2010).

Analisando os dados pelas 25 regiões NUTS III, o INE verificou que foi no Cávado e na região de Coimbra que se registam as maiores esperanças de vida à nascença, com valores acima dos 81 anos.

As maiores diferenças de longevidade entre homens e mulheres observaram-se nas Regiões Autónomas da Madeira e dos Açores, onde as mulheres podem esperar viver em média, respetivamente, mais 7,54 anos e mais 7,27 anos do que os homens.

Já as menores diferenças de longevidade ocorreram nas regiões norte e Alentejo para homens e mulheres (5,72 e 5,65 anos, respetivamente).

A esperança média de vida aos 65 anos aumentou igualmente neste período, sendo, em média, de mais 17,32 anos para os homens de mais 20,67 anos para as mulheres, o que representa ganhos de 0,58 anos e de 0,64 anos, respetivamente, face a 2008-2010.

De acordo com os dados, "a diferença entre a longevidade aos 65 anos de homens e mulheres passou de 3,29 para 3,35 entre os dois períodos em análise".

Comparando as sete regiões NUTS II (norte, centro, Área Metropolitana de Lisboa, Alentejo, Algarve, Açores e Madeira), o estudo encontrou os valores mais elevados de esperança de vida aos 65 anos no Algarve: 17,66 para os homens e 20,99 para as mulheres.

Contudo, sublinham os dados, foi na Madeira que se observou o maior aumento deste indicador nos últimos cinco anos, quer para homens quer para mulheres: de 13,86 para 15,15 anos e de 18,05 para 19,17 anos, respetivamente.

As maiores diferenças de longevidade aos 65 anos entre homens e mulheres registaram-se na Madeira e nos Açores, onde as mulheres podem esperar viver em média, respetivamente, mais 4,02 anos e mais 3,65 anos do que os homens.

Na região Norte verificaram-se as menores diferenças entre os dois sexos (3,16 anos), para a longevidade aos 65 anos.

A nível de sub-regiões NUTS III, a população residente na Região de Coimbra (19,89 anos), em Viseu Dão Lafões (19,88 anos) e Terras de Trás-os-Montes (19,82 anos) foi a que apresentou a maior longevidade aos 65 anos.

  • "Sempre nos disseram que bastava o Aves ganhar para estar na Liga Europa"
    0:34

    Desporto

    O Presidente da SAD do Desportivo das Aves garante que não houve esquecimento ou atraso na inscrição do clube na Liga Europa. Luiz Andrade afirma que sempre lhe disseram que bastava vencer a Taça de Portugal para marcar presença na competição e que ainda não sabe se o clube pode ou não jogar a fase de grupos da competição europeia.

  • "Fui violada por Harvey Weinstein aqui em Cannes"
    1:02

    Cultura

    A cerimónia de encerramento do Festival de Cinema de Cannes ficou ainda marcada pelo discurso de Asia Argento. A atriz italiana que acusou Harvey Weinstein de a ter violado justamente numa das edições do festival de Cannes, e que há mais abusadores à solta.

  • As primeiras imagens das quatro crias da lince Malva
    0:20
  • Exército sírio declara Damasco "totalmente segura"

    Mundo

    O exército sírio proclamou esta segunda-feira a capital Damasco e também os arredores, como locais "totalmente seguros". O anúncio foi feito em clima de festa, depois de os militares terem reconquistado os bairros do sul da cidade, até agora nas mãos do Daesh.