sicnot

Perfil

País

Esperança de vida à nascença e aos 65 anos aumentou em Portugal

© Reuters

A esperança de vida à nascença e aos 65 anos aumentou em Portugal, situando-se, respetivamente, nos 80,41 anos e nos 19,19 anos, para o total da população, segundo as Tábuas de Mortalidade 2013-2015 divulgadas pelo INE esta sexta-feira.

A esperança de vida mais elevada à nascença foi registada na região centro (80,8 anos para o total da população) e aos 65 anos no Algarve (19,66 anos), revelam os dados do INE que se reportam ao triénio 2013-2015, por comparação com o triénio 2008-2010.

Os valores da esperança de vida à nascença foram estimados em 77,36 anos para os homens e em 83,23 anos para as mulheres, o que representa um ganho de 1,19 para os homens e de 1,04 anos para as mulheres, comparativamente com os valores estimados para 2008-2010.

Segundo os dados, a esperança de vida à nascença continua a ser superior para as mulheres, mas a diferença para os homens tem vindo a diminuir, sendo agora de 5,87 anos (face a 6,02 em 2008-2010).

Analisando os dados pelas 25 regiões NUTS III, o INE verificou que foi no Cávado e na região de Coimbra que se registam as maiores esperanças de vida à nascença, com valores acima dos 81 anos.

As maiores diferenças de longevidade entre homens e mulheres observaram-se nas Regiões Autónomas da Madeira e dos Açores, onde as mulheres podem esperar viver em média, respetivamente, mais 7,54 anos e mais 7,27 anos do que os homens.

Já as menores diferenças de longevidade ocorreram nas regiões norte e Alentejo para homens e mulheres (5,72 e 5,65 anos, respetivamente).

A esperança média de vida aos 65 anos aumentou igualmente neste período, sendo, em média, de mais 17,32 anos para os homens de mais 20,67 anos para as mulheres, o que representa ganhos de 0,58 anos e de 0,64 anos, respetivamente, face a 2008-2010.

De acordo com os dados, "a diferença entre a longevidade aos 65 anos de homens e mulheres passou de 3,29 para 3,35 entre os dois períodos em análise".

Comparando as sete regiões NUTS II (norte, centro, Área Metropolitana de Lisboa, Alentejo, Algarve, Açores e Madeira), o estudo encontrou os valores mais elevados de esperança de vida aos 65 anos no Algarve: 17,66 para os homens e 20,99 para as mulheres.

Contudo, sublinham os dados, foi na Madeira que se observou o maior aumento deste indicador nos últimos cinco anos, quer para homens quer para mulheres: de 13,86 para 15,15 anos e de 18,05 para 19,17 anos, respetivamente.

As maiores diferenças de longevidade aos 65 anos entre homens e mulheres registaram-se na Madeira e nos Açores, onde as mulheres podem esperar viver em média, respetivamente, mais 4,02 anos e mais 3,65 anos do que os homens.

Na região Norte verificaram-se as menores diferenças entre os dois sexos (3,16 anos), para a longevidade aos 65 anos.

A nível de sub-regiões NUTS III, a população residente na Região de Coimbra (19,89 anos), em Viseu Dão Lafões (19,88 anos) e Terras de Trás-os-Montes (19,82 anos) foi a que apresentou a maior longevidade aos 65 anos.

  • Défice recua quase 400 milhões de euros em janeiro

    Economia

    O buraco das contas públicas atingiu os 625 milhões de euros no primeiro mês de 2017, segundo os dados da execução orçamental. É uma redução de 397 milhões, quando comparado com o mesmo mês do ano passado.

    Em desenvolvimento

  • "Fiz coisas de que me envergonho"
    2:31
  • Portugal é o segundo país da Europa com mais emigrantes
    1:39

    País

    São 2,3 milhões os portugueses que vivem no estrangeiro, ou seja, 22% da população. O último relatório do Observatório da Emigração relativo a 2015 mostra que se manteve o mesmo número de saídas de Portugal para o estrangeiro registadas no pico atingido em 2013: acima das 110 mil por ano. O Reino Unido é o principal país de destino.

  • Descoberta produção de canábis em abrigo nuclear 

    Mundo

    A polícia britânica descobriu, no sul de Inglaterra, um antigo abrigo nuclear subterrâneo adaptado à produção de canábis em grande escala. A operação levou à detenção de cinco homens e um adolescente de 15 anos. Foram também apreendidas milhares de plantas de canábis.

  • Carnaval na Almirante Reis
    2:39

    País

    Lisboa também celebra o Carnaval e esta manhã mais de três mil crianças participaram num desfile pela Avenida Almirante Reis, alunas de escolas públicas e privadas de 24 nacionalidades. Na freguesia de Arroios vivem estrangeiros de 79 nacionalidades.