sicnot

Perfil

País

GNR confirma detenção de barricado no Porto Alto

GNR confirma detenção de barricado no Porto Alto

O homem que se barricou hoje num café no Porto Alto, no concelho de Benavente, na sequência de uma perseguição da GNR, foi capturado cerca das 12:50, informou a guarda.

Segundo Pedro Reis, oficial de Relações Públicas do Comando Territorial de Santarém da Guarda Nacional Republicana (GNR), "foi feita uma intervenção por parte da GNR que levou à detenção do indivíduo barricado".

A operação foi desencadeada pelo Grupo de Operações Especiais da Unidade de Intervenção da GNR. O suspeito estava sozinho no estabelecimento e as autoridades estão ainda a averiguar se possuía alguma arma.

A perseguição da GNR a três homens começou esta manhã, cerca das 10:00, na ponte Vasco da Gama, em Lisboa, quando o grupo, que seguia numa viatura, desobedeceu a uma ordem de paragem.

A viatura acabou por se despistar no Porto Alto, no concelho de Benavente, no distrito de Santarém, tendo um dos homens saído do carro e disparado em direção aos militares, ferindo um deles no braço, afirmou.

Na resposta, o homem foi baleado, acabando por morrer no local, disse a fonte.

Os outros dois homens puseram-se em fuga. Um deles foi capturado e outro barricou-se no café.

Com Lusa

  • Famílias das vítimas de Pedrógão criam associação para apurar responsabilidades
    2:13
  • Polícias ameaçam com protestos no arranque do campeonato
    1:24

    País

    Os agentes da PSP ameaçam boicotar a presença nos jogos do campeonato da Primeira e Segunda ligas que começam em 15 dias. Os agentes colocam em causa o atual modelo de policiamento no futebol, que faz com que muitos dos profissionais da PSP trabalhem sem remuneração em dia de folga.

  • 700 milhões para armamento e equipamento militar
    1:16

    País

    Portugal vai investir nos próximos anos 700 milhões de euros em armas e equipamento militar. Segundo a imprensa de hoje, o objetivo é colocar algumas áreas das Forças Armadas a um nível similar ao dos outros aliados da NATO. É o maior volume de programas de aquisição dos últimos anos e parte das verbas vão beneficiar a indústria portuguesa que fabrica aviões, navios-patrulha, rádios e sistemas de comando e controlo.

  • Princesa Diana morreu há 20 anos. Filhos falam pela 1ª vez da intimidade
    1:15