sicnot

Perfil

País

Mais de 160 mil hectares arderam na fase mais crítica de fogos florestais

A época mais crítica em incêndios florestais termina hoje, tendo os fogos consumido uma área superior a 160 mil hectares, mais do dobro dos últimos oito anos, segundo o Sistema Europeu de Informação sobre Fogos Florestais.

Durante a fase "charlie", que começou a 1 de julho, estiveram mobilizados um total de 9.708 operacionais, 2.235 equipas, 2.043 viaturas e 47 meios aéreos, além dos 236 postos de vigia da responsabilidade da GNR, segundo o Dispositivo Especial de Combate a Incêndios Florestais (DECIF).

Num verão, em que a severidade meteorológica registou o quinto valor mais alto dos últimos 17 anos, os incêndios florestais consumiram uma vasta área, sobretudo no início de agosto e setembro.

Dados do Sistema Europeu de Informação sobre Fogos Florestais indicam que os fogos provocaram, este ano, uma área ardida superior a 160 mil hectares, mais do dobro da média dos últimos oito anos (2008-2015).

Em Portugal, as últimas estatísticas disponíveis do Instituto da Conservação da Natureza e das Florestas (ICNF) são referentes a 31 de agosto e mostram que a área ardida este ano quase que duplicou em relação a 2015.

Em contrapartida, o número de ocorrências de fogo registadas, entre 01 de janeiro e 31 de agosto, desceu quase 25 por cento face ao mesmo período de 2015.

Segundo o ICNF, 10.334 ocorrências de fogo registaram-se até 31 de agosto, menos 2.760 do que no mesmo período de 2015, quando já tinham ocorrido 13.094 incêndios.

Os 10.334 fogos provocaram, até ao fim de agosto, 107.128 hectares de aérea ardida, enquanto no ano passado este valor se situava nos 58.601 hectares.

As últimas informações avançadas pela Autoridade Nacional de Proteção Civil (ANPC) destacavam que 45 por cento (47.954 hectares) do total da área ardida ocorreu em incêndios com início a 08 de agosto.

Só no período de 06 a 15 de agosto, dias em que esteve em vigor o Estado de Alerta Especial (EAE) laranja, devido à extrema severidade meteorológica, a ANPC registou 3.139 incêndios, que envolveram 74.006 operacionais, 20.010 viaturas, 1.215 missões com meios aéreos.

Portugal recebeu também ajuda internacional durante este período, de dois aviões de Marrocos, Espanha, Rússia e um de Itália.

Estes dados não incluem os incêndios que também ocorreram, na segunda semana de agosto, na Madeira, que provocaram três mortos, um ferido grave e centenas de deslocados e desalojados, sobretudo no concelho do Funchal, onde a autarquia avalia os prejuízos em 61 milhões de euros, com cerca de 300 edifícios destruídos ou afetados.

No sábado começa a fase "delta" de combate a incêndios, que se prolonga até 30 de outubro, em que vão estar operacionais 5.517 operacionais, 1.293 viaturas e 22 meios aéreos.

A ministra da Administração Interna, Constança Urbano de Sousa, já avançou com um reforçou de meios caso exista necessidade.

Na terça-feira, o Governo anunciou que foi prorrogado até 15 de outubro o período crítico do Sistema de Defesa da Floresta contra incêndio.

Este prolongamento diz respeito às medidas especiais de prevenção contra incêndios, nomeadamente a interdição do acesso a zonas críticas, impossibilidade de realização de queimadas, proibição da realização de fogueiras, queima de sobrantes das explorações agrícolas e lançamento de quaisquer tipo de foguetes.

Lusa

  • Portugal inicia preparação para o Mundial sem Cristiano Ronaldo

    Rumo ao Mundial 2018

    A seleção portuguesa de futebol começa hoje a preparar a participação no Mundial2018, que arranca em 14 de junho, na Rússia, com um treino na Cidade do Futebol, em Oeiras, numa sessão em que são esperadas algumas ausências. O capitão Cristiano Ronaldo, que vai disputar no sábado a final da Liga dos Campeões com o Real Madrid, é baixa certa no arranque dos trabalhos, mas não deve ser o único.

  • Hoje é notícia

    País

    Esta terça-feira realiza-se o funeral do antigo ministro António Arnaut na Figueira da Foz. Em Sintra está previsto o início do julgamento dos 17 agentes da PSP acusados de agredirem jovens da Cova da Moura, concelho da Amadora, no interior da esquadra de Alfragide. Em Oeiras, a seleção portuguesa de futebol começa hoje a preparar a participação no Mundial2018.

  • "Claramente que há mandantes e que foi uma operação organizada"
    4:14

    Crise no Sporting

    Os 23 detidos por suspeitas de terem participado no ataque à Academia de Alcochete ficaram em prisão preventiva. Miguel Sousa Tavares considera que a decisão "é mais para ser exemplar". O comentador da SIC acredita que há mandantes e que esta foi uma "operação organizada". Sousa Tavares diz ainda que os "políticos não têm coragem para impor as leis" e que em Portugal "brinca-se com a lei".

    Miguel Sousa Tavares

  • "Sempre nos disseram que bastava o Aves ganhar para estar na Liga Europa"
    0:34

    Desporto

    O Presidente da SAD do Desportivo das Aves garante que não houve esquecimento ou atraso na inscrição do clube na Liga Europa. Luiz Andrade afirma que sempre lhe disseram que bastava vencer a Taça de Portugal para marcar presença na competição e que ainda não sabe se o clube pode ou não jogar a fase de grupos da competição europeia.

  • "Fui violada por Harvey Weinstein aqui em Cannes"
    1:02

    Cultura

    A cerimónia de encerramento do Festival de Cinema de Cannes ficou ainda marcada pelo discurso de Asia Argento. A atriz italiana que acusou Harvey Weinstein de a ter violado justamente numa das edições do festival de Cannes, e que há mais abusadores à solta.

  • As primeiras imagens das quatro crias da lince Malva
    0:20