sicnot

Perfil

País

Provas desportivas fecham várias ruas de Lisboa no domingo de manhã

O trânsito vai estar condicionado em várias freguesias de Lisboa, no domingo, devido à realização da EDP Maratona, Vodafone Meia Maratona e Mini Maratona, informou esta sexta-feira a Câmara Municipal em comunicado.

Segundo a autarquia, os condicionamentos vão ocorrer entre as 08:45 e as 14:30 em várias ruas das freguesias de Belém, Alcântara, Estrela, Beato, Marvila, Olivais, Parque das Nações, Santa Maria Maior e São Vicente.

A EDP Maratona arranca na Avenida da Índia e termina no Parque das Nações, passando pelas avenidas 24 de Julho e Ribeira das Naus, Praça do Comércio, Rua do Ouro, Rossio, Restauradores, Rua da Prata, Avenida Infante D. Henrique e Rua Cintura do Porto.

Com início na Ponte Vasco da Gama, A Mini Maratona passa depois pela Avenida João II, Rua Mar Vermelho e Alameda dos Oceanos e termina no Meo Arena.

A Vodafone Meia Maratona também começa pela Ponte Vasco da Gama e o seu percurso inclui a Avenida João II, Praça Príncipe Perfeito, Avenida Ulisses, Alameda dos Oceanos, Rua Cintura do Porto, Rua da Matinha, Rua Fernando Palha, Rua Fábrica Material de Guerra, Avenida Infante D. Henrique e termina no Parque das Nações.

Aquelas ruas vão ficar fechadas ao trânsito durante o tempo das provas e "serão abertas logo que estejam reunidas as condições de segurança", lê-se no comunicado.

A Câmara de Lisboa prevê que o tráfego seja reaberto por volta das 13:00 entre Belém e o Cais do Sodré e até às 14:30 no restante percurso.

Lusa

  • PSD e CDS assinalam 36º aniversário da morte de Francisco Sá Carneiro
    1:38

    País

    O presidente do PSD deixou críticas ao Partido Comunista, este domingo, a propósito do aniversário da morte de Francisco Sá Carneiro. Pedro Passos Coelho lembrou os festejos dos comunistas na altura, numa resposta a quem questionou a abstenção dos sociais-democratas ao voto de pesar a Fidel Castro, que o PCP levou ao Parlamento. Este domingo, tanto o PSD como o CDS-PP prestaram homenagem a Sá Carneiro e Adelino Amaro da Costa.