sicnot

Perfil

País

Um morto, dois detidos e um militar da GNR ferido

ANTONIO COTRIM

Foi capturado o suspeito que esta manhã se barricou num café no Porto Alto, depois de uma perseguição policial. Um homem morreu na sequência de uma troca de tiros com os militares. Um militar da GNR foi baleado num braço e um terceiro suspeito também foi detido.

Última atualização às 13:17

Pedro Reis, oficial de Relações Públicas do Comando Territorial de Santarém da Guarda Nacional Republicana (GNR), confirmou à comunicação social o desfecho da operação policial desta manhã.

A troca de tiros aconteceu na sequência de uma perseguição iniciada cerca das 10:00 na ponte Vasco da Gama, em Lisboa, quando três homens que seguiam numa viatura desobedeceram a uma ordem de paragem.

A viatura acabou por se despistar no centro da localidade de Porto Alto, no concelho de Benavente, no distrito de Santarém.

Um dos homens saiu do carro e disparado em direção aos militares, ferindo um deles no braço. Na resposta, o homem foi baleado, acabando por morrer no local.

Os outros dois indivíduos puseram-se em fuga, tendo sido um deles capturado e outro barricou-se num café situado junto a um hipermercado no Porto Alto. A zona foi evacuada pelas autoridades e, cerca de duas horas depois, o terceiro suspeito acabou por ser capturado. A GNR entrou no estabelecimento e o homem não ofereceu qualquer resitência.

À SIC, a funcionária que estava no café, conta como tudo aconteceu:

As forças no local foram reforçadas com elementos da Unidade de Intervenção da GNR, nomeadamente do Grupo de Operações Especiais e uma equipa de negociadores.

Com Lusa

  • Incêndios causaram 76 feridos no espaço de uma semana
    0:34

    País

    No espaço de uma semana, 76 pessoas ficaram feridas, incluindo seis com gravidade, durante os incêndios florestais. Na conferência de imprensa desta tarde, a Proteção Civil explicou que há cinco planos municipais de emergência ativos por causa das chamas.

  • Marine devolve bandeira do Japão 73 anos depois 
    2:13

    Mundo

    Setenta e três anos depois da batalha mais sangrenta do Pacífico, um veterano dos Estados Unidos cumpriu uma promessa pessoal. Marvin Strombo devolveu à família a bandeira da sorte de um soldado japonês, morto em 1944, em Saipan, na II Guerra Mundial. 

  • Autoridades usam elefantes para resgatar pessoas das cheias na Ásia
    1:31

    Mundo

    Mais de 215 pessoas morreram nas inundações que estão a devastar o centro da Ásia, e estima-se que três milhões tiveram de abandonar as casas. As autoridades estão a usar elefantes para resgatar locais e turistas das zonas mais afetadas e avisam que há dezenas de pessoas desaparecidas.