sicnot

Perfil

País

Um morto, dois detidos e um militar da GNR ferido

ANTONIO COTRIM

Foi capturado o suspeito que esta manhã se barricou num café no Porto Alto, depois de uma perseguição policial. Um homem morreu na sequência de uma troca de tiros com os militares. Um militar da GNR foi baleado num braço e um terceiro suspeito também foi detido.

Última atualização às 13:17

Pedro Reis, oficial de Relações Públicas do Comando Territorial de Santarém da Guarda Nacional Republicana (GNR), confirmou à comunicação social o desfecho da operação policial desta manhã.

A troca de tiros aconteceu na sequência de uma perseguição iniciada cerca das 10:00 na ponte Vasco da Gama, em Lisboa, quando três homens que seguiam numa viatura desobedeceram a uma ordem de paragem.

A viatura acabou por se despistar no centro da localidade de Porto Alto, no concelho de Benavente, no distrito de Santarém.

Um dos homens saiu do carro e disparado em direção aos militares, ferindo um deles no braço. Na resposta, o homem foi baleado, acabando por morrer no local.

Os outros dois indivíduos puseram-se em fuga, tendo sido um deles capturado e outro barricou-se num café situado junto a um hipermercado no Porto Alto. A zona foi evacuada pelas autoridades e, cerca de duas horas depois, o terceiro suspeito acabou por ser capturado. A GNR entrou no estabelecimento e o homem não ofereceu qualquer resitência.

À SIC, a funcionária que estava no café, conta como tudo aconteceu:

As forças no local foram reforçadas com elementos da Unidade de Intervenção da GNR, nomeadamente do Grupo de Operações Especiais e uma equipa de negociadores.

Com Lusa

  • A menina síria que relata a guerra no Twitter está bem, diz o pai

    Mundo

    Bana Alabed, a menina síria de 7 anos que conta no Twitter a luta pela sobrevivência e os horrores da guerra em Alepo, teve de abandonar a sua casa que foi bombardeada mas está bem, disse hoje o seu pai à Agência France Press. A conta esteve fechada domingo, mas foi entretanto reativada e tem hoje uma nova publicação de Bana.

  • Parkinson pode ter início nos intestinos

    Mundo

    Um novo estudo científico vem revelar que a doença de Parkinson pode não estar apenas no cérebro. A doença pode ter início nos intestinos e mais tarde migrar para o cérebro.