sicnot

Perfil

País

Sindicato responsabiliza política de despedimentos da Portway pelo caso desta manhã

Sindicato responsabiliza política de despedimentos da Portway pelo caso desta manhã

Fernando Henriques do Sindicato dos Trabalhadores de Aviação e Aeroportos responsabiliza a política de despedimentos da Portway pela situação desta manhã. Um avião da TAAG aterrou hoje de emergência em Lisboa após ter sido comunicado que um funcionário da Portway tinha ficado encerrado no porão da aeronave quando esta descolou no Porto.

O avião da TAAG aterrou de emergência no aeroporto Humberto Delgado, em Lisboa, às 10:58, depois de ter descolado às 10:14 do aeroporto Francisco Sá Carneiro, no Porto, local onde foi detetado a falta do funcionário da Portway Handling de Portugal depois da aeronave ter levantado voo com destino a Luanda.

Informado o comandante do avião da TAAG de que o funcionário estaria fechado no porão, este aterrou a aeronave em Lisboa, tendo o trabalhador da Portway sido retirado e assistido na placa do aeroporto Humberto Delgado e transportado para o Hospital de Santa Maria para observação.

  • O fim do julgamento do caso BPN, seis anos depois
    2:26

    País

    O antigo presidente do BPN José Oliveira Costa tentou adiar o fim do julgamento principal do caso com um recurso para o Tribunal Constitucional. Apesar disso, a leitura do acórdão continua marcada para esta quarta-feira, quase seis anos e meio depois de os 15 arguidos se terem sentado pela primeira vez no banco dos réus.

  • José Oliveira Costa, o rosto do buraco financeiro do BPN
    3:04

    País

    José Oliveira Costa foi o homem forte do BPN durante 10 anos e tornou-se o rosto do gigantesco buraco financeiro. Manteve-se em silêncio durante todo o julgamento, mas falou aos deputados da comissão de inquérito, para negar qualquer envolvimento no escândalo que fez ruir o BPN.

  • Saída do Procedimento por Défice Excessivo marca debate no Parlamento
    1:40
  • Filhos tentam anular casamento de pai de 101 anos

    País

    O casamento de um homem de 101 anos com uma mulher com metade da idade, em Bragança, está a ser contestado judicialmente pelos filhos do idoso, que acusam aquela que era empregada da família de querer ser herdeira.