sicnot

Perfil

País

Duração do Governo depende da resposta aos problemas dos trabalhadores, diz Jerónimo

PAULO CUNHA/ LUSA

O líder do PCP, Jerónimo de Sousa, disse sábado à noite num comício na Marinha Grande, que a duração do Governo PS depende da resposta que der aos problemas dos trabalhadores.

"Quando nos perguntam qual o tempo de duração do Governo do PS, nós queremos dizer que esse futuro e esse tempo será determinado, fundamentalmente, por aquilo que o Governo fizer a favor dos interesses dos trabalhadores, do povo e do país e não em conformidade com uma política qualquer. A sua durabilidade depende da resposta que dê aos problemas dos trabalhadores e do povo", sublinhou o secretário-geral do PCP.

Num discurso em jeito de balanço de um ano de governação do PS, apoiado pelo PCP e Bloco de Esquerda (partido nunca referido por Jerónimo de Sousa), o líder dos comunistas salientou que as "eleições de 04 de outubro demonstraram essa grande aldrabice que era a eleição para primeiro-ministro".

"Não havia nem há eleições para primeiro-ministro. Há eleições para deputados que depois em conformidade de relação de forças se encontram para encontrar a solução governativa", salientou.

Jerónimo de Sousa acrescentou que "não iludindo dificuldades, nem escondendo divergências que são hoje publicamente conhecidas", o PCP tem trabalhado "afincadamente para encontrar respostas e soluções que pudessem responder a interesses e aspirações mais imediatos e sentidos dos trabalhadores e do povo português".

Desse esforço resultou a "posição conjunta do PS e do PCP sobre a solução política", visando "travar o rumo de empobrecimento e de exploração que vinha sendo imposto aos portugueses".

"É essa posição conjunta que define o nível da convergência e o grau de compromisso. Nem mais, nem menos, que temos com o PS. Temos ouvido o PSD e até o CDS preocupadíssimos com o PCP, que esteja a perder os seus princípios, o seu projeto, até o seu purismo ideológico. Quem haveria de dizer que PSD e CDS estariam preocupados com a pureza ideológica do nosso partido", ironizou.

O secretário-geral disse que iria descansar a oposição de direita: "desiludam-se, o PCP continuará firme nos seus princípios, nos seus objetivos e no seu ideal".

Considerando a intervenção do PCP nestes meses "da nova fase que se iniciou a partir de vitória dos trabalhadores e do povo em 04 de outubro, os grupos parlamentares do PCP e do PEV condicionam das decisões e são determinantes e indispensáveis à reposição e conquista de direitos e rendimentos".

"Nunca estivemos com a tese do quanto pior melhor. Quanto pior, pior. Se o PSD e CDS tivessem continuado no governo dariam cabo do resto e a luta seria muito mais difícil. Assim respondendo a direitos e interesses, dá mais esperança e confiança aos trabalhadores e ao povo para continuarem a sua luta", sublinhou ainda Jerónimo de Sousa.

Um ano depois e analisando a evolução da situação política, "mais segura é a nossa convicção de que tomámos as decisões certas que a nova realidade pós-eleitoral de 04 de outubro exigia", considerou.

Jerónimo de Sousa defendeu ainda que o euro é uma "moeda que é incompatível com a economia nacional" e que existe "uma dívida pública que é uma das maiores do mundo e insustentável para o país" e "uma situação de domínio monopolista sobre os setores estratégicos a começar pela banca".

"A vida está a demonstrar que não há futuro dentro do Euro e das suas regras", afirmou.

"Não é preciso ser economista para perceber que esta moeda não dá. Prejudica uns e beneficia outros, mas não é fonte de coesão e de solidariedade. Portugal precisa da sua própria moeda e do banco central emissor", rematou.

Lusa

  • Relatório pedido pelo Governo PSD-CDS já apontava falhas no SIRESP
    2:26
  • FC Porto acusa Benfica de recorrer a serviços de "bruxaria"
    2:34

    Desporto

    Francisco J. Marques acusou o Benfica de recorrer a "bruxaria". O diretor de comunicação do FC Porto revelou uma troca de e-mails entre Luís Filipe Vieira e Armando Nhaga, suposto comissário nacional da polícia da Guiné-Bissau com a celebração de um contrato de prestação de serviços.

  • Francisco J. Marques promete continuar a revelar e-mails
    2:11

    Desporto

    Francisco J. Marques diz que a Polícia Judiciária sabe como o Futebol Clube do Porto teve acesso aos e-mails e desafia o Benfica a revelar os originais. O diretor de comunicação do clube portista revelou ainda que irá continuar a divulgar e-mails, já que isso não é incompatível com o segredo de Justiça.

  • Confirmada prisão dos portugueses que gravaram nome no portão de Auschwitz

    Mundo

    Dois adolescentes católicos portugueses foram condenados a um ano de prisão com pena suspensa, por terem gravado os nomes na porta da entrada principal de Auschwitz-Birkenau. O tribunal de primeira instância de Oswiecim já tinha condenado os jovens e o tribunal de Cracóvia confirmou esta quarta-feira a pena aplicada.

  • Temer pode cair menos de um ano depois da queda de Dilma
    3:06
  • Imagens do resgate de crianças feridas num bombardeamento na Síria
    2:00

    Mundo

    Os Estados Unidos acusam o regime sírio de estar a preparar um novo ataque químico e avisam Bashar al-Assad que vai pagar caro se o concretizar. No terreno, os ataques aéreos continuam a fazer vítimas civis. Da periferia de Damasco chegam imagens dramáticas do resgate de duas crianças feridas num bombardeamento.

  • Quem é a mulher que diz ser filha de Salvador Dalí

    Cultura

    Maria Pilar Abel Martínez nasceu em 1956 e será o alegado fruto de um caso entre a sua mãe e Salvador Dalí. Um tribunal de Madrid ordenou a exumação do cadáver do pintor e a obtenção de amostras, de modo a determinar se a mulher espanhola é mesmo filha de Dalí.

  • Mulher atira moedas para o motor do avião por superstição

    Mundo

    As superstições levam as pessoas a fazer coisas bizarras e até, mesmo, perigosas. Este foi o caso de uma mulher chinesa que decidiu atirar moedas para o motor de um avião, para garantir boa sorte na viagem, que estava prestes a fazer. Contudo, a ação obrigou ao atraso do voo que partia de Xangai, numa companhia aérea chinesa.

  • Modelo italiana atacada com ácido volta ao trabalho

    Mundo

    Gessica Notaro, antiga concorrente do concurso Miss Itália, já regressou ao trabalho como treinadora de leões marinhos, cinco meses depois de ter sido atacada com ácido, alegadamento pelo ex-namorado, Jorge Edson Tavares. Gessica Notaro diz que quer inspirar e encorajar outras mulheres a lutar contra o assédio e o bullying nas relações.