sicnot

Perfil

País

Costa insurge-se contra operações "à última hora" na corrida à ONU

O primeiro-ministro, António Costa, manifestou-se hoje, em Estocolmo, contra operações diplomáticas "à última hora" na corrida ao cargo de secretário-geral das Nações Unidos e disse esperar que ganhe efetivamente "o melhor", ou seja, António Guterres.

Numa conferência de imprensa conjunta com o seu homólogo sueco, Costa, questionado pela imprensa sueca sobre a corrida à liderança da ONU, reforçou que António Guterres é "certamente o melhor candidato, como em cinco votações consecutivas os membros do Conselho de Segurança puderam expressar ao longo destes meses".

Já o chefe de Governo sueco, Stefan Löfven, questionado pelos jornalistas portugueses sobre o candidato António Guterres e a entrada em cena da búlgara Kristalina Georgieva, vice-presidente da Comissão Europeia que se tornou candidata "à última hora", limitou-se a apontar que "a Suécia não apoia nenhum candidato em particular", reconhecendo que o candidato português é "muito qualificado, assim como outros".

António Costa desenvolveu mais o assunto, para partir de novo em defesa de António Guterres e da forma como o processo de eleição estava a decorrer até agora.

"Achamos que é um passo muito positivo as Nações Unidas, pela primeira vez, terem adotado um processo transparente (...) e que desta vez a escolha não seja feita nas chancelarias entre acordos diplomáticos, mas de forma aberta. E por isso não cremos que seja positivo que este esforço de transparência seja comprometido à última hora com operações diplomáticas que desvalorizem aquilo que foi o trabalho de tantos candidatos e candidatas de tantos países e continentes, que ao longo destes meses se submeteram à discussão pública para saber quem é o melhor. O que nós desejamos é que ganhe o melhor", declarou.

Lusa

  • Jovens adoptados e filha do líder da IURD com versões diferentes dos acontecimentos
    4:06

    País

    Os jovens adoptados e a filha do bispo Edir Macedo, que alegadamente os adoptou, têm versões diferentes sobre o que aconteceu. Vera e Luís Katz garantem que foram adoptados por uma família norte-americana, com que viveram até aos 20 anos. Viviane Freitas, filha do líder da Igreja Universal do Reino de Deus, conta que foi mãe das crianças durante três anos, apesar de lhe ter sido negada a adopção.

  • Cabecilha da seita Verdade Celestial é "mentiroso, egocêntrico e psicótico"
    2:22

    País

    O cabecilha da seita "Verdade Celestial" foi condenado a 23 anos de pena de prisão por abusos sexuais de crianças e adolescentes. O juiz diz que o cabecilha do grupo era mentiroso patológico, egocêntrico, impulsivo e com personalidade psicótica. Dos oito acusados, duas mulheres foram absolvidas e seis arguidos foram condenados a penas efectivas. A rede de abusadores foi desmantelada há dois anos, numa quinta de Palmela.

  • Mau tempo obriga ao cancelamento de centenas de voos na Europa
    1:21