sicnot

Perfil

País

Astronautas por uma semana, o faz-de-conta começa hoje

Comer e treinar como os astronautas ou observar astros e satélites são algumas das atividades dirigidas aos jovens, em Portugal, na Semana Mundial do Espaço, uma iniciativa anual da ONU, que começa esta terça-feira.

O evento, que decorre até 10 de outubro, tem, este ano, como tema principal a deteção remota e as suas implicações para o futuro da observação da Terra.

Numa das atividades, "O espaço vai à escola", investigadores e engenheiros vão falar para plateias de alunos sobre evolução das estrelas, das galáxias e do Universo, tempestades solares e clima, sondas e satélites, exploração de planetas, buracos negros e viagens no tempo.

Noutro projeto, em "A escola vai ao espaço", estudantes do ensino secundário terão oportunidade de visitar a Agência Europeia de Segurança Marítima, em Lisboa.

Em dois "workshops", no Pavilhão do Conhecimento, em Lisboa, os participantes vão ficar a saber, e experimentar, o que comem os astronautas e como se preparam para uma viagem pelo espaço.

O filme "Perdido em Marte", que aborda as possíveis dificuldades de uma missão tripulada a Marte, servirá de ponto de partida, esta terça-feira, para um debate sobre os limites da ciência e da ficção.

A Semana Mundial do Espaço foi instituída, em 1999, pela Assembleia-Geral das Nações Unidas para celebrar os contributos da ciência e da tecnologia espacial para a melhoria da condição humana.

Em Portugal, a iniciativa é assegurada através da parceria entre a agência espacial europeia ESA e a Ciência Viva - Agência Nacional para a Cultura Científica e Tecnológica.

Todas as atividades do programa são gratuitas.

Com Lusa

  • A Catalunha "está farta da prepotência e dos abusos do governo"
    0:30
  • "Não há um verdadeiro debate democrático em Espanha"
    2:24
    Quadratura do Círculo

    Quadratura do Círculo

    QUINTA-FEIRA 23:00

    No Quadratura do Círculo desta quinta-feira, José Pacheco Pereira disse que este braço de ferro em território espanhol reforça a linha autoritária que existe em Espanha. Jorge Coelho considera que é urgente recorrer à diplomacia para definir um caminho a médio ou a longo prazo. Já o gestor Manuel Queiró afirma que Portugal não deve encarar este referendo com condescendência. 

  • Uber perde licença para operar em Londres

    Economia

    O regulador de transporte de Londres decidiu hoje que vai retirar à Uber a licença para operar na capital britânica. A proibição entra em vigor no final deste mês e vai afetar 40 mil motoristas da empresa multinacional norte-americana.

  • A corrida ao iPhone 8 no Japão, China e Austrália
    2:04
  • Óculos inteligentes permitem controlar telemóvel com o nariz
    1:05
  • Família Portugal Ramos
    15:01