sicnot

Perfil

País

Astronautas por uma semana, o faz-de-conta começa hoje

Comer e treinar como os astronautas ou observar astros e satélites são algumas das atividades dirigidas aos jovens, em Portugal, na Semana Mundial do Espaço, uma iniciativa anual da ONU, que começa esta terça-feira.

O evento, que decorre até 10 de outubro, tem, este ano, como tema principal a deteção remota e as suas implicações para o futuro da observação da Terra.

Numa das atividades, "O espaço vai à escola", investigadores e engenheiros vão falar para plateias de alunos sobre evolução das estrelas, das galáxias e do Universo, tempestades solares e clima, sondas e satélites, exploração de planetas, buracos negros e viagens no tempo.

Noutro projeto, em "A escola vai ao espaço", estudantes do ensino secundário terão oportunidade de visitar a Agência Europeia de Segurança Marítima, em Lisboa.

Em dois "workshops", no Pavilhão do Conhecimento, em Lisboa, os participantes vão ficar a saber, e experimentar, o que comem os astronautas e como se preparam para uma viagem pelo espaço.

O filme "Perdido em Marte", que aborda as possíveis dificuldades de uma missão tripulada a Marte, servirá de ponto de partida, esta terça-feira, para um debate sobre os limites da ciência e da ficção.

A Semana Mundial do Espaço foi instituída, em 1999, pela Assembleia-Geral das Nações Unidas para celebrar os contributos da ciência e da tecnologia espacial para a melhoria da condição humana.

Em Portugal, a iniciativa é assegurada através da parceria entre a agência espacial europeia ESA e a Ciência Viva - Agência Nacional para a Cultura Científica e Tecnológica.

Todas as atividades do programa são gratuitas.

Com Lusa

  • Bataglia deixou passar 12 milhões pela sua conta a pedido de Salgado
    2:05

    Operação Marquês

    O presidente da Escom e arguido na Operação Marquês Helder Bataglia terá admitido que Ricardo Salgado utilizou uma conta bancária do empresário, na Suíça, para passar 12 milhões de euros a Carlos Santos Silva, amigo de José Sócrates. O amigo de Sócrates e Bataglia terão combinado várias formas de não levantar suspeitas. A notícia é avançada pelo jornal Expresso na edição deste sábado.

  • Cágado tratado com implante impresso em 3D
    2:26
  • Patrões não aceitam alterações ao acordo de concertação social
    2:25

    Economia

    As confederações patronais foram esta sexta-feira ao Palácio de Belém dizer ao Presidente da República que não aceitam que o Parlamento faça alterações ao acordo de concertação social. Os patrões dizem ainda ter esperança que o Parlamento não chumbe o decreto-lei que reduz a TSU das empresas com salários mínimos.