sicnot

Perfil

País

Parlamento da Catalunha aprova realização de referendo até setembro de 2017

O parlamento da Comunidade Autónoma da Catalunha aprovou esta quinta-feira que o referendo sobre a independência se realize o mais tardar em setembro de 2017, com ou sem o aval do Estado.

A decisão foi aprovada com os votos dos independentistas da coligação Juntos pelo Sim e da Candidatura de Unidade Popular (CUP, de extrema esquerda), a abstenção do Catalunha Sim, e o não do Partido Socialista da Catalunha (PSC).

Por seu turno, os deputados do Cidadãos e do Partido Popular da Catalunha (PPC) renunciaram ao voto.

A coligação de esquerda Catalunha Pode (que reúne, entre outros, o Podemos), optou pela abstenção como um gesto de abertura para negociar um acordo com o Estado.

A resolução, sustentada por uma maioria absoluta de 72 deputados do Juntos pelo Sim, e o CUP, estabelece que o referendo sobre a independência seja "vinculativo" e celebrado o mais tardar em setembro do próximo ano, com ou sem acordo do Estado.

Após a mesa do parlamento ter recusado as petições de reconsideração das resoluções soberanistas, os deputados do Cidadãos e do PPC renunciaram o voto destes textos, pois consideram que desenvolvem iniciativas anuladas pelo Tribunal Constitucional.

O PSC, que também tinha pedido à mesa para reconsiderar a admissão a trâmite das resoluções, optou por participar votando contra todas elas.

Lusa

  • Enfermeiros dizem que suplemento de 150 € não é suficiente para acordo
    0:57

    País

    O Sindicato dos Enfermeiros diz que há um avanço nas negociações com o Governo. Esta terça-feira à tarde, uma delegação do Ministério das Finanças esteve numa reunião que decorreu no Ministério da Saúde. Apesar disso, o presidente do sindicato, José Azevedo, explicou à SIC que a proposta do executivo de pagar mais 150 euros aos enfermeiros especializados não é suficiente para chegarem a acordo.

  • Guterres condena onda de violência em Myanmar
    0:43
  • Escola na Croácia usa imagem de Melania Trump para chamar alunos

    Mundo

    "Imagine até onde pode ir com um pouco de inglês", foi com estas palavras que uma escola de inglês da Croácia decidiu promover as suas aulas, juntando ainda a fotografia de Melania Trump ao placard do anúncio. Agora, a primeira-dama norte-americana ameaça levar o Instituo Americki a tribunal. Entretanto, o placard já foi retirado do local.

    SIC