sicnot

Perfil

País

Parlamento da Catalunha aprova realização de referendo até setembro de 2017

O parlamento da Comunidade Autónoma da Catalunha aprovou esta quinta-feira que o referendo sobre a independência se realize o mais tardar em setembro de 2017, com ou sem o aval do Estado.

A decisão foi aprovada com os votos dos independentistas da coligação Juntos pelo Sim e da Candidatura de Unidade Popular (CUP, de extrema esquerda), a abstenção do Catalunha Sim, e o não do Partido Socialista da Catalunha (PSC).

Por seu turno, os deputados do Cidadãos e do Partido Popular da Catalunha (PPC) renunciaram ao voto.

A coligação de esquerda Catalunha Pode (que reúne, entre outros, o Podemos), optou pela abstenção como um gesto de abertura para negociar um acordo com o Estado.

A resolução, sustentada por uma maioria absoluta de 72 deputados do Juntos pelo Sim, e o CUP, estabelece que o referendo sobre a independência seja "vinculativo" e celebrado o mais tardar em setembro do próximo ano, com ou sem acordo do Estado.

Após a mesa do parlamento ter recusado as petições de reconsideração das resoluções soberanistas, os deputados do Cidadãos e do PPC renunciaram o voto destes textos, pois consideram que desenvolvem iniciativas anuladas pelo Tribunal Constitucional.

O PSC, que também tinha pedido à mesa para reconsiderar a admissão a trâmite das resoluções, optou por participar votando contra todas elas.

Lusa

  • Passos acusa Governo de "sacudir água do capote"

    País

    O líder do PSD, Pedro Passos Coelho, acusou este sábado o Governo de "sacudir a água do capote" para não assumir a responsabilidade pelo que está a ser decidido, usando uma política de comunicação que considerou ser um "embuste".

  • Quase 200 polícias solidários com agentes acusados
    2:29

    País

    Perto de 200 polícias manifestaram-se este sábado na sede da PSP em Alfragide, em solidariedade com os 18 agentes acusados no processo Cova da Moura. O Sindicato Nacional de Polícia associou-se ao protesto e diz existir um aproveitamento político do caso.

  • Polícias ameaçam com protestos no arranque do campeonato
    1:24

    País

    Os agentes da PSP ameaçam boicotar a presença nos jogos do campeonato da Primeira e Segunda ligas que começam em 15 dias. Os agentes colocam em causa o atual modelo de policiamento no futebol, que faz com que muitos dos profissionais da PSP trabalhem sem remuneração em dia de folga.