sicnot

Perfil

País

GNR devolve mochila com 25 mil euros perdida em Paredes de Coura

A GNR revelou esta segunda-feira ter devolvido, este mês, a um empresário espanhol do setor da restauração uma mochila com 25 mil euros que havia sido perdida no Festival Vodafone Paredes de Coura, em agosto passado.

Em comunicado, o Comando Territorial da GNR de Viana do Castelo adiantou que a entrega da mochila com o dinheiro foi efetuada no passado dia 06 de outubro após confirmação "do legítimo proprietário" daquela quantia.

Contactada pela agência Lusa, fonte daquela força policial explicou tratar-se de "um empresário espanhol, proprietário de uma 'roulotte' de venda de alimentos" que, "já havia reportado o desaparecimento da mochila às autoridades espanholas".

A mochila foi encontrada no passado dia 22 agosto por uma patrulha da GNR de Paredes de Coura, "numa via de acesso ao parque de campismo" que acolhe o público participante no festival de música que havia terminado na véspera.

"A documentação que estava na mochila juntamente com o dinheiro, apesar de não identificar o proprietário, indicava pertencer a um prestador de serviços de restauração espanhol. Deste modo, o Núcleo de Investigação Criminal (NIC) de Arcos de Valdevez encetou diligências junto da sua congénere espanhola, a Guardia Civil, para conseguir identificar o proprietário", explicou a GNR.

Lusa

  • Morreu Miguel Beleza, antigo ministro das Finanças e governador do BdP
    1:34
  • "Estamos a ficar sem espaço. Está na hora de explorar outros sistemas solares"

    Mundo

    O físico e cientista britânico Stephen Hawking revelou alguns dos seus desejos para um novo plano de expansão espacial. Hawking está em Trondheim, na Noruega, para participar no Starmus Festival que promove a cultura científica. E foi lá que o físico admitiu que a população mundial está a ficar sem espaço na Terra e que "os únicos lugares disponíveis para irmos estão noutros planetas, noutros universos".

    SIC

  • Não posso usar calções... visto saias

    Mundo

    Perante a proibição de usar calções no emprego, um grupo de motoristas franceses adotou uma nova moda para combater o calor. Os trabalhadores decidiram trocar as calças por saias, visto que a peça de roupa é permitida no uniforme da empresa para a qual trabalham.

  • De refugiada a modelo: a história de Mari Malek

    Mundo

    Mari Malek chegou aos Estados Unidos da América quando era ainda uma criança. Chegada do Sudão do Sul, a menina era uma refugiada à procura de um futuro melhor, num país que não era o seu. Agora, anos depois, Mari Malek é modelo, DJ e atriz, e vive em Nova Iorque. Fundou uma organização sediada no país onde nasceu voltada para as crianças que passam por dificuldade, como também ela passou.