sicnot

Perfil

País

GNR devolve mochila com 25 mil euros perdida em Paredes de Coura

A GNR revelou esta segunda-feira ter devolvido, este mês, a um empresário espanhol do setor da restauração uma mochila com 25 mil euros que havia sido perdida no Festival Vodafone Paredes de Coura, em agosto passado.

Em comunicado, o Comando Territorial da GNR de Viana do Castelo adiantou que a entrega da mochila com o dinheiro foi efetuada no passado dia 06 de outubro após confirmação "do legítimo proprietário" daquela quantia.

Contactada pela agência Lusa, fonte daquela força policial explicou tratar-se de "um empresário espanhol, proprietário de uma 'roulotte' de venda de alimentos" que, "já havia reportado o desaparecimento da mochila às autoridades espanholas".

A mochila foi encontrada no passado dia 22 agosto por uma patrulha da GNR de Paredes de Coura, "numa via de acesso ao parque de campismo" que acolhe o público participante no festival de música que havia terminado na véspera.

"A documentação que estava na mochila juntamente com o dinheiro, apesar de não identificar o proprietário, indicava pertencer a um prestador de serviços de restauração espanhol. Deste modo, o Núcleo de Investigação Criminal (NIC) de Arcos de Valdevez encetou diligências junto da sua congénere espanhola, a Guardia Civil, para conseguir identificar o proprietário", explicou a GNR.

Lusa

  • Porque é que Melania e Ivanka vestiram preto para conhecer o Papa

    Mundo

    Melania e Ivanka chegaram ao Vaticano de preto, uma escolha muito questionada. De vestidos longos e véus, as mulheres Trump seguiram assim o dress code aconselhado nas audiências com o Papa. Também Michelle Obama usou uma vestimenta do género, em 2009, quando visitou Bento XVI.

  • Escola de Vagos castiga alunos por protesto contra a homofobia e preconceito

    País

    Os alunos da Escola Secundária de Vagos, no distrito de Aveiro, organizaram um protesto contra o que consideram homofobia e preconceito. Segunda-feira, depois de duas alunas se terem beijado foram chamadas à direção da escola, que as terá informado que não podiam beijar-se em público. O protesto foi gravado e partilhado nas redes sociais. Em declarações à SIC Notícias, um dos alunos disse que todos os envolvidos no protesto vão ser alvos de um processo disciplinar. O Bloco de Esquerda já pediu esclarecimentos ao Ministério da Educação.

    EXCLUSIVO

    Rita Pedras