sicnot

Perfil

País

"Quero ir para a 2ª Circular e não posso!"

"Quero ir para a 2ª Circular e não posso!"

Os ânimos voltaram a exaltar-se esta tarde, na concentração dos taxistas junto ao aeroporto, quando uma cidadã indignada abordou os manifestantes.

Aconteceu momentos antes de terminar a reunião entre representantes do setor do táxi e o ministro do Ambiente.

  • Contra a Uber, contra a polícia e até contra jornalistas
    2:28

    País

    A manhã foi muito complicada no Aeroporto de Lisboa devido ao protesto dos taxistas. Um dos momentos mais tensos aconteceu quando um motorista da Uber se aproximou da zona das partidas e viu o carro ser vandalizado. Mas alguns taxistas estenderam a sua revolta também contra o trabalho dos jornalistas e contra a polícia.

  • Porque se manifestam os taxistas?
    3:21

    País

    Está em curso um processo de regulamentação das plataformas de transporte de passageiros. O Governo elaborou uma proposta legislativa e quer que ela entre em vigor até ao final do ano, mas os taxistas insistem que as regras propostas continuam a promover concorrância desleal.

  • A marcha lenta dos taxistas que parou no aeroporto
    2:25

    País

    A concentração dos taxistas começou muito cedo, na zona do parque das Nações.A marcha arrancou já perto das 9 da manhã para cumprir um percurso longo até à Assembleia da República. Acabou por parar na Rotunda do Relógio por causa da presença de motoristas da Uber e da Cabify junto ao aeroporto.

  • Famílias das vítimas de Pedrógão criam associação para apurar responsabilidades
    2:13
  • Polícias ameaçam com protestos no arranque do campeonato
    1:24

    País

    Os agentes da PSP ameaçam boicotar a presença nos jogos do campeonato da Primeira e Segunda ligas que começam em 15 dias. Os agentes colocam em causa o atual modelo de policiamento no futebol, que faz com que muitos dos profissionais da PSP trabalhem sem remuneração em dia de folga.

  • 700 milhões para armamento e equipamento militar
    1:16

    País

    Portugal vai investir nos próximos anos 700 milhões de euros em armas e equipamento militar. Segundo a imprensa de hoje, o objetivo é colocar algumas áreas das Forças Armadas a um nível similar ao dos outros aliados da NATO. É o maior volume de programas de aquisição dos últimos anos e parte das verbas vão beneficiar a indústria portuguesa que fabrica aviões, navios-patrulha, rádios e sistemas de comando e controlo.

  • Princesa Diana morreu há 20 anos. Filhos falam pela 1ª vez da intimidade
    1:15