sicnot

Perfil

País

Secretário de Estado do Vaticano preside às cerimónias do 13 de outubro

O secretário de Estado do Vaticano preside na quarta e na quinta-feira à peregrinação internacional do aniversário de Fátima, a última antes da visita do papa Francisco, a 13 de maio de 2017.

Em nota de imprensa, o Santuário de Fátima revela que é a primeira vez que Pietro Parolin, chefe da diplomacia da Santa Sé, visita o santuário da Cova da Iria para presidir à peregrinação que assinala a sexta aparição aos pastorinhos e terá como tema "Quem perder a sua vida? Salvá-la-á".

"Eu estou contente e agradeço o convite. Imagino que devem ter pensado que, por ocasião do 99.º aniversário das aparições, ter a presença do colaborador direto do papa Francisco poderá ser uma boa preparação para o centenário que será no próximo ano", referiu Pietro Parolin em declarações exclusivas à Sala de Imprensa do Santuário de Fátima.

O papa Francisco anunciou que prevê viajar, em 2017, a Fátima (Portugal), Índia, ao Bangladesh e a África.

O anúncio foi feito a 2 de outubro, em conferência de imprensa, no voo de regresso da deslocação à Geórgia e ao Azerbaijão. Francisco mencionou a viagem, para já de um dia, a 13 de maio de 2017, a Fátima, por ocasião do centenário das aparições marianas aos pastorinhos.

Antes de se dirigir a Fátima, o secretário de Estado do Vaticano vai apresentar em Lisboa, na quarta-feira, na Universidade Católica, uma conferência sobre "A Diplomacia da Santa Sé nos últimos pontificados", anunciou a instituição.

O anúncio da nomeação de Pietro Parolin como cardeal aconteceu a 12 de janeiro de 2014 e a 22 de fevereiro do mesmo ano foi feito cardeal, no primeiro consistório ordinário do papa Francisco. Em 2014, teve um papel fundamental na aproximação entre Estados Unidos e Cuba, na mediação feita pelo Vaticano.

Perito em assuntos relacionados com o Médio Oriente, o cardeal Pietro Parolin participou ainda no processo de consolidação das relações diplomáticas entre o Vaticano e o Vietname.

A 27 de setembro, esteve em Cartagena das Índias para a assinatura do acordo de paz entre o governo colombiano e a guerrilha das Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (FARC).

A peregrinação inicia-se oficialmente às 18:30 de quarta-feira, dia 12, na Capelinha das Aparições, com uma saudação a Nossa Senhora e aos peregrinos.

Antes, às 17:00, Pietro Parolin marcará presença na conferência de imprensa agendada para a sala de imprensa do Centro de Comunicação Social do Santuário. Pelas 21:30, decorre uma dos pontos altos do primeiro dia de celebrações, a bênção solene das velas e rosário, na Capelinha das Aparições, seguindo-se a procissão das velas, no recinto e a missa internacional.

No dia 13, quinta-feira, a celebração final começa às 09:00 com o rosário, na Capelinha das Aparições, seguindo-se, a partir das 10:00, a procissão para o altar, missa, bênção dos doentes, consagração e procissão do adeus.

Lusa

  • Papa confirma visita a Fátima em 2017

    País

    O bispo auxiliar de Lisboa, Nuno Brás, disse hoje que o Papa Francisco lhe confirmou que se deslocará a Portugal em maio do próximo ano, "mas a Fátima", a propósito do Centenário das Aparições.

  • Habitantes de Almeida barricaram-se durante seis horas em agência da CGD
    2:31

    País

    Perto de 100 pessoas estiveram esta quarta-feira barricadas na agência da Caixa Geral de Depósitos em Almeida, distrito da Guarda. O protesto contra o encerramento da agência só terminou quase seis horas depois, com a garantia que os autarcas serão recebidos na próxima terça-feira pela Administração do banco público. 

  • Carro que atropelou adepto encontrado na casa de um amigo do suspeito
    2:18

    Desporto

    O carro que terá atropelado o adepto italiano que morreu junto ao Estádio da Luz foi encontrado esta terça-feira, numa garagem na Amadora, na casa de um amigo do suspeito. Trata-se de um homem na casa dos 30 anos que pertence à claque No Name boys e é agora procurado pela Polícia Judiciária.

  • Depois de dar a volta (de bicicleta de Lisboa a Setúbal)

    País

    Missão cumprida. A SIC foi dar uma volta de bicicleta, acompanhando a primeira etapa de uma iniciativa que pretende impulsionar o uso dos velocípedes no país. Ao longo desta quarta-feira, publicámos vários vídeos em direto na página de Facebook da SIC Notícias, que aqui reunimos, em jeito de balanço.

    Ricardo Rosa

  • Web Summit inaugura primeiro escritório fora da Irlanda em Lisboa
    1:58

    Web Summit

    A Web Summit inaugurou em Lisboa o primeiro escritório fora da Irlanda, que vai dar emprego a 20 pessoas, algumas portuguesas. O próximo objectivo é alargar eventos a outros pontos do país. A conferência internacional regressa a Lisboa entre 6 e 9 de novembro e a organização espera ter 60 mil participantes.

  • Trump volta a apelar ao fim do programa nuclear de Pyongyang
    1:43

    Mundo

    Donald Trump voltou a apelar à Coreia do Norte para que abandone o programa nuclear e opte pela via do diálogo. O Presidente dos Estados Unidos chamou à Casa Branca, para uma reunião extraordinária, todos os senadores norte-americanos para serem informados sobre a atual crise com a Coreia do Norte.

  • Ivanka Trump vaiada por defender o pai durante debate sobre igualdade de género
    1:51

    Mundo

    Com o propósito de criar pontes com Donald Trump, a chanceler alemã Angela Merkel convidou a filha mais velha do Presidente norte-americano para participar numa cimeira. No entanto as coisas não correram muito bem e Ivanka Trump foi vaiada pela audiência por ter defendido o pai quando o assunto era a igualdade de género. 

  • Papa apelou à revolução da ternura
    0:52
  • Irmã da mulher mais pesada do mundo acusa hospital de mentir

    Mundo

    A irmã da mulher egípcia que se acreditava ser a mais pesada do mundo acusou os médicos de mentirem acerca da sua perda de peso. No entanto, o hospital que realizou a cirurgia bariátrica já respondeu às acusações, defendendo que a mulher pesa agora 172 quilos.

  • Diário de John F. Kennedy vendido por 660 mil euros

    Mundo

    Um diário escrito por John F. Kennedy quando jovem, durante uma curta passagem pelo jornalismo, depois da II Guerra Mundial, foi vendido por mais de 700 mil dólares (642 mil euros), informou esta quarta-feira uma casa de leilões.