sicnot

Perfil

País

Uber alertou utilizadores para dificuldades que possam surgir em dia de protesto

Uber alertou utilizadores para dificuldades que possam surgir em dia de protesto

Durante o dia de ontem, a Uber emitiu alguns conselhos aos utilizadores desta plataforma para alertar para as dificuldades que possam surgir hoje, por causa do protesto dos taxistas. António Silva, motorista da Uber, não receia trabalhar num dia de manifestação do setor táxi e considera que os principais prejudicados são os clientes.

  • "Esperamos, acima de tudo, que seja um dia pacífico", diz Rui Bento
    4:48

    Edição da Manhã

    Rui Bento, diretor-geral da UBER Portugal, diz que respeita e entende o protesto dos taxistas, mas espera que este decorra de forma pacífica. Em entrevista à Edição da Manhã, o diretor da Uber acredita que este é um momento importante para a mobilidade nas cidades e espera poder participar num diálogo construtivo com todas as partes do setor.

  • Mais de 6 mil taxistas esperados esta manhã em Lisboa
    10:14

    Edição da Manhã

    Manifestação, que promete parar o trânsito, começa às 8 e meia da manhã no Parque das Nações e termina na Assembleia da República.Rodolfo Melo, da Federação Portuguesa do Taxi, e José Domingos, da ANTRAL, estiveram na Edição da Manhã para explicar as motivações desta manifestação.

  • "Nós não vamos sair daqui"

    País

    Centenas de taxistas mantêm-se concentrados, bloqueando o acesso ao Aeroporto de Lisboa desde o final da manhã. Terminou sem acordo a reunião entre representantes do setor do táxi e o ministro do Ambiente. Acompanhe em direto a emissão da SIC Notícias.

  • Protesto de taxistas ameaça fazer parar o trânsito em Lisboa
    1:30

    País

    Hoje é dia de protesto de Taxistas. A concentração começa às 7:00 no Parque das Nações e o "para arranca" está marcado a partir das 8:30. O protesto é organizado pela ANTRAL e FPA. Contestam as plataformas online Cabify e Uber. Dizem sofrer de concorrência desleal.

  • Os números das eleições francesas
    0:50

    Eleições França 2017

    Os resultados definitivos mostram que Emmanuel Macron obteve 24% dos votos, na primeira volta das eleições francesas. Ficou quase três pontos à frente de Marine Le Pen, que conseguiu 21,3%. Os números oficiais, publicados pelo Ministério do Interior, dão ainda conta da taxa de abstenção: 22,2%, um ligeiro aumento face à primeira volta das presidenciais de 2012.

  • ASAE encerra em média um restaurante por dia
    1:33
  • Grupo de brasileiros em assalto milionário no Paraguai
    1:24