sicnot

Perfil

País

"Vamos estar aqui até os diretores da ANTRAL e da federação nos mandarem embora"

"Vamos estar aqui até os diretores da ANTRAL e da federação nos mandarem embora"

Os taxistas continuam em manifestação, não desmobilizando da zona junto ao aeroporto de Lisboa. Ana Moreira está no local, onde faz um ponto da situação.

Segundo a jornalista da SIC, estamos perante um impasse que não se sabe como vai acabar: a PSP diz que vai começar a rebocar os automóveis, pois está perante um bloqueio, o que é ilegal. A PSP tentou negociar para que os táxis comecem a dispersar, contudo isso não aconteceu. Neste momento, foi montada uma tenda, onde está a ser servida comida. Ana Moreira falou ainda com um dos taxistas, que disse que só vão sair dali quando a ANTRAL e a Federação os mandar embora.

  • Taxistas acusam Governo de querer fomentar o biscate
    1:55

    País

    Os taxistas acusam o Governo de querer fomentar o biscate, pois entendem que os motoristas estão sujeitos a regras diferentes. O setor defende ainda a fixação de um limite máximo de automóveis autorizados a prestar serviços nas plataformas digitais.

  • Bomba de gasolina obrigada a fechar devido a confusão com taxistas
    6:02

    País

    Os taxistas estão em protesto desde esta manhã. Pelo menos três manifestantes foram detidos durante os desacatos, junto ao aeroporto de Lisboa. Um carro da Uber foi atacado e, logo depois, uma bomba de gasolina foi obrigada a encerrar devido aos protestos dos taxistas contra um empregado da Uber, que estaria no estabelecimento.

  • PSP negoceia com os taxistas para pôr fim ao bloqueio
    0:19

    País

    Os taxistas estão desde esta manhã em protesto contra empresas como a Uber e a Cabify, na zona do aeroporto de Lisboa. A PSP garante que está a privilegiar a via do diálogo, mas admite utilizar viaturas de reboque para dispersar os táxis. A Polícia de Segurança Pública diz ainda que a situação passou de uma manifestação para um bloqueio.

  • "Nós não vamos sair daqui"

    País

    Centenas de taxistas mantêm-se concentrados, bloqueando o acesso ao Aeroporto de Lisboa desde o final da manhã. Terminou sem acordo a reunião entre representantes do setor do táxi e o ministro do Ambiente. Acompanhe em direto a emissão da SIC Notícias.

  • Um retrato devastador do "pior dia do ano"
    2:47
  • Um olhar sobre a tragédia através das redes sociais
    3:22
  • "Estão a gozar com os portugueses, esta abordagem tem de mudar"
    6:45

    Opinião

    José Gomes Ferreira acusa as autoridades e o poder político de continuarem a abordar o problema da origem dos fogos de uma forma que considera errada. Em entrevista, no Primeiro Jornal, o diretor adjunto da SIC, considera que a causa dos fogos "é alguém querer que a floresta arda". José Gomes Ferreira sublinha que não se aprendeu com os erros e que "estão a gozar com os portugueses".

    José Gomes Ferreira

  • "Os portugueses dispensam um chefe de Governo que lhes diz que isto vai acontecer outra vez"
    6:32

    Opinião

    Perante o cenário provocado pelos incêndios, os portugueses querem um chefe de Governo que lhes diga como é que uma tragédia não volta a repetir-se e não, como disse António Costa, que não tem uma fórmula mágica para resolver o problemas dos fogos florestais. A afirmação é de Bernardo Ferrão, da SIC, que questiona ainda a autoridade da ministra da Administração Interna para ir a um centro de operações, uma vez que é contestada por toda a gente.

  • Portugal precisa de "resultados em contra-relógio, após décadas de desordenamento florestal"
    1:18
  • Jornalista que denunciou corrupção do Governo de Malta morre em explosão

    Mundo

    A jornalista Daphne Caruana Galizia, que acusou o Governo de Malta de corrupção, morreu esta segunda-feira, numa explosão de carro. O ataque acontece duas semanas depois de a jornalista maltesa recorrer à polícia, para dizer que estava a receber ameaças de morte. A morte acontece quatro meses após a vitória do Partido Trabalhista de Joseph Muscat, nas eleições antecipadas pelo primeiro-ministro, após as alegações da jornalista, que o ligavam a si e à sua mulher ao escândalo dos Panama Papers. O casal negou as acusações de que teriam usado uma offshore para esconder pagamentos do Governo do Azerbaijão.