sicnot

Perfil

País

12 milhões de euros para reduzir listas de espera para cirurgias da obesidade

O Ministério da Saúde vai avançar com um programa para reduzir as listas de espera nas cirurgias da obesidade e disponibilizar 12 milhões de euros para operar dois mil doentes em 2017.

De acordo com o Diário de Notícias de hoje, até junho havia 1.493 doentes à espera, sendo que há muitas pessoas que esperam dois anos pela cirurgia.

Fonte do gabinete do Ministério da Saúde adiantou ao Diário de Notícias que "está a ser estudado um programa de financiamento específico a integrar no contrato-programa a estabelecer com os hospitais do Serviço Nacional de Saúde (SNS), incentivando-se a resolução destes casos, recriando um programa que já existiu e foi suspenso recentemente".

"Prevê-se que inclua cerca de dois mil utentes (o que significaria um crescimento superior a 30% face a 2016), o que representará uma verba de cerca de 12 milhões anuais, adiantou o gabinete de Adalberto Campos Fernandes ao Diário de Notícias (DN).

O jornal escreve que o "programa inclui que a avaliação do doente seja efetuada por uma equipa multidisciplinar, por um período não inferior a três anos".

Segundo o ministério, "são abrangidas por este programa de financiamento as instituições reconhecidas pela Direção-Geral da Saúde, como centro de tratamento ou de elevada diferenciação para o tratamento cirúrgico da obesidade grave".

O DN escreve ainda, citando dados do Portal do Serviço Nacional de Saúde (SNS), relativos a abril, maio e junho, que dos 20 hospitais que apresentam tempos de espera, oito têm tempos de espera superiores aos máximos recomendados de 270 dias para doentes de prioridade normal.

Na lista, refere o jornal, sobressai o hospital de Évora com 703 dias de espera (quase dois anos), o Centro Hospitalar de Gaia/Espinho com 326 dias, Entre o Douro e Vouga (326), o Hospital de São João, no Porto (360).

O DN indica ainda que o "Sistema de Gestão da Lista de Inscritos para Cirurgias mostra que 2015 terminou com 1.289 doentes a aguardar operação".

Lusa

  • Vem lá chuva

    País

    A chuva vai voltar a Portugal continental a partir de quarta-feira e pelo menos até domingo, enquanto as temperaturas mínimas deverão subir.

  • "O Sporting é o um barco à deriva"
    2:26
    O Dia Seguinte

    O Dia Seguinte

    2ªFEIRA 21:50

    A crise do Sporting foi o principal tema em O Dia Seguinte, esta segunda-feira. José Guilherme Aguiar censura Bruno de Carvalho por ter convidado Jorge Jesus para a comissão de honra da recandidatura. Já Rogério Alves não tem dúvidas que a contestação tem aumentado de tom devido à proximidade das eleições do Sporting. Rui Gomes da Silva pensa que toda a direção leonina é responsável pelo mau momento atual do clube.

  • Deputado do PS abandona partido e pode colocar em causa maioria parlamentar
    2:28

    País

    Domingos Pereira foi eleito pelo círculo de Braga. Agora, vai demitir-se do Partido Socialista e entregar o cartão de militante. Contudo, mantém-se no Parlamento, passando assim a deputado independente na Assembleia da República. Pode estar em causa a maioria parlamentar quando o PCP se abstiver.

    Notícia SIC

  • Violação emitida em direto no Facebook

    Mundo

    Três homens foram detidos na Suécia, por suspeitas de violação de uma mulher, num apartamento a 70 quilómetros da capital. Os suspeitos filmaram o ato de violência e exibiram-no em direto no Facebook.

  • "O México não acredita em muros"
    0:45

    Mundo

    Em resposta a Donald Trump, o Presidente mexicano diz que o país não acredita em muros, mas em pontes. Enrique Peña Nieto diz ainda que o México vai procurar dialogar com os Estados Unidos sem confrontos, mas também sem submissão.