sicnot

Perfil

País

Penas entre 5 e 10 anos de prisão para assaltantes de carrinhas dos CTT

O Tribunal São João Novo, no Porto, condenou esta terça-feira cinco homens a penas entre os cinco anos de prisão, suspensa na sua execução, e 10 anos por assaltar carrinhas dos CTT e ameaçar os funcionários com armas de fogo.

Um dos cinco arguidos, que durante dez anos foi funcionário dos CTT, foi condenado a 10 anos de prisão, outros dois -- que estavam em prisão preventiva -- a nove anos e os restantes a cinco anos, mas de pena suspensa.

Os assaltos, consumados entre 2012 e 2015, renderam mais de 700 mil euros e aconteceram em Gondomar, Entre-os-Rios, Penafiel, Santa Maria da Feira, Paredes, Vila Nova de Gaia, Marco de Canaveses, Felgueiras, Oliveira de Azeméis, Coruche, Abrantes, Castelo de Vide, Albergaria-a-Velha, Valença, Lamego e Ovar.

Os assaltantes criaram grupos entre si que, depois, escolhiam as carrinhas dos CTT a roubar, obrigando os funcionários a entregar-lhes o dinheiro, ameaçando-os com armas de fogo.

Posteriormente, colocavam-se em fuga em motociclos potentes.

O ex-funcionário dos CTT conhecia o modo de funcionamento quanto ao transporte de valores, rotinas e percursos.

Lusa

  • Tribunal de Contas apresentou reservas em relação ao SIRESP em 2006

    Tragédia em Pedrógão Grande

    O Tribunal de Contas avisou em 2006 que o Estado poderia sair prejudicado nos moldes em que o Sistema Integrado de Redes de Emergência e Segurança de Portugal (SIRESP) estava a ser desenhado. De acordo com a edição de hoje do Jornal de Notícias, terão sido a ausência de um concurso público, a falta de tempo para a apresentação de propostas e mexidas no caderno de encargos a motivar as reservas do tribunal.

  • Relatório pedido pelo Governo PSD-CDS já apontava falhas no SIRESP
    2:26
  • Chef russo aconselha bife tártaro aos jogadores portugueses
    1:29
  • Bispo do Mali terá contas na Suíça com 12 M€
    1:49

    Mundo

    Há uma polémica a envolver um novo cardeal da Igreja católica. Um bispo do Mali, escolhido pelo Papa para o colégio cardinalício, está a ser relacionado com contas na Suíça onde estarão depositados milhões de euros. A cerimónia que o fará cardeal está marcada para hoje.

  • Confirmada prisão dos portugueses que gravaram nome no portão de Auschwitz

    Mundo

    Dois adolescentes católicos portugueses foram condenados a um ano de prisão com pena suspensa, por terem gravado os nomes na porta da entrada principal de Auschwitz-Birkenau. O tribunal de primeira instância de Oswiecim já tinha condenado os jovens e o tribunal de Cracóvia confirmou esta quarta-feira a pena aplicada.