sicnot

Perfil

País

Tiroteio em Aguiar da Beira fez dois mortos e dois feridos

MIGUEL PEREIRA DA SILVA

Há outra vítima mortal além de um militar da GNR, em Aguiar da Beira. As autoridades acreditam que os casos estão relacionados. Um dos suspeitos já foi identificado.

Última atualização às 12:48

Foi identificado um dos suspeitos envolvidos no tiroteio esta manhã em Aguiar da Beira, Guarda, em que um militar da GNR morreu e outro ficou ferido em estado grave. Estará em fuga numa carrinha Mitsubishi Strakar, que terá sido avistada em São Pedro do Sul, no distrito de Viseu.

Um militar de 29 anos morreu e um outro, de 41, ficou ferido em estado grave, alvejados no decorrer de uma ação de patrulhamento que estavam a realizar, na zona industrial de Aguiar da Beira, próximo da localidade de Vila Chã. Os suspeitos, que serão dois, fugiram no carro patrulha, que abandonaram a cerca de cinco quilómetros.

No decorrer da investigação, as autoridades encontraram entretanto um casal com ferimentos de bala - um homem, que morreu, e uma mulher, gravemente ferida.

A GNR acredita que o caso poderá estar ligado com o tiroteio que envolveu os militares, uma vez que as duas vítimas foram encontradas numa zona próxima onde estava o carro patrulha entretanto abandonado pelos assaltantes. Chegou a avançar-se que estes dois civis poderiam ser os próprios suspeitos.

Ao meio-dia, o major Pedro Gonçalves falou à imprensa e fez um ponto de situação:

A GNR confirmou a morte de um dos militares, atingido na cabeça. Em declarações à SIC Notícias durante a manhã, o major Pedro Gonçalves chegou a desmentir a morte, indicando que o homem estava a ser assistido no local. No entanto, o militar não terá sobrevivido.

O caso aconteceu por volta das 7:30. Os suspeitos terão fugido no carro patrulha. A viatura foi depois abandonada, com uma das vítimas no interior - o militar que entretanto morreu.

O militar da GNR ferido, baleado nas costas, foi deixado no local. Encontra-se atualmente estabilizado, mas inspira cuidados e vigilância, no Centro Hospitalar Tondela-Viseu.

As autoridades têm montada uma operação para deter os suspeitos, que envolve cerca de 100 militares da Guarda e de Viseu e também elementos da Polícia Judiciária.

  • O que se passou em Aguiar da Beira, segundo a GNR
    3:39

    País

    O major Pedro Gonçalves fez um ponto de situação da investigação ao tiroteio em que um militar da GNR morreu e outro ficou ferido, em Aguiar da Beira. Foram entretanto encontrados um homem morto e uma mulher ferida, numa zona próxima.

  • 100 militares envolvidos na caça ao homem na Guarda
    1:19

    País

    As autoridades têm montada uma operação para deter os suspeitos que balearam fois militares da GNR em Aguiar da Beira. Ao telefone, o major Pedro Gonçalves, confirmou que a operação envolve 100 militares, decorre no distrito da Guarda e estende-se a todo o território nacional.

  • Paulo Macedo pede calma para o bem do banco
    1:45

    Caso CGD

    Paulo Macedo falou pela primeira vez desde que foi eleito o novo Presidente da Caixa Geral de Depósitos e, para o bem do banco público, pediu calma a todos. Passos Coelho veio dizer que a recapitalização da Caixa pode ter de ser feita no verão do próximo ano para salvaguardar o défice deste ano. Já António Costa preferiu não comentar as declarações de Passos e diz que o banco público há muito que precisava de ser recapitalizado.

  • Condutores continuam com dúvidas em como circular numa rotunda
    2:06

    País

    Circular nas rotundas continua a ser um problema para muitos condutores. Cerca de 3 mil foram multados nos últimos três anos depois da entrada em vigor do novo código, os números são avançados pela Autoridade Nacional de Segurança Rodoviária. Os instrutores de condução dizem que a medida provoca mais confusão nas horas de ponta.

  • O que aconteceu à menina síria que relatava a guerra no Twitter?
    1:59
  • Youtuber Miguel Paraiso escreveu uma paródia musical para a Reportagem da SIC "Renegados"
    1:27

    Grande Reportagem SIC

    O youtuber Miguel Paraiso escreveu uma paródia musical para a Grande Reportagem SIC "Renegados". Desde ontem já teve 67 mil visualizações no Facebook. Imagine que ia renovar o cartão de cidadão e diziam-lhe que afinal não é português? Mesmo tendo nascido, crescido, estudado e trabalhado sempre em Portugal? Foi o que aconteceu a inúmeras pessoas que nasceram depois de 1981, quando a lei da nacionalidade foi alterada.«Renegados» é como se sentem estes filhos de uma pátria que os excluiu. Para ver, esta quarta-feira, no Jornal da Noite da SIC.

  • "A nossa guerra não deixou heróis, só vilões e vítimas"
    5:26

    Mundo

    Luaty Beirão é o rosto mais visível de um movimento de contestação ao regime angolano que começou em 2011, ano da Primavera árabe. Mas a par dos 15+2, mediatizados num processo que os condenou por lerem um livro, outros activistas arriscam diariamente a liberdade.