sicnot

Perfil

País

Tiroteio em Aguiar da Beira fez dois mortos e dois feridos

MIGUEL PEREIRA DA SILVA

Há outra vítima mortal além de um militar da GNR, em Aguiar da Beira. As autoridades acreditam que os casos estão relacionados. Um dos suspeitos já foi identificado.

Última atualização às 12:48

Foi identificado um dos suspeitos envolvidos no tiroteio esta manhã em Aguiar da Beira, Guarda, em que um militar da GNR morreu e outro ficou ferido em estado grave. Estará em fuga numa carrinha Mitsubishi Strakar, que terá sido avistada em São Pedro do Sul, no distrito de Viseu.

Um militar de 29 anos morreu e um outro, de 41, ficou ferido em estado grave, alvejados no decorrer de uma ação de patrulhamento que estavam a realizar, na zona industrial de Aguiar da Beira, próximo da localidade de Vila Chã. Os suspeitos, que serão dois, fugiram no carro patrulha, que abandonaram a cerca de cinco quilómetros.

No decorrer da investigação, as autoridades encontraram entretanto um casal com ferimentos de bala - um homem, que morreu, e uma mulher, gravemente ferida.

A GNR acredita que o caso poderá estar ligado com o tiroteio que envolveu os militares, uma vez que as duas vítimas foram encontradas numa zona próxima onde estava o carro patrulha entretanto abandonado pelos assaltantes. Chegou a avançar-se que estes dois civis poderiam ser os próprios suspeitos.

Ao meio-dia, o major Pedro Gonçalves falou à imprensa e fez um ponto de situação:

A GNR confirmou a morte de um dos militares, atingido na cabeça. Em declarações à SIC Notícias durante a manhã, o major Pedro Gonçalves chegou a desmentir a morte, indicando que o homem estava a ser assistido no local. No entanto, o militar não terá sobrevivido.

O caso aconteceu por volta das 7:30. Os suspeitos terão fugido no carro patrulha. A viatura foi depois abandonada, com uma das vítimas no interior - o militar que entretanto morreu.

O militar da GNR ferido, baleado nas costas, foi deixado no local. Encontra-se atualmente estabilizado, mas inspira cuidados e vigilância, no Centro Hospitalar Tondela-Viseu.

As autoridades têm montada uma operação para deter os suspeitos, que envolve cerca de 100 militares da Guarda e de Viseu e também elementos da Polícia Judiciária.

  • O que se passou em Aguiar da Beira, segundo a GNR
    3:39

    País

    O major Pedro Gonçalves fez um ponto de situação da investigação ao tiroteio em que um militar da GNR morreu e outro ficou ferido, em Aguiar da Beira. Foram entretanto encontrados um homem morto e uma mulher ferida, numa zona próxima.

  • 100 militares envolvidos na caça ao homem na Guarda
    1:19

    País

    As autoridades têm montada uma operação para deter os suspeitos que balearam fois militares da GNR em Aguiar da Beira. Ao telefone, o major Pedro Gonçalves, confirmou que a operação envolve 100 militares, decorre no distrito da Guarda e estende-se a todo o território nacional.

  • Cientistas testam útero artificial em cordeiros prematuros

    Mundo

    Um grupo de cientistas desenvolveu um útero artificial - o Biobag - que se assemelha a uma bolsa de plástico e que ajuda no desenvolvimento de cordeiros prematuros. O método foi testado nestes animais mas os cientistas do Hospital Pediátrico de Filadélfia, nos Estados Unidos, garantem que poderá vir a ser utilizado também em bebés que nascem prematuros.

  • Trump cria linha de apoio a vítimas de "extraterrestres criminosos"

    Mundo

    Quando o Governo norte-americano usa o termo "extraterrestre criminoso", refere-se a alguém que não é cidadão dos Estados Unidos da América e que foi condenado por um crime. Quando a mesma expressão é usada pelos utilizadores do Twitter, o significado é completamente diferente. Os internautas pensam na série Ficheiros Secretos e em discos voadores. Por isso, o lançamento de uma linha telefónica, por parte da Casa Branca, para as vítimas de "extraterrestres criminosos" só podia dar em confusão.

  • Casados há 69 anos, morrem de mãos dadas com 40 minutos de diferença

    Mundo

    Isaac Vatkin, de 91 anos, morreu cerca de 40 minutos depois de Teresa, de 89 anos, no passado sábado no Highland Park Hospital, no estado norte-americano Ilinóis. "Não queríamos que fossem embora, mas não podíamos pedir que partíssem de melhor maneira", afirmou o neto William Vatkin. O casal morreu no hospital poucos dias depois de celebrarem 69 anos de casados.