sicnot

Perfil

País

Tiroteio em Aguiar da Beira fez dois mortos e dois feridos

MIGUEL PEREIRA DA SILVA

Há outra vítima mortal além de um militar da GNR, em Aguiar da Beira. As autoridades acreditam que os casos estão relacionados. Um dos suspeitos já foi identificado.

Última atualização às 12:48

Foi identificado um dos suspeitos envolvidos no tiroteio esta manhã em Aguiar da Beira, Guarda, em que um militar da GNR morreu e outro ficou ferido em estado grave. Estará em fuga numa carrinha Mitsubishi Strakar, que terá sido avistada em São Pedro do Sul, no distrito de Viseu.

Um militar de 29 anos morreu e um outro, de 41, ficou ferido em estado grave, alvejados no decorrer de uma ação de patrulhamento que estavam a realizar, na zona industrial de Aguiar da Beira, próximo da localidade de Vila Chã. Os suspeitos, que serão dois, fugiram no carro patrulha, que abandonaram a cerca de cinco quilómetros.

No decorrer da investigação, as autoridades encontraram entretanto um casal com ferimentos de bala - um homem, que morreu, e uma mulher, gravemente ferida.

A GNR acredita que o caso poderá estar ligado com o tiroteio que envolveu os militares, uma vez que as duas vítimas foram encontradas numa zona próxima onde estava o carro patrulha entretanto abandonado pelos assaltantes. Chegou a avançar-se que estes dois civis poderiam ser os próprios suspeitos.

Ao meio-dia, o major Pedro Gonçalves falou à imprensa e fez um ponto de situação:

A GNR confirmou a morte de um dos militares, atingido na cabeça. Em declarações à SIC Notícias durante a manhã, o major Pedro Gonçalves chegou a desmentir a morte, indicando que o homem estava a ser assistido no local. No entanto, o militar não terá sobrevivido.

O caso aconteceu por volta das 7:30. Os suspeitos terão fugido no carro patrulha. A viatura foi depois abandonada, com uma das vítimas no interior - o militar que entretanto morreu.

O militar da GNR ferido, baleado nas costas, foi deixado no local. Encontra-se atualmente estabilizado, mas inspira cuidados e vigilância, no Centro Hospitalar Tondela-Viseu.

As autoridades têm montada uma operação para deter os suspeitos, que envolve cerca de 100 militares da Guarda e de Viseu e também elementos da Polícia Judiciária.

  • O que se passou em Aguiar da Beira, segundo a GNR
    3:39

    País

    O major Pedro Gonçalves fez um ponto de situação da investigação ao tiroteio em que um militar da GNR morreu e outro ficou ferido, em Aguiar da Beira. Foram entretanto encontrados um homem morto e uma mulher ferida, numa zona próxima.

  • 100 militares envolvidos na caça ao homem na Guarda
    1:19

    País

    As autoridades têm montada uma operação para deter os suspeitos que balearam fois militares da GNR em Aguiar da Beira. Ao telefone, o major Pedro Gonçalves, confirmou que a operação envolve 100 militares, decorre no distrito da Guarda e estende-se a todo o território nacional.

  • "Burlão do amor" acusado de tirar 450 mil euros a amante
    2:21

    País

    Um homem com cerca de 50 anos é acusado de tirar 450 mil euros a uma mulher com quem começou por ter uma relação profissional. Ele pedia, ela emprestava. Anos depois, ela ficou insolvente, com dívidas à banca de 214 mil euros e sem emprego. O homem é arguido, nega a relação amorosa entre ambos, mas admite ter recebido dinheiro dela. Garante, no entanto, que tenciona pagar o que deve.

  • Porto Editora acusada de discriminação
    2:55
  • Duas pessoas alvejadas devido a disputa de linha de água em Cabeceiras de Basto
    1:23

    País

    Duas pessoas foram alvejadas por causa de uma disputa de uma linha de água, esta terça-feira, em Cabeceiras de Basto. O suspeito escondeu-se num barracão, mas acabou por ser detido pela GNR. As vítimas sofreram ferimentos ligeiros no braço e no peito. O tenente André Rodrigues, do Comando de Braga, revelou que os disparos foram feitos com uma caçadeira.

  • Governo quer entregar OE 2018 a 13 de outubro
    1:33
  • Casa Branca isolada devido a pacote suspeito

    Mundo

    A Casa Branca foi esta terça-feira isolada devido à presença de um pacote suspeito junto a uma das vedações que limitam o edifício governamental norte-americano. A situação já foi normalizada e o objeto retirado do local.

  • Três irmãos resgatados dos escombros em Itália
    1:24
  • Participante no incidente em Charlottesville teme pela vida
    1:43

    Mundo

    Um dos participantes nos incidentes em Charlottesville e membro de um grupo de extrema-direita supremacista teme vir a ser detido ou até morto, pelas declarações que fez durante uma reportagem da Vice News, que se tornou viral nas redes sociais.