sicnot

Perfil

País

Arguido afirma que disparou sem intenção de matar em discoteca de Coimbra

Um homem de 40 anos, que esteve fugido às autoridades, começou esta quarta-feira a ser julgado pelo Tribunal de Coimbra por dois crimes de tentativa de homicídio, junto a uma discoteca, admitindo que disparou, mas sem intenção de matar.

O homem, natural da Suécia e que residia em Coimbra à data dos factos, é acusado pelo Ministério Público de dois crimes de homicídio qualificado na forma tentada e um crime de detenção ilegal de arma, por disparar contra duas pessoas à frente de uma discoteca da cidade, a 16 de março de 2008.

Durante o início do julgamento, o arguido admitiu que disparou contra um grupo, à porta da discoteca, sublinhando que a sua intenção "não era matar ninguém".

No entanto, os disparos foram registados na parte superior do corpo das duas vítimas, atingindo-as "de raspão", e os restantes tiros passaram pelo blusão de um dos homens, na zona do colarinho e no bolso esquerdo.

Tudo começou, contou, com desacatos dentro da discoteca, depois de um dos homens ter abordado uma amiga sua, de 17 anos.

Após afastá-lo, acabou por levar "um soco", tendo ficado a sangrar do nariz, referiu, afirmando que, depois do incidente, abandonou o local.

Um pouco mais tarde, voltou à discoteca para dar uns casacos a um casal amigo, tendo levado consigo uma arma por medo de voltar a ser agredido, disse o arguido ao coletivo de juízes.

Admitindo estar sob o efeito de álcool e cocaína, o suspeito alegou que viu um dos homens de um grupo de seis a retirar "uma arma do bolso", tendo disparado de seguida contra esse grupo.

"Tinha apanhado antes e tive medo da situação", justificou o arguido, que foi perseguido pelo grupo até ao seu carro, tendo sofrido vários socos, murros e pontapés, como refere o Ministério Público no despacho de acusação, a que a agência Lusa teve acesso.

Conduzido para os Hospitais da Universidade de Coimbra, o homem de 40 anos acabou por fugir das autoridades quando estava num dos gabinetes de triagem.

O arguido foi encontrado no Brasil, onde trabalhava num laboratório de próteses dentárias e onde já tinha constituído família, em Florianópolis, capital do estado de Santa Catarina.

Segundo a defesa, o arguido esteve detido 28 meses à espera de extradição, que ocorreu em agosto passado.

A extradição foi efetuada para que o arguido fosse julgado.

À luz do princípio da especialidade e tendo sido efetuada a extradição pelos crimes de tentativa de homicídio, o arguido não será julgado pelos crimes de ofensa à integridade simples e de evasão de que também era acusado.

Lusa

  • Quatro pessoas assassinadas em Barcelos

    País

    Quatro pessoas, entre elas uma grávida, foram assassinadas hoje em Tamel, no concelho de Barcelos. As vítimas terão sido esfaqueadas e o suspeito já se entregou.

    Em desenvolvimento

  • Défice de 2016 fica nos 2,1%

    Economia

    O défice orçamental ficou nos 2,1% do PIB em 2016, em linha com o previsto pelo Governo. É o valor mais baixo em democracia. Está aberto o caminho ao fim do Procedimento por Défices Excessivos.

    Em desenvolvimento

  • Libertado o ex-Presidente egípcio Hosni Mubarak

    Mundo

    O ex-Presidente egípcio foi libertado hoje, depois de ter sido absolvido por um tribunal de recurso, no início deste mês. Hosni Mubarak estava agora confinado a um hospital militar. O antigo chefe de Estado tinha sido condenado em 2012 pela morte de manifestantes nos protestos da Primavera Árabe.

  • Comissão Europeia quer proibir o tabaco na praia

    País

    A Comissão Europeia quer proibir o tabaco em todos os espaços públicos, incluindo praias, parques infantis e equipamentos desportivos. A proposta foi apresentada pelo comissário da Saúde e Segurança Alimentar que, além de querer reduzir a dependência do tabaco, também sugere que todos os estados membros apliquem uma idade mínima para a venda de tabaco.

  • "Nós aceitamos sempre os resultados das eleições"
    1:07

    País

    Durante a reunião do Conselho Nacional em Lisboa, o líder dos sociais-democratas garantiu que o partido tem fair-play mas disse que está nas eleições autárquicas para ganhar. Pedro Passos Coelho acrescentou ainda que o PSD aceita sempre os resultados das eleições.

  • Menina "rouba" chapéu ao Papa
    0:27
  • Data e local da canonização serão anunciados a 20 de abril
    2:23

    País

    O Papa aprovou esta quinta-feira o decreto que valida o milagre atribuído a Francisco e Jacinta. A data e local da cerimónia da canonização dos pastorinhos serão anunciados a 20 de abril, na reunião de cardeais no Vaticano. O Bispo de Leiria/Fátima acredita que a cerimónia possa ser a 13 de maio, durante a visita do Papa a Fátima.