sicnot

Perfil

País

Federação dos Táxis cancela protesto mas ANTRAL mantém concentração em Belém

O presidente da ANTRAL, Florêncio Almeida, disse esta quarta-feira que o protesto de taxistas de segunda-feira se mantém, depois de a Federação Nacional de Táxis ter dito que o protesto foi cancelado.

Em declarações por telefone à Lusa, Florêncio Almeida manteve o anúncio feito segunda-feira passada durante a manifestação de taxistas na rotunda do Relógio, em Lisboa, de um novo protesto na próxima segunda-feira na Presidência da República, bem como concentrações em frente às câmaras do Porto e de Faro.

"Vamos reunir amanhã às 10:30. Sabemos que o Presidente da República não vai estar em Portugal na segunda-feira", disse Florêncio Almeida, salientando que querem reunir-se com Marcelo Rebelo de Sousa.

Hoje à RTP, um representante da Federação Portuguesa do Táxi, Rudolfo Melo, disse que a decisão foi "tomada a quente" e que "entretanto chegou-se à conclusão" que era melhor os dois dirigentes, da Associação Nacional de Transportes Rodoviários em Automóveis Ligeiros e da Federação Portuguesa do Táxi, se deslocarem à Presidência para se reunirem com os assessores de Marcelo Rebelo de Sousa.

A Lusa tentou contactar sem sucesso o presidente da Federação Portuguesa do Táxi.

Lusa

  • Brinquedos tecnológicos para oferecer no Natal
    5:33
  • Aniversário de Marcelo passado nas comemorações dos 700 anos da Marinha
    1:45

    País

    O Presidente da República defende que é preciso continuar a investir na Armada, nas pessoas, nas capacidades e no apoio de retaguarda. No dia em que fez 69 anos, Marcelo Rebelo de Sousa esteve nas comemorações dos 700 da Marinha, onde sublinhou os sete séculos de conquistas e de combates navais.

  • Costa anuncia reunião sobre neutralidade carbónica em fevereiro
    2:03

    País

    O Presidente francês defende que é preciso ir mais longe e mais rápido na luta contra as alteração climáticas, numa resposta à decisão de Donald Trump de retirar os EUA do Acordo de Paris. Em fevereiro, será a vez de Portugal organizar uma reunião sobre energia e transportes.