sicnot

Perfil

País

Dirigentes de pequenos partidos em campanha sozinhos pelos Açores

Dirigentes de pequenos partidos em campanha sozinhos pelos Açores

Os dirigentes dos pequenos partidos sem representação parlamentar no Governo Regional dos Açores fazem quase sempre campanha sozinhos. Os cabeças de lista e dirigentes têm mais um dia para apresentarem propostas.

  • Líder do PS Açores recusa falar em geringonça açoriana
    1:36

    País

    O líder do PS Açores e recandidato à presidência do Governo Regional recusa falar num cenário de "geringonça" açoriana, caso perca a maioria absoluta. A três dias das eleições para o Parlamento Regional, tanto o PS como o PSD fizeram campanha em Rabo de Peixe, uma das zonas mais pobres do arquipélago e do país.

  • Líder do PS nos Açores não se compromete com maioria absoluta
    1:57

    País

    O líder do PS/Açores e recandidato à Presidência no Governo Regional admite todos os cenários eleitorais possíveis, no domingo. Vasco Cordeiro não se compromete com uma maioria absoluta e desvaloriza a ausência de António Costa nos Açores, na última semana de campanha. As sondagens apontam para uma nova maioria absoluta, mas Vasco Cordeiro diz que todos os votos contam.

  • Dirigentes políticos marcam presença na campanha eleitoral nos Açores
    2:20

    País

    As legislativas regionais nos Açores nunca tiveram tantas presenças de dirigentes nacionais como neste ano. Assunção Cristas e Catarina Martins juntaram-se às campanhas da direita e da esquerda. Jerónimo de Sousa também se juntou aos candidatos no arquipélago e fez campanha em várias ilhas. Já Pedro Passos Coelho esteve em Ponta Delgada, onde lembrou que o Governo PSD ajudou no sucesso do turismo. A votação para a Assembleia Legislativa da Região Autónoma dos Açores realiza-se este domingo.

  • Atacantes de Barcelona "não estão a caminho da nossa fronteira"
    7:00

    Ataque em Barcelona

    O diretor da Unidade Nacional de Contraterrorismo da Polícia Judiciária esteve esta sexta-feira no Jornal da Noite para falar sobre o duplo atentado em Espanha. Luís Neves diz que o nível de ameaça em Portugal, perante os ataques, não foi alterado porque "não se detectou que tenha existido informação que possa colocar o nosso território em perigo".