sicnot

Perfil

País

Há ou não protesto dos taxistas na segunda-feira?

MIGUEL A. LOPES

O protesto dos taxistas marcado para segunda-feira pode ser cancelado. As associações reúnem-se hoje de manhã para discutir se avançam ou não com um protesto em Belém.

À SIC, o Presidente da Antral diz que só hoje os profissionais do setor vão decidir o que fazer. De acordo com Florêncio de Almeida, a ideia do protesto era serem recebidos pelo Presidente da República, o que não vai acontecer na segunda-feira porque Marcelo Rebelo de Sousa está de visita à Suíça.

O líder da Antral não descarta por isso a hipótese do protesto vir a ser cancelado.

Depois da manifestação desta segunda-feira, os taxistas prometeram novas ações de luta contra a intenção do Governo de regular as plataformas Uber e Cabify.

  • Prisão preventiva para homicida de Barcelos
    1:43

    País

    O alegado homicida de Barcelos vai ficar em prisão preventiva, por quatro crimes de homicídio. Adelino Briote foi ouvido este sábado de manhã no Tribunal de Braga, depois de na sexta-feira ter alegadamente degolado quatro pessoas na freguesia de Tamel, em Barcelos.

  • Morte de portuguesa no Luxemburgo afinal não aconteceu

    País

    A morte de uma portuguesa em Bettembourg, no sul do Luxemburgo, não terá acontecido. O Jornal do Luxemburgo avançou, esta manhã, que a emigrante portuguesa tinha sido baleada mortamente pelo filho, uma informação entretanto desmentida por outro jornal online. Segundo o Bom Dia Luxemburgo, o que aconteceu foi afinal uma rusga policial.

  • Estamos quase na hora de verão

    País

    Esta madrugada muda a hora. Quando for 1h00, os relógios adiantam para as 2h00. Será uma noite com menos tempo de sono, mas os dias vão ficar mais longos com o chamado horário de verão.

  • Hora do Planeta, apagam-se as luzes para despertar consciências
    2:19
  • Milhares nas cerimónias fúnebres de dirigente do Hamas

    Mundo

    Milhares de palestinianos participaram nas cerimónias fúnebres de um dirigente do Hamas, assassinado esta sexta-feira, na Faixa de Gaza. Vários homens armados acompanharam o cortejo fúnebre até à mesquita, onde se fizeram as últimas orações.