sicnot

Perfil

País

Proteção Civil promove hoje exercício público de preparação para risco sísmico

A Autoridade Nacional de Proteção Civil (ANPC) desafia a população a participar, às 10:13 de hoje, no exercício público de preparação para o risco sísmico através da realização dos três gestos de proteção: baixar, proteger e aguardar.

Pelo quarto ano consecutivo, a ANPC promove o exercício "a terra treme", que tem a duração de um minuto e consiste na realização dos três gestos de proteção em caso de sismo - baixar, proteger e aguardar.

A iniciativa, que se enquadra no Dia Internacional para a Redução de Catástrofes das Nações Unidas, pretende alertar e sensibilizar a população portuguesa sobre como agir antes, durante e depois da ocorrência de um sismo, segundo a ANPC.

Este ano, a Proteção Civil escolheu a comunidade escolar para a promoção da iniciativa "a terra treme", realizando-se, às 10:13, numa escola do concelho de Loures um exercício que vai contar com a presença dos secretários de Estado da Administração Interna, Jorge Gomes, e da Educação, João Costa.

As 329 crianças, dos 04 aos 10 anos, vão exercitar em conjunto, no minuto pré-definido para o exercício, os três gestos de proteção em caso de sismo.

Durante o exercício, os cidadãos devem baixar-se sobre os joelhos (posição que evita cair em caso de ocorrência de sismo), proteger a cabeça e o pescoço com os braços e as mãos e, por fim, aguardar até que a "terra pare de tremer".

A Proteção Civil convida todas as pessoas a participarem no exercício nacional, praticando os três gestos básicos disponíveis na página www.aterratreme.pt.

Lusa

  • Marido de idosa que morreu na Sertã teve de caminhar durante duas horas para pedir ajuda
    1:44

    País

    A Altice garantiu esta sexta-feira que tentou agendar, por duas vezes, a reposição da linha telefónica na casa da idosa da Sertã, que morreu na semana passada por não ter comunicações que permitissem um socorro rápido. A mulher sentiu-se mal e o marido teve de caminhar durante duas horas para conseguir chegar à casa do vizinho mais próximo e pedir ajuda.

  • "Situação humanitária dos civis em Ghouta é aterradora"
    0:49

    Mundo

    O enviado especial da ONU para a Síria lançou esta sexta-feira um novo apelo a um cessar-fogo. O responsável está particularmente preocupado com a situação da população civil e diz que é preciso evitar que se repita em Ghouta o que se passou em Alepo.

  • Como é que alguém (Rúben Semedo) com tanto pode perder tudo?
    3:05
  • Instantes de uma noite de futebol europeu
    0:41
  • Não dá mais, Brasil!
    18:00