sicnot

Perfil

País

Proteção Civil promove hoje exercício público de preparação para risco sísmico

A Autoridade Nacional de Proteção Civil (ANPC) desafia a população a participar, às 10:13 de hoje, no exercício público de preparação para o risco sísmico através da realização dos três gestos de proteção: baixar, proteger e aguardar.

Pelo quarto ano consecutivo, a ANPC promove o exercício "a terra treme", que tem a duração de um minuto e consiste na realização dos três gestos de proteção em caso de sismo - baixar, proteger e aguardar.

A iniciativa, que se enquadra no Dia Internacional para a Redução de Catástrofes das Nações Unidas, pretende alertar e sensibilizar a população portuguesa sobre como agir antes, durante e depois da ocorrência de um sismo, segundo a ANPC.

Este ano, a Proteção Civil escolheu a comunidade escolar para a promoção da iniciativa "a terra treme", realizando-se, às 10:13, numa escola do concelho de Loures um exercício que vai contar com a presença dos secretários de Estado da Administração Interna, Jorge Gomes, e da Educação, João Costa.

As 329 crianças, dos 04 aos 10 anos, vão exercitar em conjunto, no minuto pré-definido para o exercício, os três gestos de proteção em caso de sismo.

Durante o exercício, os cidadãos devem baixar-se sobre os joelhos (posição que evita cair em caso de ocorrência de sismo), proteger a cabeça e o pescoço com os braços e as mãos e, por fim, aguardar até que a "terra pare de tremer".

A Proteção Civil convida todas as pessoas a participarem no exercício nacional, praticando os três gestos básicos disponíveis na página www.aterratreme.pt.

Lusa

  • O fim do julgamento do caso BPN, seis anos depois
    2:26

    País

    O antigo presidente do BPN José Oliveira Costa tentou adiar o fim do julgamento principal do caso com um recurso para o Tribunal Constitucional. Apesar disso, a leitura do acórdão continua marcada para esta quarta-feira, quase seis anos e meio depois de os 15 arguidos se terem sentado pela primeira vez no banco dos réus.

  • José Oliveira Costa, o rosto do buraco financeiro do BPN
    3:04

    País

    José Oliveira Costa foi o homem forte do BPN durante 10 anos e tornou-se o rosto do gigantesco buraco financeiro. Manteve-se em silêncio durante todo o julgamento, mas falou aos deputados da comissão de inquérito, para negar qualquer envolvimento no escândalo que fez ruir o BPN.

  • Saída do Procedimento por Défice Excessivo marca debate no Parlamento
    1:40
  • Filhos tentam anular casamento de pai de 101 anos

    País

    O casamento de um homem de 101 anos com uma mulher com metade da idade, em Bragança, está a ser contestado judicialmente pelos filhos do idoso, que acusam aquela que era empregada da família de querer ser herdeira.