sicnot

Perfil

País

Greve dos enfermeiros teve adesão de 71% esta manhã

Greve dos enfermeiros teve adesão de 71% esta manhã

Termina hoje a greve de dois dias dos enfermeiros. O sindicato fala numa adesão de 71% esta manhã.

  • Greve dos enfermeiros no Algarve
    2:23

    País

    A greve dos enfermeiros no Algarve afetou, sobretudo, cirurgias e internamentos. Nas consultas e nos tratamentos de ambulatório, a greve quase não se notou.

  • Greve dos enfermeiros em Lisboa
    1:55

    País

    Os enfermeiros estão hoje e amanhã em greve. Exigem a reposição das 35 horas de trabalho para todos os profissionais e a contratação de mais pessoas. O sindicato diz que a adesão ronda os 75%. A SIC foi ver os efeitos da paralisação em Lisboa.

  • Greve dos enfermeiros no Algarve com adesão de 100% nos internamentos, avança sindicato
    0:56

    País

    O sindicato dos enfermeiros garante que no Algarve a adesão à greve ronda os 100% nos internamentos, com efeitos nas urgências e nos blocos operatórios. Uma greve no dia em que o Governo deve fechar, em Conselho de Ministros, o Orçamento do Estado para o próximo ano e no qual os enfermeiros querem ver cumpridas algumas das reivindicações - mais enfermeiros, novas regras salariais, as 35 horas de trabalho e aposentação mais cedo.

  • Enfermeiros em greve

    País

    Os serviços de enfermagem nas unidades de saúde estão reduzidos a serviços mínimos, hoje e amanhã. Os enfermeiros exigem a reposição das 35 horas semanais e o pagamento das horas extraordinárias.

  • Bruno de Carvalho garante empenho do Sporting
    0:52

    Desporto

    Bruno de Carvalho diz que o Sporting continua empenhado apesar do momento que o clube atravessa. O presidente leonino discursou ao início da tarde no núcleo Leões da Madeira, no Funchal, onde o Sporting joga hoje com o Marítimo.

  • Cágado tratado com implante impresso em 3D
    2:26
  • Patrões não aceitam alterações ao acordo de concertação social
    2:25

    Economia

    As confederações patronais foram esta sexta-feira ao Palácio de Belém dizer ao Presidente da República que não aceitam que o Parlamento faça alterações ao acordo de concertação social. Os patrões dizem ainda ter esperança que o Parlamento não chumbe o decreto-lei que reduz a TSU das empresas com salários mínimos.