sicnot

Perfil

País

Morreu José Lello

lusa

O antigo ministro, secretário de Estado e dirigente socialista José Lello faleceu hoje, no Porto. Tinha 72 anos.

Última atualização às 13:23

José Lello foi pela primeira vez eleito deputado em 1983, pelo círculo eleitoral do Porto, mandato que renovou sucessivamente até às eleições legislativas de outubro de 2015.

No seu percurso político, no primeiro executivo liderado por António Guterres, entre 1995 e 1999, desempenhou as funções de secretário de Estado das Comunidades.

Em 2002, já no segundo executivo liderado por António Guterres, substitui Armando Vara nas funções de ministro da juventude e do Desporto.

José Lello esteve depois na primeira linha política da ascensão de José Sócrates ao cargo de secretário-geral do PS em 2004.

Durante a liderada socialista de José Sócrates, entre 2004 e 2011, José Lello foi sempre membro do Secretariado Nacional com o pelouro das finanças e das relações internacionais.

No Parlamento, exerceu mandatos mais ligados às áreas da Defesa Nacional e dos Negócios Estrangeiros,, tendo sido inclusivamente eleito presidente da Assembleia Parlamentar da NATO.

Lello estava doente há vários meses e morreu esta manhã no Porto.

Com Lusa

  • Défice cai 1.900 milhões até agosto

    Economia

    O défice das administrações públicas foi de 2.034 milhões de euros até agosto, uma "melhoria de 1.901 milhões" face ao mesmo período de 2016, segundo o Governo, que justifica com aumento superior a 4% da receita.

  • Atores recriam cena em que um homem é vítima de violência doméstica
    1:35
  • Ministério Público admite eventual detenção do presidente do governo da Catalunha
    2:24
  • Bispo vermelho

    "Recebia trabalhadores e sindicalistas, batia à porta de políticos e empresários, andava pelas ruas da cidade ao encontro dos que das ruas da cidade faziam casa". Joaquim Franco evoca Manuel Martins, o "bispo vermelho".

    Joaquim Franco

  • Apreendidos quase 7.000 comprimidos ilegais vendidos pela internet
    1:43

    País

    O Infarmed e a Autoridade Tributária apreenderam perto de 7.000 unidades de comprimidos ilegais.A apreensão aconteceu no âmbito de uma operação internacional da Interpol de combate aos medicamentos ilegais vendidos pela internet, explicou à SIC Luís Sande e Castro, diretor da Unidade de Inpeção do Infarmed.

  • Criar galinhas na cozinha, guerras no fogão, e drones dentro de casa
    7:28
  • Passageiro detido com 1 kg de ouro no reto

    Mundo

    Os funcionários da alfândega do aeroporto de Colombo, Sri Lanka, estranharam o comportamento de um passageiro que "caminhava com dificuldade". Um exame completo revelou a valiosa carga que levava escondida... no tubo intestinal.